Arquivo

Posts Tagged ‘Paróquia de Fornelos’

SEMANA MISSIONÁRIA | “Com Maria IDE por todo o mundo”

Durante quatro dias (18 a 21 de maio) as comunidades de Moimenta, Fornelos e Travanca (Cinfães) diocese de Lamego, acolheram e viveram a chamada semana missionária, dinamizada pelos padres Fabrício Pinheiro, pároco das comunidades e delegado diocesano para as Obras Pontifícias Missionárias, Francisco Costa, o Dehoniano, João Batista, Consolata, Joaquim Pinho, Boa Nova; e pelas Irmãs Zélia Esteves, Reparadora do Coração Jesus, Isabel, da Boa Nova, Aurora e Arlete, Combonianas. Os missionários, pertencentes a vários Institutos Religiosos Missionários Ad Gentes (missões fora do país), estão congregados numa associação chamada ANIMAG, que significa Animadores Missionários Ad Gentes e cujos objetivos são: partilhar o entusiasmo do seu «sim» a Jesus Cristo; partilhar a sua vocação e experiencias missionárias, animar a fé dos crentes; propor a todas as «periferias» existências e geográficas a Boa Nova da Redenção.

Foram quatro dias intensos e de partilhas de fé extraordinários. Unidos ao pároco e à diocese de Lamego, a equipa propôs-se rezar e celebrar a Eucaristia com as comunidades; visitar os doentes; partilhar experiências missionárias feitas no Brasil, Sudão, Moçambique e Angola; participar da atividade diocesana da Jornada da Juventude em Nespereira; encontrar-se com os alunos da escola de Travanca e com as catequeses da infância e da juventude de todas as comunidades. Foi uma bela experiência de fé e de Igreja! “Vale a pena ser cristão” ouvia-se de vez em quando. Foram bem patentes o acolhimento e a alegria das pessoas, a sede de Deus e o desejo de ser cada vez mais membro ativo da Igreja e o desejo de colaborar com a obra de Deus nos espaços que habitamos e na união com os que partem para as fronteiras da missão.

Cabe aqui uma palavra de gratidão ao Padre Fabrício que desde a primeira hora acolheu e acarinhou a proposta missionária e nos apoiou em tudo o que foi necessário. Um obrigado de todo o coração às comunidades de Moimenta, Fornelos e Travanca pela alegria, coração aberto e ternura com que nos acolheram e pela experiência de fé que a todos enriqueceu. Obrigado também à Irmandade do Senhor dos Enfermos que na pessoa do pároco e da professora Cristina nos concederam guarida e a delicadeza atenta para que não nos faltasse nada. Bem hajam!

Que a chama do Amor de Deus continue a brilhar nas vossas comunidades e ilumine todos os recantos da vida quotidiana. Obrigado|

Pelo Animag

Pe Francisco Costa, scj e Presidente Nacional

Dos Animadores Missionários Ad Gentes

in Voz de Lamego, ano 87/28, n.º 4413, 23 de maio de 2017

Paróquias Unidas em Laços de Catequese

catequese-fabrício

Paróquias de Travanca, Fornelos e Moimenta, da Zona Pastoral de Cinfães

Neste final de ano catequético, eis algumas palavras de análise, reflexão, avaliação, sentimento e até de sensibilização. Pois bem: Está à vista de toda a comunidade paroquial, mesmo até à mais céptica, que o êxito e o sucesso estiveram de mãos dadas. Catequistas, que deram o seu melhor a par de um sacerdote atento, embora nem sempre fosse fácil perceber isso, porque grande parte das vezes ao dar a ideia de distante, transmitia sim e em simultâneo a maior das confianças nos seus intervenientes. Obrigada Sr. Pe. Fabrício Pinheiro.

Não obstante, faltar-se-ia à verdade se não tivessem existido um e outro pequeno pormenor menos favorável (fases imaturas, jovens, adolescentes…) mas de solução imediata dada a colaboração do nosso pároco que de forma fácil, clara, audível e segura responde oportunamente visto que estamos na presença de alguém cuja determinação lhe é tão peculiar.

Várias foram as iniciativas, as atividades tomadas ao longo deste percurso e já oportunamente referenciadas; porém algo mais houve a acrescentar nesta paróquia de Travanca: o renascer da JAM (Juventude Alegria de Maria), consequentemente, as comemorações no mês de Maria… mais tarde, já em junho, a realização de uma Missa Campal acompanhada de almoço no mesmo espaço, em parceria com a Câmara Municipal e Cinfães e a Junta de Freguesia de Travanca, tendo o propósito, o objetivo, de sensibilizar e apelar à unidade, à comunhão de todos os Travanquenses. Ler mais…

Movimento da Mensagem de Fátima: Dia de Deserto

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Movimento da Mensagem de Fátima no Santuário de Nossa Senhor dos Enfermos

O Secretariado Diocesano da Mensagem de Fátima deslocou-se ao Santuário do Senhor dos Enfermos situado no lugar de Macieira – Fornelos, Cinfães, para viver um Dia de Deserto com os seus mensageiros.

Viver em Dia de Deserto no silêncio da montanha serve para robustecer o espírito através  da reflexão, oração reconciliação e convívio.

As pessoas foram chegando, vindas dos lugares  próximos do Santuário ou de lugares mais distantes como Lamego,  zona pastoral de Tarouca, de Cinfães e outras… no fim estavam representadas mais de  uma dezena  de paróquias, com um bom grupo que encheu o salão da casa de apoio ao Santuário.

Iniciaram-se os trabalhos com a  oração da manhã, implorando a Misericórdia de Deus. Apelou-se ao silêncio, que às vezes incomoda,  mas que é necessário, sobretudo nestas circunstâncias.

O orientador senhor padre Joaquim Dionísio, mostrou-nos com exemplos e palavras simples,  como  todos temos limites e precisamos de tomar consciência deles. Somos frágeis, mas sempre amados por Deus  que nos anima e conforta; que nos  responsabiliza. Deus não nos limita porque nos ama.

E as horas foram passando velozes, mas produtivas; houve  tempo  para o sacramento Reconciliação  que todos aproveitaram .

Depois de um farnel partilhado, iniciaram-se os trabalhos com a recitação do rosário, pedindo a intercessão de Nossa Senhora  para todos..

Refletiu-se  ainda  sobre os dons que cada um recebe, e que só nos servem se os pusermos a render com ajuda da Graça que Deus que nunca falta.

Terminou  o dia com dois momentos altos, a celebração da Eucaristia e a Adoração ao Santíssimo Sacramento.

Agradecemos ao grupo coral local que ajudou a dar maior brilho à celebração e a todos quantos estiveram  presentes sendo mensageiros ou não, a todos um muito obrigado, que o Senhor dos Enfermos alivie as vossas dores do corpo e do espírito. Um agradecimento especial para o sr. Padre Fabrício Pinheiro pela amabilidade e disponibilidade com que nos recebeu, que a Senhora da Mensagem o ajude  no caminhar de cada dia.

O Secretariado Diocesano, in Voz de Lamego, ano 86/34, n.º 4370, 5 de julho de 2016

CAPELA DO SENHOR DOS ENFERMOS: OBRAS DE RESTAURO

Fornelos-restauro

No segundo domingo de Páscoa, dia três de abril, a paróquia de São Martinho de Fornelos, no concelho de Cinfães, vivenciou momentos de grande alegria com a reabertura da capela do Senhor dos Enfermos, no lugar de Macieira, após as obras de conservação e restauro a que foi sujeita. A capela foi pequena para acolher todos os fiéis que quiseram estar presentes, sinal de grande fé no Senhor dos Enfermos.

A cerimónia foi presidida pelo Senhor Vigário Geral, Monsenhor Joaquim Dias Rebelo, em representação do Senhor Bispo da Diocese de Lamego, Dom António Couto. O evangelho do dia falava em São Tomé, apóstolo que, perante a notícia da ressurreição de Jesus, negou-se a acreditar. “Se eu não vir o sinal dos cravos nas suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma acreditarei.” Perante a presença de Jesus, vivo, diante dos seus olhos, Tomé rendeu-se e, movido pela poderosa fé que sentia no coração, disse o que até aí não tinha descoberto: “Meu Senhor e meu Deus.” Jesus responde-lhe:Acreditaste, porque me viste? Bem-aventurados os que creram sem terem visto!” E foi esta mesma fé, este acreditar sem ter visto, que encheu a capela do Senhor dos Enfermos, num desejo de partilhar aquele momento com toda a comunidade e, acima de tudo, partilhá-lo com Deus, naquela que é a sua casa agora renovada.

Já quase no final da cerimónia, a presidente da Irmandade do Senhor dos Enfermos, professora Cristina Miranda, leu um discurso de agradecimento a todos aqueles que deram o seu contributo, tornando esta obra uma realidade. As entidades políticas locais, designadamente os presidentes da Câmara Municipal de Cinfães e da Junta de Freguesia de Fornelos, não deixaram de estar presentes, tendo ambas as entidades subsidiado a obra. A presidente fez também uma breve alusão a todo o processo percorrido e o que há ainda a percorrer, mencionando a preciosa colaboração dos Senhores Padres Vítor Pinto e José Augusto Cardoso enquanto anteriores párocos da freguesia, e do Senhor Padre Fabrício Pinheiro, atual pároco.

De entre todos os agradecimentos, o mais marcante foi, certamente, a menção aos antepassados que ergueram a capela e cujos nomes foram agora postos a descoberto com o restauro do teto. “Foram eles os primeiros e principais responsáveis por tudo isto que agora vemos, sendo que, se hoje esta capela é uma realidade, acolhendo anualmente milhares de fiéis, é a eles que o devemos. Estejam onde estiverem, as suas almas estarão certamente em paz, e aqui fica o nosso sincero agradecimento e um grande bem hajam por todo o legado que nos deixaram.”

Terminada a cerimónia, os participantes partilharam um lanche, fruto da colaboração de todos, ficando o desejo de que o santuário do Senhor dos Enfermos seja, e continue a ser, um local de muita fé, de oração e de encontro com Deus.

A Presidente da Irmandade:

Cristina Miranda, in Voz de Lamego, ano 86/21, n.º 4358, 12 de abril de 2016

Via Sacra na Paróquia de Fornelos, de Cinfães

fornelos

A Via Sacra é, por definição, uma oração que tem como objectivo meditar na paixão, morte e ressurreição de Cristo. É relembrar o caminho da dor e do sofrimento de Jesus, no percurso de sua Divina missão Redentora, quando demonstrou uma profunda obediência ao Pai eterno e um infinito Amor à humanidade de todas as gerações. É o reviver dos últimos momentos da sua vida na Terra.

Foi nesta linha que no passado dia 12 de Março, na Igreja Paroquial de Fornelos, o grupo de teatro amador “Mant’Art” constituído por pessoas da comunidade paroquial, nomeadamente, pais e catequizandos, levaram a cabo uma encenação teatral que teve como principal objectivo compreender melhor a pessoa de Jesus e o amor que teve por nós ao ponto de ter sido crucificado, sofrendo muito, para que aprendêssemos verdadeiramente o que é amar.

A encenação, que foi realizada com grande rigor e seriedade, mexeu com as emoções de toda a comunidade que, em grande número, assistia, levando muitas pessoas “às lágrimas”, fazendo, assim, com que revivessem na mente e no coração a grandeza do Amor de Deus.

Cumpriu-se portanto o objectivo principal da actividade que era recordar o percurso doloroso de Jesus desde a sua condenação até à sua morte e ressurreição, levando toda a comunidade a fazer uma introspecção relembrando que durante a vida devemos retirar dos nossos corações o ódio, o rancor, a inveja, os zelos que se opõem ao nosso amor a Deus e aos irmãos.

Assim, a cruz de Cristo simboliza o amor e ensina a olhar para o outro com misericórdia, sobretudo para quem sofre, quem tem necessidade de ajuda, quem espera uma palavra, um gesto. A Cruz convida a que sejamos capazes de sair de nós mesmos para ir ao encontro de quem mais precisa.

Foi então desta forma que a Comunidade Paroquial de Fornelos abriu as portas à semana santa que se aproxima, uma semana de particular intensidade e importância para os seus cristãos, assim como, para os cristãos do mundo inteiro.

Paróquia de Fornelos, Cinfães

Pelo Grupo de Teatro “Mant’Art”, in Voz de Lamego, ano 86/18, n.º 4355, 22 de março de 2016

São Martinho de Fornelos com novo Pároco: Pe. Fabrício Pinheiro

Tomada de Posse 064

Venho para vos trazer Cristo e a sua Palavra

No passado domingo, o recém-ordenado Padre Fabrício Pinheiro foi apresentado, pelo Pró- Vigário geral, Padre João Carlos Morgado, nos espaços paroquiais para que foi enviado pelo nosso bispo: S. Martinho de Moimenta, S. Martinho de Fornelos e Sta. Leocádia de Travanca, todas na zona pastoral de Cinfães.

Tal como em cerimónias similares, o novo pároco foi recebido com alegria pelos fiéis e durante a Eucaristia, após a leitura da Provisão episcopal, recebeu as chaves da igreja e do sacrário. O presidente da celebração aproveitou o momento para agradecer a dedicação dos párocos anteriores: Pe. Luís Pedro Costa (Moimenta), Pe. José Augusto Cardoso (Fornelos) e Pe. António Morgado (Travanca).

Em Fornelos o novo pároco foi recebido com foguetes e percorreu uma passadeira de flores feita para o momento, acompanhado por sacerdotes vizinhos, entre os quais o arcipreste, Pe. Adriano Alberto. Destaque também para o numeroso grupo de conterrâneos do Pe. Fabrício, de Penajóia, que o acompanharam neste dia tão importante.

O Pe. João Carlos Morgado convidou os fiéis a acolherem com alegria e a acompanharem com solicitude “aquele que o Senhor lhes dá”. Ao novo pároco pediu que seja próximo e que protagonize um zelo pastoral marcado pela ternura, a exemplo do patrono da paróquia, S. Martinho.

No final da celebração, tempo ainda para agradecer o esforço e dedicação do padre José Augusto que acompanhou pastoralmente esta comunidade no último ano. Por isso lhe foram dedicadas palavras de reconhecimento e gratidão e entregues algumas lembranças. Este sacerdote agradeceu o gesto e passou a palavra ao novo pároco que agradeceu o esforço e a festa preparada para a sua chegada e se dirigiu directamente a todos dizendo: “venho para vos trazer a Palavra e a imagem de Cristo”.

JV, in Voz de Lamego, ano 85/44, n.º 4331, 29 de setembro