Início > Ano Pastoral, D. António Couto, Eventos, Visitas Pastorais > Paróquia de Avões |> Visita Pastoral de D. António Couto

Paróquia de Avões |> Visita Pastoral de D. António Couto

11065995_811540285579323_2077808368_o

A Quaresma é tempo de preparação e reflexão para compreender e celebrar a ressurreição de Cristo e, como tal, é um período de clarificação e serenidade de espírito. Por conseguinte, para comprometer e conduzir a comunidade de Avões com Deus, o Bispo D. António Couto integrou a Visita Pastoral da paróquia.

No raiar da manhã do dia 8, Domingo, estreou-se a semana com o Sacramento da Extrema-unção aos doentes acamados, ação vista pelo grupo mais idoso como o bálsamo para a alma e o repouso da fé. Um momento de consonância com Deus abraçado por todos os presentes.

Depois desta ação a começar por aqueles que se encontravam numa situação mais debilitada, o resto da semana foi mesclada por alguns encontros e reuniões frutíferos com vários grupos da comunidade. Os primeiros foram os jovens a receber a Confirmação no Domingo seguinte, reunião esta em forma de diálogo apelativo e jovial proferida pelo Senhor Bispo, na qual se gerou a interação suficiente para elucidar os jovens nesta fase, nem sempre, clara e alerta para Deus.

Já na sexta-feira, participou num encontro com os vários grupos e entidades da freguesia, assim como a presença, em geral, dos fiéis, proporcionando-se um momento complementado de interações, esclarecimentos e interlocuções que se veio a expressar com maior proximidade, no dia seguinte, na ceia-convívio com toda a comunidade. Salienta-se, o facto, do Bispo D. António Couto prendar com palavras sábias e imbuídas de compromisso com a Fé o povo, de uma maneira sagaz e acessível à compreensão de todos, assim como toda uma atitude de proximidade e empatia.

Na última atividade da Visita Pastoral, a Eucaristia Dominical, enriquecida com a celebração da Confirmação de 6 jovens, foi presidida pelo Bispo D. António Couto e complementada pelo Pároco da paróquia Joaquim Silvestre.

Aponta-se com especial destaque a homilia proferida pelo Bispo da Diocese, na qual, entre outras coisas, debruçou-se na felicidade e na maldade, isto é, o desejar a paz ou a felicidade não é apenas um ato único de afagar o outro com bom espirito mas, também, ajudá-lo a alcançar o que anseia ou precisa, visto as coisas boas tomarem contornos maiores quando partilhadas. Ao focar o temor do povo hebreu com o veneno das cobras e o pedido de Moisés a Deus para os salvar de tal mal, o Senhor Bispo alertou para o veneno e a maldade que está latente dentro de nós e as proporções que isso toma quando infetamos outra pessoa, serão dois venenos a inebriar a visão que se tem do outro e do mundo que os rodeia.

O nosso mundo é volátil como muitos dos nossos pensamentos, daí aludir para o veneno que podemos estar a produzir, já que o perdão vem de Deus e as consequências da Vida.

Por último, um agradecimento a todas entidades e grupos que contribuíram para que esta Visita Pastoral fosse uma preparação carregada de fé, leveza de espirito, compreensão e partilha; em especial, ao Sr. Bispo D. António Couto por toda a proximidade com o rebanho e a bagagem conselheira e clara com que nos encaminhou pois, no fundo, a comunidade de Avões sabe que teremos tudo de Deus, quando Deus tiver tudo de nós.

Ricardo da Fonseca,  in Voz de Lamego, n.º 4305, ano 85/18, de 17 de março de 2015

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: