Arquivo

Posts Tagged ‘Retiro Espiritual’

RETIRO DO CLERO DA DIOCESE DE LAMEGO

retiro2015 0

Os sacerdotes da nossa diocese tiveram a oportunidade de viver o seu retiro espiritual anual entre os dias 27 e 30 de dezembro de 2015, na Casa de S. José. O encontro foi orientado pelo Padre Manuel Barbosa, dehoniano e actual Secretário da Conferência Episcopal Portuguesa. Na eucaristia do último dia, presidida por D. António Couto, lembraram-se os sete sacerdotes falecidos ao longo de 2015, bem como outros familiares dos nossos padres.

Todos os anos, os sacerdotes são convidados a viverem alguns dias de uma maior e mais intensa recolecção e oração, a que habitualmente se chama “retiro espiritual”. Pode ser vivido em qualquer altura do ano, dentro ou fora da diocese. Há sacerdotes que preferem viver tal realidade em Fátima, por exemplo, mas a diocese oferece também essa possibilidade. Para isso fixa uma data, reserva um espaço, convida alguém para vir orientar e apela à participação.

Como habitualmente, o espaço reservado foi a Casa de São José, em Lamego, e o orientador foi o Padre Manuel Barbosa, dehoniano e actual Secretário da Conferência Episcopal Portuguesa. Os participantes ultrapassaram as três dezenas, apesar de existir espaço para mais, e a data escolhida não trouxe novidade, proporcionando uns dias diferentes entre a solenidade do Natal e o início de um novo ano.

O programa diário privilegiou os momentos de oração individual e comunitária, mas contemplou também bastante tempo para a meditação, apoiada pelas duas conferências diárias e pelos textos distribuídos. O Pe. Manuel Barbosa disponibilizou, em cada encontro, algumas páginas que continham tópicos da sua comunicação, mas também alguns textos do Magistério e de outros autores que, a propósito dos temas, poderiam ser uma referência. Aproveitando os dons musicais e vocais que o Criador lhe concedeu, no início de cada encontro, o conferencista pegava na viola e cantava um cântico/oração escolhido propositadamente dentre uma pequena colectânea que organizou e a todos distribuiu.

Sem a pretensão de dizer muito e bem, aqui ficam algumas notas do que foi exposto.

– O retiro é sempre uma experiência de oração, de encontro, mas também de procura e de um deixar-se encontrar. E toda a vida precisa de tempo de silêncio para escutar e de disponibilidade para crescer.

– O sacerdote, em virtude da sua identidade e missão, é chamado a viver e a testemunhar uma radicalidade evangélica que se traduz diariamente no radical amor a Deus, na caridade pastoral, na obediência (apostólica, comunitária, pastoral), no serviço…

O presbítero é um servidor da comunhão eclesial, que é dom e tarefa, e participa dessa missão comum com alegria e entusiasmo, cumprindo o seu dever mais por opção do que por decreto, integrado num presbitério que conta com cada membro para anunciar e viver o Evangelho. Neste particular, a fraternidade apostólica exige um caminhar juntos que vai além das palavras e assenta na proximidade efectiva e afectiva.

– Membro da Igreja, o sacerdote tem consciência de ser um servidor da eclesial missão evangelizadora, assumindo conscientemente tal dever que o Senhor lhe entrega, disponibilizando-se para fazer o melhor que pode e sabe, atento à Palavra e praticando a oração e o estudo. A renovação da pastoral exige formação e disponibilidade contínuas por parte dos pastores que têm a missão de anunciar, formar e acompanhar.

– Para concretizar a evangelização, há necessidade de vencer “acédia paralizadora” (EG 81) referida pelo Papa Francisco, e que pode ser definida como apatia devida ao aborrecimento, uma negligência de fazer o bem, traduzindo um certo estado depressivo que pode atingir o sacerdote.

– Continuamente é importante conservar o fervor do Espírito e a reconfortante alegria de evangelizar, mesmo quando for preciso semear com lágrimas.

JD, in Voz de Lamego, ano 86/09, n.º 4344, 5 de janeiro de 2016

MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA | Retiro Diocesano

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

MMF – Retiro – Seminário Maior de Lamego

No passado sábado, 11 de julho, o MMF realizou o seu Retiro Diocesano no Seminário Maior de Lamego. Esteve presente um bom número de pessoas de muitas paróquias da Diocese.

E, porque todos os batizados são chamados à santidade, “Santificados em Cristo, confiamos na Sua misericórdia”, foi o tema de reflexão deste retiro, orientado pelo Senhor Padre Vasco Pedrinho, também Assistente Espiritual Diocesano do Movimento.

Longe das confusões e preocupações diárias da vida, fez-se uma pequena pausa para meditar, ficar mais perto de Deus e ouvir a Sua voz. Quem sabe, talvez encontrar uma resposta para uma dúvida, uma hesitação. Viveram-se momentos de oração e reflexão. À tarde, houve lugar para a Reconciliação e a Eucaristia. Terminou, o retiro, com um tempo de Adoração ao Santíssimo Sacramento.

A santidade, para além de ser uma graça e um dom de Deus, também exige de nós um esforço constante para que, com a ajuda d’Ele e de Nossa Senhora, nos separemos de tudo o que seja mal. Que este pequeno retiro possa ter contribuído para continuarmos a aprender a caminhar alegremente com Jesus: rezar, sofrer, amar, viver, trabalhar, sermos bons e misericordiosos como Ele é.

O Secretariado Diocesano, in Voz de Lamego, n.º 4321, ano 85/35, de 14 de julho de 2015

Retiro Espiritual | Vinde a Mim vós que estais cansados…

retiro-s.josé

Aconteceu entre 14 e 17 de fevereiro um Retiro de Carnaval, proporcionado pela COMUNIDADE SERVOS DE MARIA DO CORAÇÃO DE JESUS, no colégio de Lamego. Tinha como tema: “VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS CANSADOS…” (Mt 11,28).

Podemos assim dizer que o retiro todo foi a Infinita Misericórdia de Deus querendo alcançar e adentrar nos corações daqueles que se fizeram presentes e através deles aqueles que traziam em seus corações. E podemos afirma que as graças foram derramadas abundantemente, através do testemunho de muitos que depois vieram partilhar, agradecendo pelo momento que  tinha sido proposto.

Com a graça de Deus poderão participar deste momento especial mais de 300 pessoas, durante os quatro dias.  Tínhamos uma programação todos os dias: Louvor, Orações, Adoração, Ensinamento, Missa, Conserto, Teatro…

Tivemos a colaboração de nosso querido Dom Jacinto, o pró-vigário  Padre João Carlos, Padre Duarte de Sousa Lara, Joaquim membro da comunidade canção nova, entre outros… Mais de 10 sacerdotes da nossa Diocese de Lamego assistiram os participantes com o sacramento da reconciliação.

Segue agora um comentário de uma das participantes do retiro…

“Vinde a Mim todos vós que estais cansados”. É Deus, na Sua imensa Bondade a chamar-nos a Santidade: Ele Mesmo, o Santo dos Santos!

Nesta experiência da iniciativa da CSMCJ, ficou bem patente o essencial da nossa existência: Conformar a nossa vida com uma realidade Superior, ou seja, “a Fonte de toda a Santidade”. É um tema apaixonante referido incansavelmente pelo nosso Reverendo Sr Padre Duarte e partilhado inteiramente por nós: “Vocação Universal a Santidade”, cujo lema é reconhecer a “nossa total dependência” de um Deus que é Santo, que nos chama porque nos ama. Aceitar esta dinâmica entre o chamamento de Jesus e a nossa disposição interior é Dom, é Luz, vida em abundância. Muitas graças foram derramadas. Assim este retiro, cujo objectivo era um Carnaval com Jesus, revelou-se um verdadeiro oásis num contexto histórico em que se quer arrancar Deus dos corações e se faz da “ciência uma religião  e do ateísmo um dogma”. Nas diversas intervenções sobressai a necessidade de uma experiência forte com Jesus, no sentido de encontrar a verdadeira felicidade.
Ficou, no geral uma serena inquietude por Deus que deixa transparecer a alegria do Seu triunfo sobre o Mal.
Um grande bem-haja!

Maria Amélia Ribeiro – Braga, in Voz de Lamego, n.º 4302, ano 85/15, de 24 de fevereiro de 2015