Arquivo

Posts Tagged ‘Retiro’

Almacave Jovem – retiro 2018

Foi no fim de semana de 6 a 8 de abril que o grupo Almacave Jovem se reuniu no Seminário Menor de Resende, juntamente com os jovens que se preparam para receber o Sacramento do Crisma, para o retiro anual.

Fruto de alguma “crise” de fé a que todo o cristão está sujeito, esta atividade a que o nosso grupo de jovens se tem habituado a realizar desde a sua própria criação, foi o momento pelo qual todos esperávamos há um ano. O retiro realizado com os crismandos da paróquia é um momento de introspeção e intimidade com Alguém que nos esquecemos muito facilmente no meio de tantos problemas da nossa vida atual: Deus.

Ainda antes de iniciarmos a viagem com destino a Resende, fomos perguntando aos jovens crismandos quais eram as suas espectativas acerca das temáticas/ objetivos deste encontro e como já é hábito, as respostas foram sendo dadas com alguma reticência. No entanto, com o desenrolar de toda atividade, de todos os momentos de reflexão, descontração, dinâmicas de grupo, cânticos, jogos, risadas e até algumas lágrimas, o que era um aglomerado de pessoas estranhas e sozinhas, num sítio desconhecido e longe das nossas casas, tornou-se uma família, com Ele.

Todos juntos descobrimos que temos um talento! Aprendemos que essa maravilhosa benção que Deus nos deu está dentro de nós, bem escondida e que apenas temos de a descobrir, e usá-la ao serviço de quem nos rodeia. Aquilo que é fácil para nós pode ser de extrema dificuldade para o próximo. Se somos felizes, vamos contagiar com a nossa energia quem está mais em baixo. Se temos a nossa fé fortalecida vamos ao encontro de quem duvida d’Ele, sendo samaritanos na nossa família, escola, trabalho, grupo de amigos, etc. Pouco a pouco fomos percebendo melhor a temática de todo o retiro: a caridade, o viver para servir o outro, à imagem de Jesus.

No Domingo à tarde, já com os nossos familiares presentes, despedimo-nos do Seminário de Resende por mais um ano, prometendo praticar tudo o que aprendemos neste fim de semana, comprometendo-nos em “ser” caridade, agora fortalecidos com a esperança de vermos os crismandos integrados no nosso grupo de jovens.

Bryan Fonseca, Almacave Jovem, in Voz de Lamego, ano 88/19, n.º 4456, 10 de abril de 2018

Recoleção dos Seminaristas em Lamego

Nos passados dias 24, 25 e 26 de novembro, os seminaristas das dioceses de Lamego, Bragança-Miranda, Guarda e Viseu, juntaram-se, como tem vindo a ser costume nesta altura do ano, para fazer uns dias de recoleção. O local escolhido foi o Seminário Maior de Lamego que, na pessoa do seu reitor e equipa formadora, de imediato abriu as suas portas de par em par para acolher estes jovens que caminham num horizonte de esperança rumo ao sacerdócio.

Como bem sabemos, um dos maiores problemas dos nossos dias, nomeadamente entre os sacerdotes e os seminaristas, é a tendência cada vez mais natural que vamos tendo para viver de forma frenética e agitada, cheios de solicitações a toda a hora. Tudo parece urgente. Mas será que tudo é essencial? Será que corremos o risco de andar tão ocupados que, no fim de contas, nem chegamos a viver?

Ora, foi partindo precisamente destas interrogações que este grupo de jovens, sob a orientação do Cónego Jorge Seixas, da diocese de Viseu, percorreu um itinerário de reflexão e oração deveras desafiante. E o frio que se fez sentir ao longo destes dias, foi dando lugar ao caloroso abraço daquele que dá sentido ao âmago de toda a existência: Jesus Cristo. Ler mais…

Retiro GJS – Maleitas e Curas

O passado fim-de-semana de 8 e 9 de Julho foi para o Grupo de Jovens da Sé (GJS) um retiro marcado pela reflexão, pelo debate, e pela boa disposição, contando já com a presença dos novos membros, “mortinhos” por começar a nova etapa da sua vivência enquanto jovens cristãos. A caminhada física precedeu a caminhada espiritual, partindo o grupo logo pela manhã de Sábado da escadaria d’os Remédios. Nem a torreira matinal, nem o queixume dos músculos impediu a chegada à Quinta da Capela, um local que mais uma vez se mostrou maravilhoso ao “evento” (um agradecimento à família Neto!).

Após o reabastecimento do almoço começaram os trabalhos. Numa sociedade onde os conhecimentos médicos e aquilo que sabemos sobre as doenças que afectam o ser humano, as maleitas, interligadas com textos bíblicos, serviram de ponto de partida à reflexão. Deixando apenas um cheirinho do muito reflectido, quantas vezes espirras bisbilhotice e tosses maldizer? Qual a última vez que padeceste de “martice”? (Referência ao episódio de Marta e Maria, em que Marta se esqueceu que, conquanto importante, para tudo há tempo e lugar.) Nós somos, repetimo-lo em cada Eucaristia, o corpo de Deus. Se um membro desse corpo se encontra doente, todo o corpo se ressente, e desvia os esforços para a cura. Ler mais…

RETIRO AGENTES PASTORAIS – 4 de março de 2017

Tal como previsto no Plano Pastoral da nossa diocese para o corrente ano, teve lugar, no dia 4 de Março último, o Retiro para Agentes Pastorais que se efetivou no Seminário Maior de Lamego, com a presença de 50 pessoas que ali se deslocaram de vários arciprestados.

Embora se titulasse como sendo apenas para Agentes Pastorais era, contudo, aberto a todas as pessoas que o desejassem fazer.

A responsabilidade esteve a cargo do Senhor Cónego José Melo e Senhor Padre Diamantino, coordenadores da Pastoral Diocesana, tendo havida a preciosa colaboração do Senhor Padre João Carlos, Pró-Vigário Geral.

A Oração da manhã com a recitação de Laudes, no início do dia, com a beleza de Orações, Cânticos e Salmos, sabiamente escolhidos e preparados, provocou o enquadramento apropriado para uma reflexão e interiorização da Palavra de Deus, a que se seguiu a meditação. Ler mais…

RETIRO PARA AGENTES PASTORAIS – Jornada de Oração/Reflexão

dscn0109

No próximo dia 4 de março, primeiro sábado da Quaresma irá decorrer nas instalações do Seminário de Lamego uma Jornada de Oração e Reflexão (retiro) para Agentes Pastorais.

Se todos gostamos de ter razões para o viver do dia a dia, é essencial também cultivar as razões da nossa fé e aprofundar o sentido do nosso empenho como discípulos / apóstolos de Jesus Cristo.

Especialmente orientado para aqueles que desempenham uma missão concreta (serviço) na comunidade  cristã, a participação é aberta a outras pessoas. Sob o lema, “Corações novos no testemunho da Boa Nova”, o programa terá a seguinte sequência:

9.30 – Acolhimento

10.00 – Oração da manhã

                – Meditação

10.45 – Exposição do Santíssimo

                – Reflexão

                – Oração/reflexão pessoal

                – Celebração do Sacramento da Penitência

                – Oração comunitária

                – Bênção do Santíssimo

12.45 – Almoço

14.15 – Diálogo – Partilha

14.45 – Reflexão: A nossa diocese e os desafios da nova evangelização.

(Observação: o andamento e o acerto do horário da parte da tarde dependerá da disponibilidade dos participantes)

– É conveniente que os participantes informem antecipadamente da sua presença (se possível até ao dia 1 de Março Telefone: 254612151) para facilitar a preparação de materiais de apoio e do almoço).

in Voz de Lamego, ano 87/15, n.º 4400, 21 de fevereiro de 2017

Unidos em fraterna oração e convívio, os consagrados em Advento

consagrados3

No passado dia 26 de Novembro, mais de vinte membros dos vários Institutos e Movimentos de Vida Consagrada, da diocese de Lamego, reuniram-se em oração. A recolecção decorreu no Lar das Filhas de S. Camilo de Lellis, em Lamego, e teve como orador o Padre Doutor José Fernando Saraiva Abrunhosa, Vigário Geral para os Consagrados.

Como, dentro de poucas horas, o Advento estava para se iniciar, o orador centrou-se em duas figuras importantes deste tempo litúrgico: João Batista e Nossa Senhora.

Disse-nos que Deus vem ao nosso encontro ao longo de todo o ano. Mas, o tempo de Advento é para avivar esta Vinda permanente, para que ela nos comova, nos limpe, pois, se não vivermos a Palavra, ela perde força e a nossa vida credibilidade.

Citando Ap. 3, 20 – “Eu estou à porta e bato: se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, Eu entrarei na sua casa e cearei com ele e ele comigo.” -, o Padre Abrunhosa disse-nos que Deus bate, para abrirmos a nossa vida a um encontro, para nos sentarmos junto d’Ele, como Maria aos pés de Jesus.

Falando de João Batista, referiu-se ao profetismo como realidade através da qual Deus continua a vir ao encontro do Seu povo. Deus chama alguns para irem falar – não em seu nome, mas em nome de Deus – e que hoje é preciso, mais do que nunca, falar com a vida, sermos uma proposta nova para os outros, mostrar-lhes que a vida tem sentido. Necessitamos “de um dinamismo missionário que leve sal e luz ao mundo” (EG 81): o sal e a luz que exercem silenciosamente a sua missão.

O profeta é um homem de Deus. Tem que ter uma experiência muito íntima de Deus para o ouvir na oração e depois O proclamar. Não olha só para o céu, mas tem os pés assentes na terra, procura o porquê das situações problemáticas que hoje vivemos, está atento ao mundo que o rodeia para nele discernir os sinais dos tempos.

Pela pregação de João Batista vemos como tinha analisado o seu tempo e, pelas suas palavras e coerência de vida, propõe às pessoas do tempo e de hoje atitudes concretas de mudança radical da sua consciência (ver Luc 3, 11-14).

Depois, o Padre Abrunhosa apresentou-nos Maria como a Mulher do SIM a Deus (Luc 1, 26-38) e do serviço aos irmãos (Luc 1, 39-56). Na mensagem de Deus a Maria, fica claro que Deus tem um projecto de salvação, não para ela, mas para toda a humanidade. Inicia esse processo em Maria. Maria é modelo de quem sabe esperar atentamente o Senhor e Lhe abre a porta. Este projecto de Deus foi abalar os esquemas sobre os quais Maria tinha alicerçado a sua própria vida e comportava riscos para ela. Mas Maria aceitou esses riscos pois compreendeu que o projecto de salvação passava por ela. Quando Maria, no seu SIM, se chama “escrava do Senhor” já mostra que, na sua vida, dava plena prioridade à vontade de Deus, como figura do Servo de Iavé (Isaías). Aceita a escolha que Deus fez, e o projecto de Deus torna-se o seu projecto para sempre.

Depois, Maria parte para visitar a sua prima Santa Isabel que representa toda a humanidade. E parte apressadamente! E para o fundo do país, numa viagem incómoda e perigosa, testemunhando a coragem de sair do seu mundo tranquilo. E não foi uma visita rápida: ficou lá três meses! Não foi Isabel que a chamou, nem o anjo: intuiu por si mesma que alguém precisava dela. Maria é a mulher do serviço simples e humilde que, depois de olhar para o céu, olha para o mundo e corre em seu socorro.

O Padre Abrunhosa terminou a sua prelecção manifestando o desejo de que saibamos, com um coração disponível como o de Maria, sentir como nossas as dores, as necessidades, a solidão, o sofrimento dos outros, e que Jesus possa continuar a nascer no coração dos irmãos, pela nossa atenção, partilha e entrega.

Seguiu-se um espaço de oração em silêncio, que nos conduziu depois à celebração da eucaristia, em que todos unimos as nossas vozes, cantando ao Senhor, e O recebemos neste sacramento incomparável, para, fortalecidos, voltarmos à nossa missão.

Mas o encontro só terminou com o almoço que as Irmãs Camilianas fizeram questão de oferecer a todos, servido primorosamente pelos alegres funcionários da casa. Foi um espaço fraterno de estreitamento de laços entre todos.

Irmã Teresa Maria de Frias

Secretária da equipa da CIRP/CNISP diocesana de Lamego

in Voz de Lamego, ano 87/04, n.º 4389, 29 de novembro de 2016

Seminário de Nossa Senhora de Lourdes recebe juventude de Alhais

retiro

No passado fim-de-semana os Jovens da Paróquia de Nossa Senhora da Corredoura – Alhais, concelho de Vila Nova de Paiva, com a colaboração/orientação de alguns elementos do grupo de Jovens da Paróquia de Almacave e de Quintela da Lapa participaram num Retiro Espiritual que teve lugar no Seminário de Nossa Senhora de Lourdes, em Resende.

Foi no dia 23 de setembro que se deu início ao Retiro, parte integrante da preparação para quem deseja receber o Sacramento da Confirmação/Crisma. Este foi subtilmente dividido em duas partes importantes, sendo elas atividades dinâmicas em grupo e alguns momentos de reflexão em que os crismandos tiveram a oportunidade de crescer na fé e receber conselhos para a vida e para a vivência cristã. Foi sobretudo o encontro com Deus o objetivo principal deste fim-de-semana como o de reavivar valores como a fraternidade, amizade, companheirismo, entre outros.

Ana Oliveira, in Voz de Lamego, ano 86/44, n.º 4380, 27 de setembro de 2016