Arquivo

Posts Tagged ‘Vocações’

Seminários 2014 | SERVIDORES DA ALEGRIA DO EVANGELHO

1743447_805529342822426_5710433433941112968_n

Estamos a viver a Semana dos Seminários, de 09 a 16 de Novembro, no nosso país. Uma oportunidade para os fiéis olharem mais atentamente para estas casas, centros de formação e acompanhamento vocacional, rezarem por todos quantos ali vivem e crescem, rogando ao Senhor pelas vocações sacerdotais, e contribuírem para a sua continuidade, nomeadamente através do ofertório das Missas do dia 16.

Na nossa diocese de Lamego existem dois seminários: o Menor, Seminário de Nossa Senhora de Lourdes, em Resende, e o Maior, Seminário Jesus, Maria e Ana, em Lamego. Por causa da formação académica, os nossos seminaristas maiores (7) integram o Seminário interdiocesano de S. José, em Braga, juntamente com os seminaristas de Bragança (5), Guarda (3) e Viseu (5).

 

Casas de formação

Os seminários, casas para a formação dos futuros padres, apareceram na história após o Concílio de Trento, quando a Igreja reconheceu a necessidade de formar devidamente os seus pastores, tendo em vista o desafio que a Reforma representava. Ao longo destes séculos, em casas próprias ou emprestadas, adaptadas ou construídas de raiz, maiores ou menores, com mais ou menos comodidades, os seminários foram cumprindo a sua missão de acolher, acompanhar, formar e enviar padres para animar pastoralmente as comunidades cristãs.

Os seminários formaram muitos jovens para o sacerdócio, mas também contribuíram para a formação de muitos homens que, não chegando à ordenação presbiteral, aqui receberam ensinamentos, valores e princípios que os ajudaram a singrar na vida. A este propósito, é gratificante participar nos encontros de antigos seminaristas e testemunhar a gratidão, a saudade e a alegria de tantos e tantos que, embora longe, não deixam de reconhecer ao seminário importante papel na sua formação. Quantas gerações não tiveram a oportunidade de obter uma educação de qualidade nos seminários?

IMG_3531

Casas menos cheias

Tal como ontem, os seminários da nossa diocese cumprem a missão para que nasceram, apesar dos seminaristas serem em menor número. Nos anos anteriores e imediatamente posteriores ao Concílio Vaticano II viveu-se uma “época de abundância”, com os seminários repletos de jovens candidatos ao sacerdócio. A maioria dos seminaristas era composta por crianças ou adolescentes, provenientes da cultura de cristandade dominante. Esta impregnava os âmbitos sociais, familiares e educacionais, que são os espaços mais incisivos para a socialização dos valores religiosos. O discernimento acontecia, muitas vezes, “depois de entrar” na instituição. Para ingressar era suficiente “querer ser padre”. Só depois se esclarecia e se confirmava tal desejo.

A partir de meados dos anos 80 e 90 há um decréscimo de seminaristas e rapidamente os seminários se transformam em casas com poucos residentes. Algumas explicações podem surgir para a escassez: baixa natalidade, outras possibilidades de formação, mudanças sociais, declínio da dimensão religiosa…

Os responsáveis pela formação nos seminários que, em tempos de abundância se ocupavam em escrutinar os candidatos, tornam-se agora promotores da vocação.

Importante semear

A nossa sociedade caracteriza-se por uma grande centralidade do homem e este aparece como um ser sem vocação. Uma situação que afecta todos, não apenas as diocese sem sacerdotes ou os institutos sem consagrados. O grande desafio é criar uma cultura da vocação, não apenas para encher os seminários, mas para ajudar a encontrar um sentido para a vida. E isso pode conseguir-se com um trabalho conjunto, na pastoral da Igreja, no dia a dia da diocese, mudando mentalidades e práticas. Mais do que técnicas de recrutamento, importa testemunhar e convidar.

A imagem do semeador está presente, animando e orientando todos na missão de semear, desafiando a esperança de quem gostaria de ver frutos rapidamente e em abundância. Um processo lento que exige perseverança.

Alegria e esperança

A nossa diocese, com as suas 223 paróquias, conta com um presbitério empenhado e generoso que se esforça por servir os fiéis das comunidades cristãs que lhe estão confiadas. Cada um dos nossos sacerdotes é uma graça para a Igreja e para esta porção do Povo de Deus. Nos últimos 10 anos foram ordenados 22 sacerdotes em Lamego. Podem não ser muitos, mas são uma graça e serão, também estes, a contribuir para novas vocações.

A pastoral vocacional não se entende nem plenamente se concretiza sem a presença e acção dos nossos párocos que, localmente, melhor conhecem e mais rapidamente chamam, convidam e motivam a trabalhar na Messe do Senhor. Zelar pelas vocações sacerdotais é também acto de semear para um futuro que já começou. A nossa diocese vai tendo os padres que necessita porque sempre foi tendo párocos vocacionalmente empenhados.

Acreditamos na Providência divina e confiamos na Sua promessa de que a Igreja sempre terá os pastores de que precisa. Mas sabemos também o quanto a acção da Igreja (oração, convite, discernimento, grupos, retiros, diálogo, acolhimento…) é importante para que o plano de Deus se concretize. Por isso, a todos renovamos o convite para continuarem a colaborar.

 

in VOZ DE LAMEGO, n.º 4288, ano 84/50, de 11 de novembro de 2014.

Um Novo Seminário

Foto de conjunto O Seminário é composto por 19 seminaristas, 4 de Bragança-Miranda; 3 da Guarda; 8 de Lamego e 4 de Viseu. Compõem a Equipa Formadora 4 sacerIn Voz de Lamego, 2014.01.14

No mês de Outubro de 2013 abriu um novo Seminário em Portugal: trata-se do Seminário Interdiocesano de São José, com sede em Braga. É constituído por seminaristas das Dioceses de Bragança-Miranda, Guarda, Lamego e Viseu e por uma equipa de quatro sacerdotes. Os seminaristas frequentam as aulas na Faculdade de Teologia de Braga, da Universidade Católica Portuguesa.

Desde há vários anos, os seminaristas das quatro Dioceses frequentavam o Instituto Superior de Teologia de Viseu, com sede no seu Seminário Maior (estará sempre por cumprir o dever de gratidão ao excelente corpo docente deste Instituto e sobretudo à Diocese de Viseu). Por várias razões, no entanto, o Instituto teve de encerrar. Mas com isso não acabou, porque nunca pode acabar, a comunhão entre as Igrejas. E desse esforço de comunhão e da vontade de continuar juntos a procurar o melhor para a formação dos futuros sacerdotes, nasceu este novo projecto comum. Um seminário interdiocesano é uma realidade nova em Portugal. Também por isso é um grande desafio, em primeiro lugar para quem mais directamente nele está envolvido, mas também para os presbitérios e para todos os diocesanos, pois a causa das vocações sacerdotais é responsabilidade de todos os cristãos.

Ler mais…

Categorias:Notícias Etiquetas:, ,

Matrimónio: Casa da Fé e do Evangelho

O Departamento da Pastoral Vocacional e o Departamento da Pastoral Familiar vão realizar o III Encontro de Formação para famílias, casais, noivos ou outros cristãos que se sintam chamados à vocação matrimonial, Matrimónio: Casa da Fé e do Evangelho, no dia 13 de abril, no Seminário Maior de Lamego. Num ambiente de partilha, reflexão e oração os participantes serão convidados a olhar para Matrimónio como um lugar privilegiado da descoberta da Fé e do encontro com o Evangelho, com o seguinte programa:

 09:30 – Acolhimento

10:00 – Matrimónio uma casa de vida e fé.

                (Frei Bernardo Domingues, OP)

11:45 – Família lugar da descoberta do Evangelho

                (D. António Couto, bispo de Lamego)

12:30 – Almoço

14:00 – O matrimónio, compromisso com o mundo e a Igreja

                (testemunho de Joaquim e Sandra, Canção Nova)

16:00 – Celebração da benção e envio das famílias

As inscrições podem ser enviadas, até ao dia 10 de abril, através do preenchimento do formulário que se encontra em: http://form.jotformeu.com/form/30792168953363 . 

Vigília do Consagrado

2013.01.02 VigiliadoConsagrado

No próximo dia 02 de Fevereiro, o Secretariado Diocesano das Vocações em parceria com o Grupo de Jovens da Paróquia da Sé, na cidade de Lamego, promovem uma Vigília de Oração para assinalar o Dia do Consagrado.

«O estado de vida consagrada aparece como uma das maneiras de viver uma consagração «mais íntima», radicada no Baptismo e totalmente dedicada a Deus. Na vida consagrada, os fiéis propõem‑se, sob a moção do Espírito Santo, seguir Cristo mais de perto, entregar‑se a Deus amado acima de todas as coisas e, procurando a perfeição da caridade ao serviço do Reino, ser na Igreja sinal e anúncio da glória do mundo que há-de vir.» (Catecismo, 916)

O Sr. D. António Couto presidirá a esta Vigília de Oração, que visa promover um maior empenho e generosidade de todos os fiéis para corresponder ao chamamento de Cristo.

Seminário de Resende acolhe encontro de Pré – Seminário

Image

O Seminário de Nossa Senhora de Lourdes, em Resende, acolhe, nos próximos dias 12 e 13 de Janeiro um encontro de Pré Seminário. 

O Pré Seminário é o acompanhamento que a Diocese dedica àqueles que se colocam a questão sobre a própria vocação ao Sacerdócio. Por meio de um conjunto de encontros de formação, é-lhes dado a conhecer o valor do sacerdócio e a beleza de uma vida inteiramente dedicada a Deus e aos irmãos. 

Este próximo encontro destina-se a jovens entre os 12 e os 16 anos, terá inicio no sábado pelas 10h00 e encerrará no Domingo, pelas 14h30. 

As inscrições podem ser feitas junto do Pe. António José Ferreira ou do Seminário Menor de Resende.