Arquivo

Posts Tagged ‘Seminário Menor de Resende’

Almacave Jovem – retiro 2018

Foi no fim de semana de 6 a 8 de abril que o grupo Almacave Jovem se reuniu no Seminário Menor de Resende, juntamente com os jovens que se preparam para receber o Sacramento do Crisma, para o retiro anual.

Fruto de alguma “crise” de fé a que todo o cristão está sujeito, esta atividade a que o nosso grupo de jovens se tem habituado a realizar desde a sua própria criação, foi o momento pelo qual todos esperávamos há um ano. O retiro realizado com os crismandos da paróquia é um momento de introspeção e intimidade com Alguém que nos esquecemos muito facilmente no meio de tantos problemas da nossa vida atual: Deus.

Ainda antes de iniciarmos a viagem com destino a Resende, fomos perguntando aos jovens crismandos quais eram as suas espectativas acerca das temáticas/ objetivos deste encontro e como já é hábito, as respostas foram sendo dadas com alguma reticência. No entanto, com o desenrolar de toda atividade, de todos os momentos de reflexão, descontração, dinâmicas de grupo, cânticos, jogos, risadas e até algumas lágrimas, o que era um aglomerado de pessoas estranhas e sozinhas, num sítio desconhecido e longe das nossas casas, tornou-se uma família, com Ele.

Todos juntos descobrimos que temos um talento! Aprendemos que essa maravilhosa benção que Deus nos deu está dentro de nós, bem escondida e que apenas temos de a descobrir, e usá-la ao serviço de quem nos rodeia. Aquilo que é fácil para nós pode ser de extrema dificuldade para o próximo. Se somos felizes, vamos contagiar com a nossa energia quem está mais em baixo. Se temos a nossa fé fortalecida vamos ao encontro de quem duvida d’Ele, sendo samaritanos na nossa família, escola, trabalho, grupo de amigos, etc. Pouco a pouco fomos percebendo melhor a temática de todo o retiro: a caridade, o viver para servir o outro, à imagem de Jesus.

No Domingo à tarde, já com os nossos familiares presentes, despedimo-nos do Seminário de Resende por mais um ano, prometendo praticar tudo o que aprendemos neste fim de semana, comprometendo-nos em “ser” caridade, agora fortalecidos com a esperança de vermos os crismandos integrados no nosso grupo de jovens.

Bryan Fonseca, Almacave Jovem, in Voz de Lamego, ano 88/19, n.º 4456, 10 de abril de 2018

Formação de Catequistas para o Arciprestado de Cinfães – Resende

Este sábado, dia 18, às 9h30, no Seminário de Resende, o Secretariado Diocesano da Catequese irá organizar uma formação para as/os catequistas de Resende e Cinfães, dando início a um ciclo de “Formações itinerantes”, muito práticas e explícitas, que não substituem as formações mais generalistas e alargadas que são disponibilizadas a nível de arciprestado, diocese ou nacionais, antes as complementam dum modo mais íntimo, restrito e mais próximo das paróquias.

Com o objetivo de ajudar a organizar uma sessão de catequese, com todos os desafios que as crianças e a realidade que vivemos representam para as/os catequistas, preparou-se o seguinte programa:

09:30  – Acolhimento

09:45  – Início dos trabalhos

10:30  – Trabalho de grupo

11:30  – Intervalo

11:50  – Envio

O tema – base será a parábola do Bom Samaritano ( Lc 10, 29-37).

Pedimos que não se esqueçam da Bíblia, material de escrita  e muito entusiasmo.

As inscrições são importantes, em particular para quem pretender almoçar, mas não deixe de vir se sentir “a chamada” na véspera…

BENVINDAS/OS.

in Voz de Lamego, ano 87/50, n.º 4436, 14 de novembro de 2017

Reunião do Secretariado Diocesano da Catequese

No passado sábado, 28 de outubro, reuniu-se no Seminário de Resende o Secretariado Diocesano da Catequese, constituído por quatro elementos leigos (Emília, Isilda, Eduardo e João) coordenados pelo Sr. Padre António José Ferreira.

Após uma reflexão sobre o que a sociedade e a Igreja querem da catequese de hoje – com base na Carta Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa  “Catequese: a alegria do encontro com Jesus Cristo”, Maio 2017 – foram discutidas as principais dificuldades encontradas atualmente pelos catequistas:

  • adaptação da catequese aos tempos que vivemos, no modo e na forma de transmitir a Mensagem Cristã, sem a deturpar e sensibilizando as novas gerações para uma adesão plena à Palavra
  • formação das/dos catequistas de modo  a que possam desempenhar a sua missão com confiança, dignidade, segurança e satisfação
  • dificuldade em envolver a comunidade cristã nas atividades catequéticas, em particular nos meios pequenos, rurais, do interior, onde o número de crianças é reduzido

Desta discussão/ reflexão saíram duas decisões sobre o que é mais urgente implementar:

  1. Ir ao encontro das comunidades de catequistas para facilitar a formação nas suas próprias paróquias (“formação itinerante”)
  2. Criar um grupo alargado de colaboradores (” elementos ponte”) que possam fazer transitar a informação com mais celeridade entre o Secretariado, as paróquias e as comunidades de catequistas.

O empenho e o dinamismo foi tal, que no final da reunião existia já uma formação pré-preparada e 3 datas para a apresentar em 3 comunidades da nossa diocese cujo pedido de formação nos tinha sido comunicado previamente, 2 delas já durante o mês de novembro.

Esperamos que a comunidade cristã reaja favoravelmente e com grande adesão, e muitas paróquias se dinamizem , quer criando localmente condições para receber a formação do Secretariado de modo mais particular e informal, quer participando nas formações mais alargadas a nível diocesano ou nacional.

A Deus pedimos que nos indique o caminho e nos dê forças para o fazer.

As sugestões de todos serão agradecidas e podem ser enviadas para o Seminário de Resende ou para a Voz de Lamego.

IM, in Voz de Lamego, ano 87/49, n.º 4435, 7 de novembro de 2017

Encontro de Ministros Extraordinários da Comunhão em Resende

No passado sábado, 3 de junho, teve lugar no Seminário Menor de Resende o XIII Encontro de Ministros Extraordinários da Comunhão. O encontro contou com participantes de diversas paróquias da diocese de Lamego.

Da parte da manhã, depois do acolhimento, Monsenhor Bouça Pires, presença habitual nestes encontros, expôs a temática “Ao serviço da comunhão como Maria e os Pastorinhos”, tendo como “pano de fundo” o Centenário das Aparições. Dizia: “Este acontecimento para além de um privilégio é também uma responsabilidade para cada um de nós, pois devemos acreditar que Nossa Senhora não é uma Mãe qualquer mas é a Mãe de Deus e nossa Mãe tal como o Papa Francisco o repetiu em Fátima “Temos uma Mãe”.

Tal como Maria e os Santos Francisco e Jacinta Marto, o Ministro Extraordinário da Comunhão deve ser agente de oração e ação, isto é, trabalhar para a comunhão e união de todos, procurando “ver com os olhos do coração” que não tem barreiras, levando Jesus, presença do amor e da misericórdia de Deus, àqueles que visita. O Ministro da Comunhão deve sentir-se que é procurado e não esquecido, chamado para uma missão. Ler mais…

ASEL: Encontro Nacional 2017

Decorreu no sábado, dia 29 de abril, o encontro anual dos membros da Associação de Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Lamego. Neste ano, tal como previsto e amplamente divulgado, os antigos seminaristas reuniram no Seminário Menor de Resende.

O acolhimento dos aselistas, sempre assinalado pela alegria do reencontro e pela emoção dos que vinham pela primeira vez, marcou o início do dia.

Este 33.º encontro nacional – afinal, a ASEL já tem trinta e três anos! – prosseguiu com a assembleia-geral estatutária, onde se fez a apresentação da atividade da associação e das contas de gerência, aprovadas e objeto de voto de louvor.

Fez-se notar que o próximo ano será momento de eleições, para o que se esperam candidatos que levem cada vez mais alto os propósitos da associação. É notório que as dificuldades na mobilização se fazem sentir, dado que muitos ex-seminaristas, mesmo que saibam, porque recebem as comunicações da ASEL, das nossas atividades, não se mobilizam como gostaríamos, o que, aliado à distância, a um certo desprendimento e a uma atitude de «laisser faire, laisser passer», nos deixa com um certo sabor amargo, notório neste ano, em que as inscrições e a participação estiveram aquém das nossas expectativas. Ler mais…

Jovens de Almacave em retiro anual

Realizou-se no Seminário de Resende, nos dias 31 de Março, 1 e 2 de Abril o Retiro Anual do Grupo Almacave Jovem, cuja finalidade tem vindo a ser, desde há largos anos, a integração dos adolescentes que se preparam para receber o sacramento da confirmação no grupo de jovens da paróquia de Almacave. Devido à Celebração do Centenário das Aparições de Fátima no presente ano, julgou-se pertinente que, tendo como tema orientador do Retiro -“Estarei sempre contigo”-, Maria estivesse presente e fosse figura central de todas as atividades.

Ao longo de todo o fim-de-semana, os jovens refletiram sobre a importância do “sim” da virgem no projeto de amor de Deus, e foram sendo desafiados a, tal como ela e como os pastorinhos de Fátima, entregar as suas vidas e a dizer “sim”, sem medo. Debruçando-se sobre os mistérios do terço, foram descobrindo a importância da oração, e que as fórmulas tradicionais que, tantas vezes acabamos por repetir de forma mecanizada, podem simplesmente traduzir-se num “Amo-te”. Refletindo sobre os mistérios gozosos, concluíram que, tal como Maria acolheu sem reservas o projeto que Deus tinha para si, também eles eram desafiados a cultivar e deixar florir as sementes que Deus coloca nas suas vidas. Sobre os mistérios dolorosos, foram desafiados, a aceitar as cruzes do caminho, sem medo, e confiantes na promessa dessa vida nova que vem de Deus, que jamais os abandona. Ao abordar os mistérios gloriosos, refletiram sobre as mudanças que o Espírito Santo opera nas nossas vidas, tornando-as mais belas, mais ricas, e permitindo-nos ir mais longe, como o ar que colocamos no interior de um balão vazio e sem utilidade, que lhe permite mudar de forma e alegrar a vida. Relativamente aos mistérios luminosos, os jovens foram desafiados a não deixar nunca esmorecer a chama que acenderam no dia do seu Batismo, e a serem luz uns para os outros.

Este retiro contou com diversos momentos: lúdicos, de silêncio, de oração e de reflexão. Terminou no passado dia 2 de Abril com Eucaristia na Igreja Matriz de Resende, seguindo-se um almoço convívio e uma partilha de testemunhos vividos, na presença dos pais e outros familiares dos jovens participantes. De coração cheio, os jovens partiram com o desafio de dizer “sim” a todos os desafios que Deus vai colocando nas suas vidas, procurando entregar-se totalmente a esse projeto de Amor, tal como Maria, confiando que o seu olhar atento de mãe, encurta as distâncias até Deus e na esperança que o Espírito Santo que irão receber aquando do Sacramento da Confirmação lhes dê força para serem mais e melhores.

Catarina Gonçalves,

Grupo Almacave Jovem, in Voz de Lamego, ano 87/21, n.º 4406, 4 de abril de 2017

A CAMINHO… Preparação dos jovens para a Páscoa

Juventude, “A Caminho…”

“Caminharei, caminharei

pela Tua estrada, Senhor.

Dá-me a Tua mão, quero ficar

p´ra sempre junto de Ti.”

Ao longo do tempo litúrgico da Quaresma, em várias zonas da nossa Diocese de Lamego, foram-se realizando vários encontros “A Caminho…” de preparação para a Páscoa: Sernancelhe, Armamar, Foz Côa e no passado dia 1 de abril, em Resende.

Passo a passo, fazendo caminhada pela estrada do Senhor, numa primeira paragem, fomos “à procura” do “A Caminho…” e depois de o encontrarmos fomos então “A caminho da Cruz”. Esclarecemos algumas dúvidas e, sobretudo, aprendemos um pouco mais sobre a Quaresma e a Páscoa. De seguida, fomos “A Caminho da Partilha”, onde encontramos o jejum, a oração e a esmola, cujo resultado final de um esforço coletivo, foi a angariação de alimentos para a Cáritas.

Prosseguindo o nosso caminho fomos “A Caminho da Ressurreição” onde refletimos individualmente sobre nós próprios e sobre a nosso percurso nesta Quaresma. No final acampamos à beira da estrada para realizar um almoço partilhado. Já saciados, continuamos o nosso trilho realizando uma dinâmica que poderão espreitar na página do facebook do DDPJ Lamego e seguimos “A Caminho do Compromisso”. Nesta parte elaboramos uma pequena recordação, de muito valor para nós, porque vai servir para nos lembrarmos do quanto são importantes estas atividades para fortalecer o espírito cristão que há dentro de cada um, e de como é importante fazer esta caminhada de preparação para a Páscoa.

Chegados ao fim do encontro, foi hora de nos separarmos e cada um ir “caminhar” para a sua paróquia, levando esta mensagem aos outros e transmitindo as coisas tão belas que aprendemos ao longo desse dia.

Nunca nos esqueçamos de uma coisa importante: cada um de nós é equiparado a um dado de jogar, onde temos 6 lados, com vários pontos. Quando não podermos dar os 6 pontos, pelo menos que tenhamos a capacidade para dar 1, pois o importante é sempre dar algo de nós aos outros.

Cheila Machado – Resende

in Voz de Lamego, ano 87/21, n.º 4406, 4 de abril de 2017