Arquivo

Posts Tagged ‘Pe. Victor Silva’

À conversa com o Padre Victor Silva

Presença habitual nos meios de comunicação social, este sacerdote do nosso presbitério, e pároco de Avões e Samodães, lançou mais um disco e actuou, recentemente, no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego. O nosso jornal, felicita-o pelo trabalho desenvolvido, agradece-lhe também as palavras que nos dirigiu e que aqui publicamos.

O que é, para ti, a música?

Música acima de tudo é arte. Para mim é um complemento enquanto ser em relação. Música preenche vazios de silêncios nas nossas vidas. Música é uma forma de exprimir o que nos vai no interior.

Como tens conseguido conciliar a actividade musical e a missão sacerdotal?

Nem sempre é fácil pelas obrigações que o dia a dia coloca na minha vida. Isso obrigou-me a aprender a gerir o tempo de forma mais correta, precisa e concisa. A não descuidar nenhuma das partes do que faço todos os dias. Em 2009 no lançamento do álbum PALAVRAS foi mais difícil porque tinha ensaios em Aveiro todas as semanas. Obrigou-me a uma ginástica de estrada. Agora torna-se mais fácil porque há um entrosamento entre todos os elementos da banda e do projeto. Ler mais…

Pe. Victor Silva cantou em Lamego

vs-copia

Pároco no Arciprestado de Lamego, era maior a possibilidade de este Sacerdote da nossa Diocese cantar para o público lamecense; tendo trabalhado noutra Diocese durante alguns anos, com o seu trabalho pastoral foi espalhando a sua música, que o tornou e se tornou mais conhecida, de modo particular pelo mundo jovem, a quem dedicou uma atenção especial.

Lamego pôde ouvi-lo no dia 11 de Fevereiro, tendo ele aceitado o convite que lhe foi dirigido através dos serviços competentes da Câmara Municipal/Teatro Ribeiro Conceição. Lamego ouviu e encheu a plateia da sua sala de espectáculos, onde acorreram muitos paroquianos do Pe. Victor, muitos lamecenses, jovens e não jovens que aplaudiram os diversos números musicais apresentados.

Acompanhado dos elementos do seu Grupo Musical, foi apresentando os números preparados para este evento artístico-musical, que ele próprio anunciava como autor e, depois executava com o grande à-vontade que foi adquirindo ao longo dos anos em que se empenhou nesta actividade, que lhe granjeou a notoriedade de que já goza no mundo da música. E alguns dos números apresentados eram acompanhados pelos assistentes mais jovens, sinal e garantia de que a sua música é apreciada e já bem conhecida.

À pergunta sacramental que me tem sido dirigida, recordando a minha palavra de há anos sobre a sua actuação na Avenida e Festas dos Remédios, tenho de responder, sem rodeios, quão diferente é a actuação de um Grupo Musical na Avenida ou numa Sala; o próprio Pe. Victor me perguntou se gostei, e o meu «sim» não foi nem é de adulação ou desculpa pela palavra de há anos; aqui, como noutras actividades e ocasiões, tudo tem o seu tempo e o seu lugar. E se, e porque gostei, dou os parabéns ao Pe. Victor pela sua atuação no Ribeiro Conceição, fazendo votos para que continue a espalhar uma mensagem amiga para todos, através dos dons que Deus lhe deu e pela alegria que a sua música transmite a quem o ouve e lhe agradece pela suas palmas e pelo trautear de uma ou outra canção que fez levantar alguns assistentes e que viviam mais intensamente o espetáculo proporcionado pelo Pe. Victor e membros do seu Grupo. Parabéns e esperamos outras oportunidades para vos aplaudir.

Pe. Armando Ribeiro, in Voz de Lamego, ano 87/14, n.º 4399, 14 de fevereiro de 2017