Arquivo

Posts Tagged ‘Paróquia de Queimadela’

Grupo Coral Pietate, de Queimadela, nas Quarenta Horas de Figueira

De 24 a 26 de Março decorreram as Quarenta Horas na paróquia de S. João Batista – Figueira . Para lá dos tempos de oração e de reflexão próprios destes dias, que contaram com a com a ajuda do P. Diamantino Alvaíde, Pároco de Moimenta da Beira, houve um tempo de adoração ao Santíssimo Sacramento especial e único. Esse momento foi protagonizado pelo Grupo Coral Pietate de Queimadela que cantou e encantou. Na noite de sábado, dia 25, noite de adoração contínua ao Santíssimo, durante cerca de hora e meia, fizeram as maravilhas de quem participou (a igreja tinha uma boa moldura humana) e vivenciou tão nobre talento deliciando-nos com música sacra adequada ao tempo litúrgico e às circunstâncias do momento. Foi uma preciosa e inesperada ajuda que muito nos ajudou a interiorizar os mistérios da nossa fé e nos deixou apetite para mais…

Esse fim de semana quaresmal foi intensamente vivido por todos os intervenientes e serviu, uma vez mais para a reconciliação com o Senhor Jesus Cristo, morto e ressuscitado, que nos guia e alimenta ao longo do dia a dia.

Setimo-nos muito agradecidos ao Grupo Coral Pietate de Queimadela que dignificou as nossas  Quarenta Horas de uma forma nunca antes vista na nossa paróquia, não esquecendo o Padre Diamantino que partilhou um pouco dos seus conhecimentos e ensinamentos durante as pregações.

Ricardo Cardoso, in Voz de Lamego, ano 87/22, n.º 4407, 11 de abril de 2017

Semana da Bíblia em Valdigem, Figueira e Queimadela

biblia-melo2

Entre 22 de janeiro e 12 de Fevereiro as comunidades paroquiais de Valdigem, Figueira e Queimadela tiveram a oportunidade de viver a Semana da Bíblia. Para lá das celebrações eucarísticas de abertura e encerramento, formaram-se, em cada comunidade, diversos grupos que se reuniram em algumas casas, durante vários dias, com o fim de refletir, partilhar e sobretudo rezar alguns textos da Sagrada Escritura.

Com a Bíblia nas mãos, as pessoas foram convidadas a ler e refletir, num primeiro encontro, nos dois relatos da criação, orientado pelo pároco destas comunidades: Cón. José Manuel Melo. A ideia fundamental que se tentou transmitir é que o primeiro relato não é mais importante que o segundo e vice-versa. Ambos são relevantes, por isso estão os dois colocados na Sagrada Escritura. Uma outra ideia que foi bem reforçada é que não importa muito saber a ordem da criação do universo, ou se de facto aconteceu mesmo nos sete dias, incluindo o dia do descanso. Importa sim saber que foi e é Deus o Criador de todo o Universo e que o ser humano tem nele um estatuto especial.

O segundo e terceiro encontro foram orientados por Animadores de Grupos Familiares. O segundo encontro teve como tema: “Encontrar-se com Jesus na sabedoria dos idosos”. Tendo como base o texto de Lc 2, 21-40, as pessoas foram convidadas a refletir apenas no papel de duas personagens presentes nesta passagem: Simeão e Ana. É importante salientar que sob a inspiração do Espírito Santo, a vida destas personagens cruzam-se, no templo de Jerusalém, com a vida de Jesus. Também nós somos convidados a estar atentos aos sinais de Deus, à semelhança do “velho” Simeão e de Ana. Este encontro terminou com um texto do papa Francisco, proferido na praça de São Pedro, em Roma, em 28/10/2014, dirigido aos idosos e avós presentes.

O terceiro encontro teve como tema “encontrar-se com Deus na natureza”. Foi mais um outro olhar sobre a Criação, agora na perspetiva de cultivar em todos atitudes de apreço e contemplação pela maravilha da natureza, bem como ajudar a crescer na consciência da responsabilidade humana no cuidado da mesma.

A Semana da Bíblia terminou com um encontro geral para todos os grupos em cada paróquia, onde se refletiu na passagem da queda de Adão e Eva, orientado pelo reitor do Seminário Maior de Lamego: Pe. Joaquim Proença Dionísio. Foram muitos os que se movimentaram ao longo desta semana com o objetivo de melhor conhecer a Palavra de Deus. É necessário que estes encontros continuem, pois nos tempos que correm é urgente para nós cristãos conhecer cada vez mais e melhor as Escrituras.

Vítor Teixeira Carreira

VI ano, SML, in Voz de Lamego, ano 87/16, n.º 4401, 28 de fevereiro de 2017

Visita Pastoral de D. António Couto na Paróquia de Queimadela

IMG_0068

A paróquia de Queimadela teve a Visita Pastoral nos dias 10 e 14 de Junho. Foi com grande intensidade e alegria que preparou e viveu esses dias.

No dia 10, pelas 18.00, houve na Igreja Paroquial a celebração da Eucaristia com a administração do Sacramento da Santa Unção. Foram muitos e de idades diversificadas, os que receberam este sacramento, entendido como “uma carícia de Deus para com os seus filhos fragilizados”, integrado na dinâmica da vida, não da morte.

Foi uma celebração eucarística em que a serenidade e paz transpareceram no rosto de todos os presentes.

Depois foi a visita a duas famílias com pessoas doentes. Houve também uma passagem pela sede da Junta de Freguesia, onde foi recebido pelo senhor Presidente da Junta e restantes membros. Visitou as instalações e os espaços exteriores: espaço para convívios e espetáculos, polidesportivo, tudo bem enquadrado no aproveitamento do edifício da antiga escola primária, agora a servir como apoio à formação e cultura e com uma capela mortuária.

Encontro com os Colaboradores – Jantar/Convívio

Pelas 20.30, numa sala da sede do Centro Social Cultural e Recreativo Pioneiro de Queimadela decorreu um encontro com os Colaboradores Paroquiais. Estiveram presentes os membros dos serviços e movimentos existentes na paróquia. Depois de se apresentarem, o senhor Bispo dirigiu-lhes palavras de estímulo, acentuando o lugar e importância dos leigos na vida da paróquia e a necessidade de ir ao encontro de todos. Seguiu-se um animado e participado Jantar/Convívio aberto a toda a comunidade, por si mesmo, expressivo do gosto com que  as pessoas acolhiam o senhor Bispo.

Eucaristia final

 No dia 14 de Junho, pelas 16.00 o senhor Bispo foi recebido no Largo das Escolas. O senhor Presidente Junta saudou-o em nome de toda a freguesia. Viemos em cortejo até à Igreja Paroquial, percorrendo uma rua ricamente alcatifada com  uma passadeira de flores.

À entrada da Igreja, o Pároco deu a Cruz Paroquial a beijar ao senhor Bispo, num ritual próprio destas ocasiões. Seguiu-se a Eucaristia, animada pelo grupo coral “Pietate”,  com a administração do Sacramento do Crisma a quatro jovens. Na homilia, para além das considerações ligadas à palavra de Deus daquele domingo, foi explicitado o sentido do sacramento do crisma a partir do sinal do óleo.

No final e tendo em conta a presença de um dos filhos da terra, a frequentar o Seminário, o senhor Bispo fez um sentido apelo à oração pelas vocações, de tal modo que todas as comunidades cristãs possam ter sempre o pão da Eucaristia.

Depois da Eucaristia ainda houve tempo para uma breve presença no lanche organizado pelos crismados.

Estes dois dias foram momentos muito importantes na vida da nossa comunidade cristã, deixando-nos estímulos e desafios em relação ao futuro.

DN/JM,  in Voz de Lamego, n.º 4318, ano 85/31, de 16 de junho de 2015