Arquivo

Posts Tagged ‘Santa Casa da Misericórdia de Lamego’

Rede Social Saúde: uma janela de oportunidade na saúde do Douro Sul

saude1

Com a presença de instituições de todo o Douro Sul, autarquias e muitos cidadãos, decorreu, no passado dia 1 de abril, em Lamego, o evento Cidadania em Saúde – Douro Sul 2016. Esta iniciativa que tem como objetivo promover a saúde e envolver todos, instituições, autarquias e SNS, na procura de melhores soluções para os cidadãos, vai decorrer em todos os concelhos do Douro Sul ao longo do ano de 2016.

Neste contexto foi apresentada a Rede Social Saúde que junta em estratégia comum várias instituições desta região e que, para além da organização interna das respostas em saúde, promovendo a eficiência e a qualidade, vai permitir a partilha de recursos entre as estruturas aderentes.

A Rede Social Saúde assenta o seu trabalho numa linha de valores estruturantes – Proximidade, Integração, Humanização.

O evento da passada sexta feira contou com a presença ativa do Senhor Bispo de Lamego, D. António Couto, do Dr. Rui Cernadas e do Professor Rui Nunes. Estas três personalidades de grande relevância fizeram o enquadramento de princípios e valores que deverão estar sempre presentes nas atividades humanas e muito particularmente na saúde. Aproveitaram também para dar um claro incentivo à Rede Social Saúde, manifestando-se muito agradados com este projeto que tem tudo de pertinente e inovador. A região, segundo eles, com esta Rede em Saúde, está a ser pioneira em Portugal, por ousar apresentar um novo modelo de integração e organização dos serviços de saúde.

A liderança política do evento esteve a cargo do Presidente do Conselho da Comunidade do Aces Douro Sul, Valdemar Pereira, que deu exemplos de parcerias em saúde, sendo o seu concelho uma realidade a seguir. Salientou a importância deste projeto que junta vontades e pretende fazer progredir a nossa Região.

O enquadramento técnico científico do tema central deste evento – cidadania em saúde – saúde em rede, esteve a cargo de Helena Norinha, Enfermeira e gestora de instituições de saúde.

António Marques Luís, médico e Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lamego, instituição âncora da Rede Social Saúde, realçou a importância deste projeto para se oferecerem melhores cuidados de saúde aos cidadãos, em particular os institucionalizados, em respostas sociais residentes ou no domicílio, pela melhor organização interna e partilha de meios pelas instituições.

Domingos Nascimento, gestor de instituições sociais e de serviços de  saúde, apresentou o projeto Rede Social Saúde, salientando as idiossincrasias deste território do Douro Sul, marcado pela catástrofe da desertificação humana. E, neste contexto, a procura de escala e o aproveitamento de sinergias, serão as pontas a unir, num objetivo comum, as valências em saúde destas diferentes instituições que pretendem trabalhar no seio do projeto.

As reações ao projeto Rede Social Saúde revelam a necessidade urgente deste projeto e manifestam-se como um indicador de sucesso na sua implementação.

in Voz de Lamego, ano 86/22, n.º 4359, 19 de abril de 2016

Igreja das Chagas reabre | Concerto da Semana Santa

ChagasII_Filarmonica_Magueija2016

Um grande êxito cultural e de público! Volvidos quase dois anos desde o dia em que a Igreja do Convento das Chagas encerrou as suas portas para a realização de trabalhos de restauro, este monumento datado do século XVI reabriu para acolher o “Concerto da Semana Santa” que a Misericórdia de Lamego ofereceu aos lamecenses com o objetivo de celebrar a reabilitação que valorizou um dos monumentos religiosos mais emblemáticos da região. A convite desta instituição, o público ocupou todos os lugares disponíveis, associando-se a esta efeméride assinalada com a realização de um concerto de música sacra pela Filarmónica de Magueija.

Fundada por ordem de D. António Teles de Menezes, Bispo de Lamego, em 1599, a intervenção que incidiu na Igreja das Chagas abrangeu a recuperação da estrutura de madeira que cobre o edifício e de todo o recheio artístico interior, nomeadamente as esculturas dos santos, a talha dourada dos altares e o mobiliário eclesiástico. Antes desta intervenção, registava-se a ocorrência de muitas infiltrações e a entrada de humidade.

Com o apoio de fundos comunitários, os trabalhos de restauro tiveram o cuidado de conservar as características arquitetónicas originais do edifício e preservar o seu valioso espólio. “Que melhor maneira de marcar a abertura desta bela Igreja, do que com música?!”, questionou António Marques Luís, Provedor da Misericórdia, enaltecendo o apoio da Câmara Municipal de Lamego e da Direção Regional de Cultura do Norte “para hoje podermos voltar a admirar este património”.

Tendo como cenário o belo altar-mor desta igreja secular, a Filarmónica de Magueija executou ao longo de 90 minutos peças sacras de reputados compositores: Bach, Häendel, Albinoni, Barber, Erickson, entre outros. Sob a direção do maestro Gualberto Rocha, os músicos arrancaram no final muitos aplausos e elogios pelas suas interpretações.

Recorde-se que a Santa Casa da Misericórdia de Lamego é um importante parceiro institucional da edição deste ano das celebrações da Semana Santa, um dos momentos de grande vivência comunitária da cidade e de dinâmica cultural.

Santa Casa da Misericórdia de Lamego

in Voz de Lamego, ano 86/19, n.º 4356, 29 de março de 2016

Santa Casa da Misericórdia de Lamego: novos corpos gerentes

No passado sábado, às 15h, na sede da SCML, decorreu a tomada de posse dos novos Órgãos directivos desta instituição lamecense. Recorde-se que as eleições haviam sido feitas no início de dezembro último, com uma única lista a apresentar-se ao sufrágio. Para lá da assinatura de tomada de posse dos eleitos para os próximos três anos, a cerimónia serviu também para que o anterior Provedor, Dr. Manuel Teixeira, expressasse o seu agradecimento pela confiança nele depositada ao longo dos últimos seis anos, ao mesmo tempo que louvou e agradeceu o empenhamento de todos os colaboradores. Emocionado, mas tranquilo perante o percurso e obra realizados, saudou os novos responsáveis, assegurando-lhes total disponibilidade para possível colaboração.

O novo Provedor, Dr. Marques Luís, tomou a palavra para expressar a sua vontade em servir esta instituição que conta quase cinco séculos de vida, comprometendo-se a tudo fazer para que as Obras de Misericórdia, verdadeira carta operática da SCML, se cumprissem em todos os serviços e em todas as Valências da instituição.

Ler mais…