Início > Centenário das Aparições, Evangelho, Igreja, Jesus Cristo, Mensagem, Nossa Senhora, Notícias, Oração > CENTENÁRIO DAS APARIÇÕES | ESTAR EM CASA

CENTENÁRIO DAS APARIÇÕES | ESTAR EM CASA

No próximo sábado, 13 de maio, assinalam-se os 100 anos da primeira aparição de Nossa Senhora aos três pastorinhos, em Fátima. Presidirá à peregrinação o Papa Francisco, o 4.º Pontífice a visitar aquele Santuário nos últimos 50 anos e a cerimónias ficarão, também, marcadas pela canonização dos Beatos Francisco e Jacinta, dois dos videntes escolhidos pela Mãe do Céu para levarem ao mundo os “apelos do céu” com vista à oração e à conversão.

Ao longo das últimas semanas aqui foram sendo publicadas umas quantas palavras para assinalar a passagem do primeiro centenário. Mas não faltará literatura sobre o assunto para quem deseje aprofundar os seus conhecimentos.

Por outro lado, as actuais acessibilidades tornam Fátima um lugar de fácil acesso, possibilitando um conhecimento directo. Já lá vai o tempo em que ir àquele Santuário era uma aventura e conseguir ir algumas vezes uma proeza. Assim, cada um poderá “saborear” Fátima, percorrendo os espaços, contemplando tudo e todos, participando nas celebrações diárias, demorando-se onde se sente mais à vontade…

Há gente que gosta de ir aquando dos grandes ajuntamentos e outros que preferem ir em dias de menor afluência; há multidões de baptizados, mas também bispos, padres e religiosos; há figuras conhecidas e muita gente anónima que passa, pára, reza e avança; alguns preocupam-se com as fotografias e recordações, caminhando como turistas; alguns ajoelham-se e cumprem as suas promessas, indiferentes a quem está ou observa; há quem traga e ofereça flores e quem se sente e permaneça demoradamente; há serenidade e sorrisos, mas também lágrimas e ansiedade; há gente de todas as idades, a falar línguas diferentes e todos se entendem; há velas que se acendem e consomem, orações e silêncios… Quantas mães por ali andam a pedir graças para os seus? Quantos filhos se aproximam e suplicam a intercessão da Mãe?… A todos o Pai conhece e ninguém é indiferente à Mãe. Por isso todos se sentem em casa!

Fátima não é apenas o “vale de lágrimas” da fé dos portugueses. É uma espaço e um tempo acessíveis, uma escola aberta, um momento oportuno. Mais do que um espaço, Fátima é um apelo à liberdade e à responsabilidade de cada um para responder, ao seu ritmo, a Deus.

É verdade que o espaço envolvente se alterou, que a dispersão é possível e que o negócio é visível. Mas Fátima será sempre um ponto de encontro entre o crente que procura, clama e espera com um Deus presente que acolhe, escuta e provê por intermédio de Maria, aquela que escolheu este lugar e esta gente simples para apelar à mudança.

Neste último apontamento, aqui fica o apelo a cada um dos nossos leitores para peregrinarem até Fátima, escutando a Mãe e aproximando-se do Filho. A Eucaristia, a recitação do Rosário, o sacramento da reconciliação, a adoração eucarística, o silêncio, a meditação da mensagem, a contemplação, a visita aos lugares históricos, as leituras… tudo são momentos a privilegiar. Basta o propósito de querer estar com a Mãe. É verdade que podemos faze-lo noutros lugares, mas tal vivência será enriquecedora.

JD, in Voz de Lamego, ano 87/26, n.º 4411, 9 de maio de 2017

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: