Arquivo

Posts Tagged ‘Pe. Tiago Cardoso’

Visita Pastoral de D. António Couto à Paróquia de Granjal

DSC_0014

A Paróquia de Nossa Senhora das Neves de Granjal viveu e registou no livro da Comunidade três dias belos e alegres com a presença do Sr. Bispo D. António Couto.

A motivação e a alegria de ter o Pastor Diocesano no meio de nós tornou a chuva diferente, o vento menos frio e, até as aves do céu notaram que havia uma visita especial a esta terra. A presença do Bispo, (re)anima a Fé, proporciona dinâmica e movimento e, faz erguer os laços da verdadeira comunidade cristã, onde Deus é Pai de todos, e onde  facilmente percebemos que somos todos irmãos uns dos outros.

Na tarde do dia seis, o sr. Bispo teve a oportunidade de contactar com as pessoas que trabalham, na agricultura e na cunicultura, sectores fortes deste povo: viu as vinhas, os pomares, os pequeninos coelhos que cresciam, viu sobretudo a terra que dá o alimento para a nossa subsistência. Como afirmava Max Weber “O trabalho enobrece o homem”.

O programa deste dia contava também com a visita aos doentes, momento alto e de grande importância. Foram sobretudo palavras de esperança que o sr Bispo utilizava para encher o coração daquelas pessoas. Receberam o sacramento da unção dos doentes e comungaram Jesus foi uma carícia de Deus aos seus filhos mais fragilizados. Os nossos doentes têm bastantes dificuldades em caminhar, mas o sr. Bispo insistia que é um tempo de graça que o Senhor Jesus lhes concedia, pois, gozariam agora mais tempo para se dedicar à oração e contemplar o Caminho (Cf. Jo 14, 6). O dia terminou com a visita às instalações da Junta de Freguesia seguido de um lanche convívio.

No dia seguinte, o nosso Bispo reuniu logo pela manhã com o conselho económico e com o grupo dos crismandos, houve oportunidade de reflectir um pouco mais acerca do sacramento do crisma e foi um diálogo enriquecedor onde os jovens sentiram de perto a amizade e os apelos de serem verdadeiros Cristãos.

Já nos encontrávamos a meio deste belo dia, quando percorríamos a pé as ruas da aldeia em direcção às capelas de Santo António e São Miguel. Foi um momento de abrir as portas do património religioso e ouvir a história contada pela população e também pelo conterrâneo Frei João Peliz.

De seguida, rumamos até ao cimo da aldeia e restauramos forças num almoço convívio com quase toda a comunidade. Ao fim, três jovens crismandos faziam nos ouvir o som das concertinas que tão bem tocavam.

Um pouco mais tarde, já nos encontrávamos em oração no cemitério do Granjal, pedíamos a Deus por todos os familiares falecidos e o sr. Bispo depois de referir e explicar o sentido etimológico da palavra cemitério, enchia-nos de esperança ao falar da vida eterna.

O dia findou no lugar mais alto da Paróquia, a capela da Senhora da Aparecida. Aí cantamos, rezamos e fomos instruídos na fé, com base nos textos bíblicos, relembra-mos a importância de sermos cada vez mais misericordiosos uns com os outros e fitávamos os olhos em Maria, a Mãe de Misericórdia.

No Domingo, o sr. D. António foi recebido novamente com grande carinho e alegria pela população, as flores tornavam visíveis a ternura que brotava dos nossos corações. Celebramos a Eucaristia com vida e dezanove jovens receberam a força do Espírito Santo, o sr. Bispo confirmava na fé toda a comunidade.

Através do testemunho do sr D. António, estes jovens perceberam que vale a pena ser Cristão e que podemos virar o mundo do avesso: partilhando, com as mãos abertas, a alegria, o amor, o perdão, isto é, os dons de Deus.

Todos os corações pulsavam de forma diferente, era Jesus que estava com a gente. A presença do Bispo é a presença de Cristo que vem ao nosso encontro para nos fortalecer e encorajar e nos fazer olhar mais alto, mais fundo, para o essencial da nossa vida – Cristo.

O Pároco agradeceu a presença do sr. Bispo como também a presença do sr pró-vigário e de todas as pessoas, as que ajudaram a que estes dias ficassem registados nas páginas douradas desta comunidade cristã.

O nosso bem-haja ao sr. Bispo por esta visita Pastoral. Sentimo-nos mais próximos de si e de Deus e com frescura e animo para continuar a servir a Igreja de Jesus.

Joel Valente, in Voz de Lamego, ano 86/23, n.º 4362, 10 de maio de 2016

Visita Pastoral à Paróquia de São Martinho de Segões

Visita-Segões1Nos dias 8, 9 e 10 de janeiro, o sr. Bispo Dom António Couto,  iniciou a sua Visita Pastoral à paróquia de São Martinho de Segões. A Visita Pastoral é sempre um acontecimento de grande importância para a comunidade cristã. É uma visita em que o bispo, enquanto Pastor da Igreja particular, conhece, convive, dialoga, vê, ouve, recebe e partilha a sua palavra, e especialmente o Evangelho com todos os fiéis.

No final da tarde de sexta-feira, dia 8, o senhor bispo visitou as instalações da Junta de Freguesia de Segões juntamente com as respetivas autoridades civis.

Na manhã do dia seguinte, num encontro com os crismandos e padrinhos podemos anotar as primeiras impressões positivas pela facilidade e simplicidade com que dialogávamos. . Nesse encontro foi explicado que é o Sacramento da Confirmação que aperfeiçoa a graça batismal, ou seja, torna-a mais madura e plenamente desenvolvida, um traço que não pode ser apagado, algo único e que embora não possamos ver ou até mesmo tocar, é algo que todos podemos sentir dentro do nosso coração. Entre curiosidades, respostas e sorrisos, seguiu-se uma visita às instalações da Associação Recreativa e Cultural de Segões que findou num almoço e convívio com toda a comunidade. Já durante a tarde, na Igreja Paroquial de Segões e ao som de muita chuva, o bispo Dom António aqueceu os corações com as suas sábias e meigas palavras a todos os que participaram num encontro de formação sobre o ano da Misericórdia.

No Domingo, dia 10, o vento soprava com intensidade, lembrava-nos a vinda do Espírito Santo (Atos. 2, 2), o dia começou com a celebração da Eucaristia e com a administração do Sacramento da Confirmação para a qual os nove crismandos tanto se prepararam e dedicaram. Após a Eucaristia seguiu-se um almoço com os crismandos e seus familiares,  foi de sorriso nos lábios e com um sentimento de concretização pessoal que acabou mais uma etapa e se iniciou outra.

De coração cheio, queremos agradecer primeiramente a Deus, por todos os dons que nos concede, e em particular, por esta visita do nosso bispo Dom António, que com toda a sua dedicação, humildade, atenção, simplicidade e alegria deixou um pouco de si e levou um pouco de nós.

Joana Santos, in Voz de Lamego, ano 86/09, n.º 4346, 19 de janeiro de 2016