Archive

Archive for Novembro, 2013

Dia da Igreja Diocesana de Lamego

Algumas imagens do Dia da Igreja Diocesana de Lamego, com o encerramento do Ano da Fé e ordenação diaconal de José Fonseca Soares

Um Ano da Fé “que não se encerra”

Image

A Igreja Catedral de Lamego encheu-se, na tarde da Solenidade de Cristo Rei, para celebrar a fé. Eram vários e belos os motivos da celebração: o Dia da Igreja Diocesana, que coincide com o aniversário da Dedicação da Igreja Catedral; o encerramento do Ano da Fé; a ordenação diaconal de José Fonseca Soares; o aniversário da nomeação, como Bispo de Lamego, do Sr. D. António Couto.

Para além de muitos fiéis de todos os Arciprestados da Diocese, uma boa parte deles jovens, também marcou presença um elevado número de sacerdotes e alguns diáconos.

Na sua homilia, o Sr. D. António Couto salientou que “o Ano da Fé não se encerra.” E continuou: “a fé não é uma questão de conteúdos que se podem ensinar e aprender num ano, num curso semestral ou anual. Se perguntardes a um bebé porque é que ele se sente seguro no colo da sua mãe, ele não saberá responder. Mas mesmo que soubesse, acharia ridícula a pergunta. Do mesmo modo que perguntar a uma mãe quais são as razões que a levam a segurar no seu colo, com força e carinho, o seu bebé, será considerada uma pergunta sem sentido. Do mesmo modo que deixaríamos Abraão boquiaberto, se lhe fôssemos perguntar quais são os conteúdos da sua fé. Sim, não se acredita em conteúdos. Acredita-se em alguém. É uma relação pessoal, consciente e consistente que vamos tecendo juntos com Deus e uns com os outros por caminhos de confiança e de amor. Abriu-se o Ano da Fé, como Jesus abriu um dia, na sinagoga de Nazaré, o Ano da Graça do Senhor (Lucas 4,19). Entenda-se, então, que este Ano da Graça ou da Fé não é um Ano de 365 dias. É a vida toda, no duplo sentido em que é toda a duração da vida, e em que é mesmo necessário apostar tudo, com toda a intensidade.”

No final da celebração, foi entregue uma vela a um leigo de cada Arciprestado como sinal dessa luza da fé que deve manter-se acesa, símbolo que expressam as palavras que o Sr. D. António tinha proferido na homilia: “«IDE e fazei discípulos», é o lema da nossa Igreja de Lamego para este Ano Pastoral. IR requer mudança de lugar e de modo. IR é não ficar aqui, e não ficar assim! Há tanta gente à espera de que nós lhes levemos Cristo. Obrigado, jovens, por terdes estado na primeira linha com a vossa Alegria contagiante. Como eu desejaria poder ter-vos acompanhado nas vossas avalanches. Peço a todos, sacerdotes, consagrados, fiéis leigos, mais Luz, mais Luz, mais Luz. Mais Dedicação, mais Dedicação, mais Dedicação.”

Preparação para o Sínodo Extraordinário sobre a Família

In Agência Ecclesia

As dioceses do Funchal e de Lamego apelaram à participação dos membros das suas comunidades na preparação do próximo Sínodo extraordinário dos Bispos, marcado para outubro de 2014, com respostas às 38 questões divulgadas pela Santa Sé.

No caso da Madeira, além do estudo que se realizará em cada arciprestado pelo clero, a Igreja Católica local “convida todos os diocesanos, paróquias, secretariados, movimentos e famílias a contribuírem para esta reflexão, abordando as questões colocadas e enviando, até ao dia 15 de dezembro, a sua reflexão” para dois endereços eletrónicos ou para a Cúria Diocesana (apartado 4550; 9001-801 Funchal).

Em Lamego, a diocese disponibiliza, quer através dos arciprestados, quer através do seu site, o documento preparatório para o Sínodo, onde consta o referido questionário, “pedindo a todos que contribuam ativamente para que as finalidades desta consulta possam ser atingidas”.

As respostas podem ser enviadas até ao final da primeira semana de dezembro, por correio (Paço Episcopal, Rua das Cortes, 2, 5100-132 Lamego) ou via email.

O documento preparatório da III Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos, dedicada ao tema ‘Desafios Pastorais da Família no contexto da Evangelização’, foi divulgado pela Santa Sé no último dia 5 e está disponível desde então para leitura e download no site da ECCLESIA.

A Diocese do Funchal refere que o texto “tem como objetivo auscultar as comunidades eclesiais a partir de um conjunto de 38 questões introduzidas por uma breve apresentação do tema do Sínodo e do seu contexto”.

Já D. António Couto, bispo da Diocese de Lamego, “convoca todos os sacerdotes, religiosos e leigos para darem o seu contributo, na medida das possibilidades de cada um”.

O documento preparatório e o questionário foram também publicados online no blogue ‘Religionline’, o qual os propõe “a todos os interessados que possam responder”.

Os responsáveis deste blogue “comprometem-se a fazer chegar todas as respostas recebidas através deste meio à Conferência Episcopal Portuguesa, ao cardeal Péter Erdo, relator da assembleia extraordinária do Sínodo dos Bispos, e aos bispos Lorenzo Baldasseri e Bruno Forte, respetivamente secretário-geral do Sínodo e secretário especial da assembleia de 2014, e ainda à Nunciatura da Santa Sé em Lisboa”.

Categorias:Uncategorized

Lamego acolheu Fórum Ecuménico Jovem

In Agência Ecclesia

O Fórum Ecuménico Jovem reuniu 300 pessoas de várias Igrejas, este sábado, à volta do tema ‘Permanecei em Cristo’, para partilharem “experiências de fé e de missão”, em Lamego.

“Os objetivos desde 1999 são encontrar jovens de outras Igrejas; partilhar experiências de fé e de missão; rezar em conjunto; aprofundar temas de fé, cultura e cidadania; fazer festa; conhecer melhor outras Igrejas e conviver”, revela a equipa Ecuménica Jovem num comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

D. António Couto, bispo de Lamego, explicou a parábola da videira verdadeira que é Cristo e apresentou “como solução única a enxertia para que dê frutos doces e abundantes”.

Depois, os participantes dividiram-se em 11 grupos de trabalho e refletiram sobre temas apresentados pelo prelado de Lamego como a comunhão, a união a Cristo ou a conversão para que haja mais frutos na vida de cada um e das suas comunidades.

“Na hora do regresso a casa era visível a alegria espelhada no rosto dos jovens”, assinala o comunicado.

O XV Fórum Ecuménico Jovem acolheu jovens, “de norte a sul do país”, no Seminário Maior de Lamego e foi organizado pelos departamentos juvenis das Igrejas Católica Romana, Lusitana, Metodista e Presbiteriana.

O Fórum Ecuménico Jovem já passou outras cidades como Leiria, Braga, Viana do Castelo, Porto, Vila Nova de Gaia, Aveiro, Guarda, Viseu, Coimbra, Santarém, Lisboa e Montijo.

Categorias:Eventos, Jovens