Arquivo

Archive for the ‘Ano Pastoral’ Category

Acólitos da Sé de Lamego na Peregrinação Nacional

Foi um dia de festa e  reencontro o que viveram os acólitos da paróquia da Sé a 1 de Maio.

Reencontro com a Sra de Fátima e os milhares de acólitos portugueses que se reuniram no local que Ela escolheu para nos visitar. Foi a Peregrinação Anual dos Acólitos Portugueses.

São Pedro brindou-nos com um dia de sol, mas não muito quente, perfeito quer para a viagem quer para as atividades realizadas no recinto.

Após uma viagem animada em que a conversa nos aproximou mais como irmãos e amigos e afastou os últimos vestígios de sono, chegamos ao centro Paulo VI tinha justamente sido iniciado o acolhimento e animação – com cânticos e anedotas fomos ficando todos super animados e respondemos entusiasticamente á chamada pelas nossas dioceses ( o grupo da Sé foi um digno representante da diocese de Lamego, mas esperamos ter a companhia de muitas mais paróquias em próximas peregrinações…). Ler mais…

Via Sacra na Senhora da Guia de Ferreirim

Tarde de domingo de Ramos e o povo de Ferreirim, tal como em anos anteriores, juntou–se e fez a celebração da Via Sacra no recinto de Nossa Senhora da Guia de longe ou dos arciprestes como é conhecida na região de Lamego.

Pelas 15.30 h do dia 25 de março de 2018, todos os caminhos da freguesia iam ter à Srª da Guia. A pé, de carro ou de outro qualquer meio de transporte, as gentes de Ferreirim e arredores marcaram presença naquele recinto sagrado.

Os atores lá se iam vestindo à época, na casa do peregrino, para às 16 h fazerem a representação das 14 estações, pelas quais Cristo passou, até chegar ao monte Calvário.

Cenário preparado, tudo a postes e o Sr. Padre Leal dá início à via-sacra às 16 h.

Todos sem exceção, atores e público “viveram” esta representação. O silêncio instalou-se e todos foram participantes e participativos nesta tarde na Srª da Guia na vivência desta encenação.

Este ano e dada a falta de figurantes que ano após ano se tem verificado, o Sr. padre alterou a representação e pessoalmente penso que todos saíram a lucrar.

Em anos anteriores não era audível a maioria das falas dos intervenientes e daí não “prender” o público que não conseguia compreender o que se estava a passar, muito embora soubessem que se tratava do caminho que Cristo seguiu até ao Calvário. Este ano ouvia-se perfeitamente tudo o que foi dito se ouviu, a mensagem passou e…o povo gostou.

Parabéns a todos os que de uma ou outra forma contribuíram para que esta encenação fosse representada no recinto da Srª da Guia.

Quando o povo de Ferreirim se une, sempre saem coisas bonitas.

Para o ano se Deus quiser, voltaremos a juntar-nos e mais uma vez havemos de representar o que Jesus sofreu para nossa remissão.

 

Zé Almeida, in Voz de Lamego, ano 88/17, n.º 4454, 27 de março de 2018

TEMPO DE QUARESMA: Um tempo com características próprias.

A Quaresma é o tempo que precede e dispõe à celebração da Páscoa. Tempo de escuta da Palavra de Deus e de conversão, de preparação e de memória do Batismo, de reconciliação com Deus e com os irmãos, de recurso mais frequente às “armas da penitência cristã”: a oração, o jejum e a esmola (Mt 6,1-6.16-18).

Tal como o povo de Israel que peregrinou durante quarenta anos pelo deserto para chegar à terra prometida, a Igreja, o novo povo de Deus, prepara-se durante quarenta dias para celebrar a Páscoa do Senhor. Embora seja um tempo penitencial, não é um tempo triste e depressivo. Trata-se de um tempo especial de purificação e de renovação da vida cristã para poder participar com maior plenitude e gozo do mistério pascal do Senhor.

A Quaresma é um tempo privilegiado para intensificar o caminho da própria conversão. Este caminho supõe cooperar com a graça, para dar morte ao homem velho que atua em nós. Trata-se de romper com o pecado que habita em nossos corações, afastarmo-nos de tudo aquilo que separa do Plano de Deus, e por conseguinte, da nossa felicidade e realização pessoal. Ler mais…

Almacave Jovem – “As Pressões que enfermam os jovens de hoje”

No passado dia 12 de janeiro de 2018, pelas 21h30, teve lugar no Centro Paroquial de Almacave uma conferência/debate intitulada “Pressão na vida dos Jovens, na escola e no trabalho”, no âmbito da Campanha Nacional que tem vindo a ser promovida pela Juventude Operária Católica e cujo tema deu nome a este debate e que se enquadra no lema do nosso Plano Pastoral. O encontro foi dinamizado por dois jovens orientadores membros da JOC.

Esta reflexão pretende alertar para uma realidade que ainda tende a ser muito menosprezada pela sociedade: a pressão que é exercida sobre os jovens quer em ambiente familiar, estudantil quer profissional. Um outro objetivo é consciencializar que todos nós, Jovens ou menos jovens, temos um papel importante no combate e prevenção deste problema.

Numa primeira fase, os dinamizadores apresentaram-nos o seu método de ação perante este tipo de situações que consiste em três etapas fundamentais: o VER (analisar o problema), o JULGAR e o AGIR (para transformar). De seguida, todos os presentes foram convidados a partilhar uma experiência (pessoal ou não) que retratasse uma situação de pressão ou de sintomas de pressão. Ler mais…

Festa de Natal do Centro Social Filhas de São Camilo

Na tarde do dia 16 de Dezembro, o Centro Social esteve em festa. Reunimos os familiares e amigos dos nossos queridos utentes para uma tarde convívio de muita cor e alegria.

Contamos com a colaboração dos funcionários da casa para uma encenação natalícia intitulada por: “O verdadeiro espírito de Natal” onde se incentivou as pessoas a refletirem sobre o verdadeiro significado do Natal, pois não é só prendas, casas e pinheiros enfeitados e luzes cintilantes… Natal é muito mais, Natal é Jesus. Por isso se alguém desejar e aceitar Jesus, vai experimentar o verdadeiro espírito natalício.

Entre cantorias e declamação de poemas, houve lugar também para uma representação de uma dança pelos nossos queridos utentes do centro, com a orientação da animadora. O presépio vivo esteve também presente na festa, com interpretação dos utentes. Por fim, chegaram os Reis Magos ao estábulo onde se encontrava o menino Jesus, Maria, São José, o anjo, o burrinho e a vaca.

A Superiora Liliana tomou palavra no fim do programa deixando a sua mensagem aos utentes e seus familiares, manifestando a esperança de no próximo ano voltarem a compartilhar grandes momentos como os desta festa. Logo de seguida deu-se início ao lanche partilhado, onde os nossos queridos utentes saborearam com um enorme gosto os doces natalícios.

Agradecemos a todos os que se deixaram envolver nesta festa, principalmente aos familiares que dedicaram o pouco do seu tempo para estar junto do ente querido. O Natal é uma das datas que já se transformou em sinónimo de festa de família, aproxima as pessoas e nos faz refletir sobre o que realmente significa a família na nossa vida.

Neste Natal que o Menino Jesus abençoe todos os que sabem o verdadeiro significado da palavra FAMÍLIA e ilumine os corações daqueles que a abandonaram ou dizem não ter, afinal, somos todos irmãos, somos uma grande família filhos do mesmo Pai. Votos de um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.

São os votos desta família – Centro Social Filhas de São Camilo.

 

in Voz de Lamego, ano 88/05, n.º 4442, 2 de janeiro de 2018

Jornada Vocacional na Paróquia de São Martinho de Mouros

No passado domingo, segundo do advento, a comunidade do Seminário deslocou-se até à paróquia de S. Martinho de Mouros (Resende), paróquia do nosso colega José Miguel onde foi tema desse dia a Vocação.

A primeira Eucaristia foi às 08:00h da manhã na igreja matriz onde presidiu o pároco, padre Excelso Ferreira. A segunda foi às 10:30h, presidida pelo mesmo, desta vez na capela do Senhor Do Calvário.

Tivemos em ambas as eucaristias o prazer de ouvir o testemunho vocacional do João Patrício e da Irmã Kelly.

De seguida fomos com o padre Excelso distribuir a Sagrada Comunhão ao lar, onde visitámos os idosos de várias localidades. Fomos depois almoçar na residência paroquial onde fomos muitíssimo bem acolhidos pelo padre Excelso e onde almoçámos também na companhia do padre Vasco, pároco de Barrô.

Depois de tudo isto partimos novamente para o seminário de Lamego.

Agradecemos com muita estima a disponibilidade do sr. Padre Excelso em nos ter recebido com amabilidade e também a toda a gente de S. Martinho que nos acolheu de forma muito amiga, sincera e humilde.

 

Celestino Ribeiro, 9.º ano,

in Voz de Lamego, ano 87/54, n.º 4440, 12 de dezembro de 2017

Concertos de Natal no Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Teve início no passado domingo, a seguir à recitação do Terço, o primeiro concerto de Natal pelo Coro PIETATE da Paróquia de Queimadela, incluído num programa de quatro “(En)cantos de Natal” (Grupo Fortaleza Jovem-Lamego, Coro da Santa Casa da Misericórdia de Lamego e Coro do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios), a ter lugar a 3-8-10-17/12. Estes eventos são da responsabilidade do Santuário, nesta época de Advento, e dirigidos a todos que gostem de música sacra produzida por Coros bem conhecidos dos Lamecenses.

Sob a batuta do Dr. Alberto Carreira, o Coro Pietate apresentou músicas litúrgicas, intercaladas com música mais popular alusivas à época, prendendo a auditório que preenchia totalmente os bancos do Santuário. Foi um concerto bem conseguido e aplaudido, que estou certo agradou a todos os que presenciaram. Parabéns ao “Coro Pietate” pelo seu desempenho e postura!

Inédito como refriu o Dr. João António, Reitor do Santuário e bonito dizemos nós, pela qualidade musical que nos transmitiram. Uma abertura com chave de ouro deste ciclo de concertos que apesar do frio que se fazia sentir, 3º, chamou àquele templo muitos devotos de Nossa Senhora dos Remédios.

Como curiosidade dizer que Queimadela é uma pequena freguesia do concelho de Armamar, plantada num planalto de terras produtivas, ao lado do monte de S. Domingos, e que se vislumbra desde a cidade de Lamego…

Parabéns aos responsáveis pelo Santuário por congregarem e partilharem estas manifestações culturais e religiosas de cânticos, a todos quantos apreciam…

 

João Duarte Rebelo “Festa”, in Voz de Lamego, ano 87/53, n.º 4439, 5 de dezembro de 2017