Archive

Posts Tagged ‘Paróquia das Monteiras’

Paróquia das Monteiras celebrou o seu Padroeiro: Espírito Santo

Hoje, domingo de Pentecostes celebrou-se a festa religiosa do Divino Espírito Santo, padroeiro da paróquia de Monteiras.
As cerimónias iniciariam às 11:15, com a celebração da Santa Missa, pelo Rev. Pe. Valentim Fonseca. Pela primeira vez, esta solenidade contou com a animação do Grupo de Folclore da Associação Desportiva, Cultural e Recreativa Relvense, quer nos cânticos litúrgicos assim como nas respetivas leituras. No final da Santa Missa, o pároco proferiu uma oração de bênção sobre a bandeira do respetivo Grupo de Folclore.
Deu-se encerramento às cerimónias religiosas, com a procissão em honra do Santíssimo Sacramento, no seu percurso tradicional na aldeia de Monteiras.
No contexto recreativo programado para o festival de folclore procedeu-se à cerimónia solene do hastear das bandeiras, pelas 15:00, com a presença do Sr. Presidente do Município de Castro Daire, Fernando Carneiro, Sra. Presidente da Associação Desportiva, Cultural e Recreativa Relvense, Dra Helena Magueija, Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Monteiras, Américo Silva, Pároco de Paróquia Monteiras , Valentim Manuel Moreira Fonseca e Sr. Major, Serafim Esteves. Contamos também com a presença do Sr. Vereador da Educação e da Cultura, Dr. Rui Braguês.
O festival contou também com a participação de outros grupos tais como:
– Rancho Folclórico da Associação Independente de Sanfins de Ferreira (Paços de Ferreira)
– Rancho Folclórico Flores do Campo (Nazaré)
Por motivos de força maior não foi possível a presença do Rancho Folclórico do Paraíso de Santa Eufémia (Entre os Rios).
A festividade contou com a presença dos nossos conterrâneos e a adesão de um grande público, onde se sentiu a partilha dos verdadeiros aromas da Freguesia de Monteiras, num grandioso jantar convívio.

Lurdes Maravilha, in Voz de Lamego, ano 87/30, n.º 4415, 6 de junho 2017

Visita Pastoral de D. António Couto à Paróquia das Monteiras

img_7806

A visita Pastoral do Senhor Bispo de Lamego à Paróquia de Monteiras decorreu de 23 a 26 de Fevereiro de 2017.

Dia 23, pelas 11h00, um grupo de pessoas aguardava a chegada do senhor Bispo, D. António Couto, acompanhado pelo pároco, o senhor Padre Valentim.

Após troca de saudações e boas-vindas, D. António dirigiu-se para a escola do primeiro ciclo do ensino básico, onde foi recebido pelos professores, alunos, pessoal auxiliar e pelo senhor padre Victor Silva. Coube a um aluno dar as boas-vindas ao ilustre visitante e agradecer a sua presença, oferecendo-lhe um raminho de flores e frutos silvestres.

As crianças cantaram algumas canções alusivas ao momento, uma das quais (o girassol). Ali, cada criança era  um girassol à procura da Luz Divina, irradiada por Jesus, na pessoa do Senhor Bispo. Ler mais…

Paróquias de Cujó, Monteiras e Moura Morta têm novo pároco

_U0A7665

Pe. Valentim Fonseca: tomada de posse

O dia 13 de Setembro perdurará na memória de todos aqueles que participaram no início do ministério pastoral do Pe. Valentim Fonseca, como Pároco de Nossa Senhora da Conceição de Cujó, do Divino Espírito Santo de Monteiras e de Nossa Senhora da Apresentação de Moura Morta, na zona pastoral de Castro Daire.

Pelas 11h00, debaixo de intensa chuva, o novo Pároco foi recebido com um ramo de flores, sinal de afecto e boas vindas, em Moura Morta, na companhia do Rev. Mons. Joaquim Dias Rebelo, Vigário Geral da Diocese, do Rev. Pe. Diogo Pereira Filipe, Arcipreste de Castro Daire – Vila Nova de Paiva e do anterior Pároco. Após a proclamação do Evangelho, foi lida a Provisão com a qual o Sr. D. António Couto, Bispo da Diocese de Lamego, nomeia o novo Pároco. Na sua homilia, partindo do comentário às leituras dominicais, o Mons. Joaquim Rebelo agradeceu ao anterior Pároco o seu trabalho e pediu a todos os presentes que ajudassem o Rev. Sr. Pe. Valentim nos seus projectos pastorais naquela comunidade. No final da Santa Missa, seguiu-se um lanche partilhado com toda a população e com as muitas pessoas vindas de Ferreiros, terra natal do Sr. Pe. Valentim.

Pelas 15h00, o Sr. Pe. Valentim, juntamente com o Rev. Sr. Pe. João Carlos Morgado, Pró-Vigário Geral da Diocese de Lamego, foram recebidos na Igreja Paroquial de Monteiras. Foi uma Igreja cheia que, com alegria e simplicidade, acolheu o novo Pároco. Para além do Arcipreste e do anterior Pároco, esteve também presente o Rev. Sr. Pe. Joaquim Dionísio, Reitor do Seminário Maior. Na sua homilia, o Rev. Pe. João Carlos, entre várias ideias, recordou umas belas palavras de S. Policarpo sobre o sacerdócio. No final da Santa Missa, foi lida uma breve mensagem de agradecimento ao anterior Pároco e de boas vindas ao Sr. Pe. Valentim.

Às 17h00, teve lugar a celebração da Eucaristia na Paróquia de Cujó, onde estiveram presentes nove sacerdotes, para além do Sr. Pró-Vigário Geral e do novo Pároco. Foi especialmente recordado o pai do Sr. Pe. Bráulio, cujo funeral decorria quase à mesma hora. Ao terminar a Santa Missa, o novo Pároco agradeceu a todos a sua presença, nomeadamente àqueles que, quer da sua terra natal, quer de Vila Nova de Foz Côa, juntamente com os respectivos Párocos, quiseram marcar presença. No final, houve um lanche partilhado com todos os presentes, no salão paroquial.

Aproveito esta oportunidade para desejar ao Rev. Sr. Pe. Valentim as maiores felicidades nesta nova missão que lhe foi confiada e para agradecer a Deus e a todas as comunidades paroquiais a enorme graça que foi tê-las servido como Pároco ao longo dos últimos anos.

Pe. José Alfredo Patrício, in Voz de Lamego, ano 85/42, n.º 4329, 15 de setembro

Sacramento do Crisma na Paróquia das Monteiras

crisma1

“Recebei o Espírito Santo.” (Jo 20, 22) Estas palavras de Jesus dirigidas aos Apóstolos “ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana” (Jo 20, 19), foram escutadas com particular intensidade no passado dia 12 de Abril, na Paróquia do Divino Espírito Santo das Monteiras, com a celebração do Sacramento do Crisma, conferido pelo Sr. D. António Couto, Bispo da nossa Diocese.

À sua chegada à Igreja Paroquial, o Sr. D. António foi recebido por muitas pessoas, e saudou individualmente cada um dos 11 jovens que se preparou para receber este Sacramento da iniciação cristã. Depois de alguns momentos de oração, teve início a Santa Missa. Na sua homilia, o Sr. D. António destacou, a partir das leituras proclamadas no segundo Domingo de Páscoa, que Jesus consegue entrar, mesmo quando as portas e janelas estão fechadas e, portanto, que não há coração onde Deus não se consiga tornar presente. Dirigindo-se a todos os que o escutavam, o Sr. Bispo referiu que uma comunidade com medo, triste e fechada, não é atrativa e, muito menos, missionária. Por isso, animou que todos, e de modo especial os crismandos, fossem testemunhas da misericórdia, ou seja, da beleza, da alegria e da paz para que a comunidade cresça e se robusteça na vivência da fé.

A seguir à homilia, seguiu-se o Ritual da Confirmação, com a renovação das promessas baptismais, a oração de imposição das mãos e o rito de unção com o óleo do Crisma.

A Santa Missa, animada liturgicamente pelo coro da Paróquia, pelos novos crismados, seus pais e padrinhos, terminou com o agradecimento do Pároco, em primeiro lugar, a Deus e, também, ao Sr. Bispo pela sua presença e pelo facto de ter enriquecido a comunidade paroquial com um conjunto de jovens fortalecidos pelos dons do Espírito Santo. Aproveitou, ainda, a ocasião para agradecer o inestimável e insubstituível trabalho das catequistas na formação dos mais jovens.  Por fim, aproveitou, também, para lembrar aos crismados que a celebração do Sacramento do Crisma não é uma meta, mas sim um novo início na sua vivência e testemunho da fé cristã no ambiente onde vivem que, como posteriormente recordou o Sr. D. António, não é apenas o âmbito da paróquia, mas todo o mundo.

Já no final, os pais dos novos crismados também agradeceram ao Sr. D. António Couto as suas palavras e a bela celebração que todos tivemos ocasião de viver.

Pe. José Alfredo Patrício, in Voz de Lamego, n.º 4309, ano 85/22, de 14 de abril de 2015

MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA VISITA PARÓQUIAS

_MG_4371

O MMF, de acordo com o seu Plano Pastoral para o ano de 2014-2015, deu início às visitas de trabalho às paróquias.

No dia 21 de Dezembro, alguns elementos do Secretariado, juntamente com o seu assistente, Padre Vasco Pedrinho, reuniram-se em Mondim da Beira com um grupo de Mensageiros.

Em 28 de dezembro, houve um outro encontro com os Mensageiros das paróquias de Mesio, Lamelas, Cujó  e Monteiras. Apesar de uma tarde bastante fria, foi possível a presença de  um bom grupo de mensageiros, a quem agradecemos e, muito especialmente, aos seus párocos. Em ambos os encontros foi feita uma apresentação, em que se deu realce à importância que os últimos Papas e a Conferência Episcopal Portuguesa, deram à Mensagem de Fátima, a qual “contém uma verdade e um chamamento que, no seu conteúdo fundamental, são a verdade e o chamamento do próprio do Evangelho”, Papa João Paulo II a 12 de Maio de 1982.

Foi apresentado um resumo histórico do Movimento desde 1926 até aos nossos dias. Falou-se da importância da formação dos Mensageiros e do seu trabalho nas suas paróquias, nos três campos de pastoral: Oração, Doentes, Deficientes Físicos e Peregrinações.

Refletiu-se sobre a dinâmica que o Movimento deve ter nas paróquias, através da formação de grupos de ação/reflexão paroquial.  Estes grupos devem reunir todos os Mensageiros, pelo menos uma vez por mês, estudando o Boletim e comprometendo-se a cumprir a Mensagem: Oração, Conversão e Reparação, pedida por Nossa Senhora em Fátima, aos Pastorinhos.

Por último, fez-se alusão ao significado do tema anual do Santuário de Fátima, “Santificados em Cristo”, retirado da 4.ª Aparição.

Outros encontros estão previstos para este ano.

O Secretariado, in VOZ DE LAMEGO, n.º 4296, ano 85/09, de 13 de janeiro de 2015