Arquivo

Posts Tagged ‘Santuário de Santa Eufémia de Penedono’

Romaria de Santa Eufémia | Penedono 2016

bispo

Uma romaria que se perpetua no tempo.

Um tempo carregado pela simbologia do lugar.

Um lugar privilegiado por natureza.

O lugar

Situado na encosta de uma deslumbrante colina, o Santuário de Santa Eufémia, abre vista da serra para a denominada região do Douro vinhateiro. Um lugar de singular beleza. Um espaço aberto, calmo, recolhido, acolhedor, convidativo à interioridade, à reflexão, ao encontro com Deus. Ler mais…

Santa Eufémia | Tempo de fé e de festa em Penedono

slide10

O mês de Setembro fica também marcado pela memória do die natalis da virgem mártir Santa Eufémia, no dia 16 de setembro, à qual o povo cristão do norte e centro de Portugal tem grande devoção, a santa que mais devotos congrega nas suas festividades, capelas e santuários a ela dedicadas. Na diocese de Lamego, são três os principais lugares de devoção a esta virgem mártir: Penedono, Pinheiros-Tabuaço e Parada do Bispo.

O santuário dedicado a santa Eufémia na vila de Penedono está edificado na zona de transição da Beira para o Douro, motivo pelo qual durante tantos séculos às festividades de santa Eufémia se associou uma grande feira, onde as gentes das duas zonas vendiam os seus produtos. Na atualidade com o declínio da agricultura, a feira serve mais para comprar roupas, calçado e comer a famosa marrã de santa Eufémia e as fêveras assadas.

Em Penedono, a romaria é precedida de uma novena de preparação na capela do santuário de 7 a 14 de Setembro, às 18h30, onde são rezadas as vésperas dos mártires seguida da celebração da eucaristia e meditação. Este ano será o P. Paulo Alves que irá orientar a novena. De realçar que no domingo dia 13 a celebração da eucaristia dominical da paróquia de Penedono irá também ser na capela do santuário pelas 11,30h, ficando para as 18h30 a meditação da via-sacra.

As celebrações litúrgicas no dia 15 de setembro começam com a celebração da Eucaristia pelas 10h30 na capela do santuário, para os peregrinos que vieram a pé. Pelas 20h30 já no palco da grande esplanada será novamente celebrada eucaristia, este ano haverá um momento onde serão lembrados todos os cristãos que a exemplo de santa Eufémia sofrem nos dias de hoje perseguições por causa da sua fé e o drama atual dos refugiados. Durante a noite os peregrinos têm a feira anual onde podem fazer as suas compras, comer, escutar os sons das concertinas e cantares à desgarrada e o concerto das bandas filarmónicas dos Bombeiros de Penedono e de Nagozelo do Douro enquanto esperam pelo majestoso fogo-de-artifício.

O dia 16, die natalis da virgem mártir Santa Eufémia, tem início com a celebração da Eucaristia pelas 9h30 seguida de um tempo de reflexão e preparação para o sacramento da reconciliação. Inicia-se pelas 15h00, a eucaristia final presidida pelo Senhor Bispo da diocese de Lamego D. António Couto, ou um seu representante, seguida da procissão final com a imagem de santa Eufémia.

A participação na novena e na romaria de santa Eufémia, deve ser para todos os seus devotos um momento para crescer na fé, um momento para descansar e preparar o corpo para os trabalhos agrícolas que se aproximam e um momento para ser feliz na companhia de familiares e amigos.

A Reitoria do Santuário, in Voz de Lamego, ano 85/41, n.º 4328, 8 de setembro

DIA DO DESERTO | MMF | PENEDONO

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA

EM DIA DE DESERTO

O MMF reuniu com os seus mensageiros e outras pessoas interessadas, para viverem mais um “Dia de Deserto”.

Viver um Dia de Deserto não é alienar-se dos problemas ou alhear-se das realidades concretas da vida, mas sim purificar-se e robustecer-se espiritualmente para ser melhor e fazer melhor. O deserto é no contexto bíblico, o lugar do encontro íntimo e intenso com Deus. Caminhar no Deserto é abrir as janelas da alma e acompanhar Maria ao encontro de seu  Filho Jesus Cristo  Ressuscitado, o  nosso Salvador.

Em 18 de Abril, o dia acordou  chuvoso e frio e os mensageiros caminharam das várias paróquias da  Diocese para o Santuário da Virgem Mártir Santa Eufémia, de Penedono, que mesmo com o seu restauro inacabado, nos acolheu  de braços abertos. Dentro do Santuário, sentiu-se o aconchego e o calor humano de adultos e jovens que encheram por completo o Santuário. Deixaram os seus locais de conforto para, no silêncio da montanha e em ambiente de retiro, ouvir com atenção as palavras sábias e sensatas do orientador, Sr. Padre Aniceto, que desenvolveu com palavras simples, mas profundas,  o tema proposto para este dia: “Santificados em Cristo, Morto e Ressuscitado”.

O conceito bíblico do termo  Santo  (separado do mundo),  refere-se a Deus, porque só  Ele é Santo, só Ele é Criador, só Ele está acima do pecado e da maldade do mundo. Deus é perfeitamente Bom. Também nós somos chamados a sermos santos… a Deus agrada a nossa santificação. Pelo batismo recebemos a semente que nos faz crescer na fé, na esperança e na caridade. Nós os cristãos somos chamados a ser perfeitos como o Pai Celeste é perfeito (Mt 5, 48).

O orientador falou-nos  também dos meios que temos ao nosso alcance para nos convertermos à Santidade. Um dos caminhos é a “Escola de Maria” – Maria é modelo de santidade, na simplicidade e humildade, na fé e na confiança, na vida simples da sua casa de Nazaré.

Depois de um farnel partilhado, fez-se a caminha da “VIA LUCIS”, o sol reapareceu por entre as  nuvens  e viveu-se um momento muita fé, na alegria contagiante  da Ressurreição do Senhor.

Seguiu-se um tempo de Adoração a Jesus Eucaristia e de Reconciliação. O dia terminou  com o  momento alto da nossa fé e da vida cristã: a celebração da Eucaristia, celebrada e muito participada  por todos.

Partimos cada qual mais enriquecido pelo encontro, pela oração e partilhada, pelos  ensinamentos e afetos  recebidos, e também pela esperança dum tempo que há-de ser melhor, se todos nos esforçarmos por amar a Deus sobre todas as  coisas e ao próximo como a nós mesmos.

O Secretariado, in Voz de Lamego, n.º 4310, ano 85/23, de 21 de abril de 2015