Arquivo

Posts Tagged ‘Missa Nova’

Missa Nova do Padre Amadeu Lino

Padre_Mário_lino

Deus quer, o homem sonha, a fé nasce. Inspirado na célebre frase de Fernando Pessoa, Amadeu Lino não descansou enquanto não concretizou o seu sonho lindo puro da infância em ser “Padre” com o imperativo de Deus.

A Igreja Paroquial foi pequena para colher tanta gente que quis estar presente na missa nova de um filho da terra – Padre Amadeu Lino, no dia 20/12/15, às 16 horas. Foi coadjuvado com o seu pároco, três padres e ainda um acólito. Pertence à diocese de Beja. Por razões óbvias o Presidente da Edilidade – Eng Francisco Lopes enviou uma mensagem através do seu pároco. Esteve em peso toda a Junta de Freguesia e outros membros da Assembleia de Freguesia.

Nunca tinha assistido a uma missa nova e adorei na forma de estar no altar, como amor provado a Deus. O seu sorriso era o retrato vivo da alegria e de felicidade. Os olhos ficam brilhantes. Quase se perdem no infinito. A voz treme, a emoção é muita e as palavras enrolam-se de Fé.

Esta manifestação de Fé notada naquela tarde faz parte da nossa entidade como povo, e apresentou uma beleza incontornável. Vai ser rapidamente uma referência na “Diocese de Beja” pela forma inovadora de estar e pela enorme interacção com os paroquianos.

Os presentes ficaram suspensos na alocução da homilia com o encadeamento da palavras de um acto de Fé, a culminar em alegria e em bênção que traçou como guia e farol o caminho de Deus verdadeiro programa de vida: idoneidade e sagacidade; espiritualidade e humanidade; exemplaridade e felicidade; caridade e verdade; respeito e humildade.

Ao fim houve um lanche – convívio numa das salas da ex. escola primária.

Esta manifestação de Fé vale mais do que mil palavras.

Viriato Lemos,  in Voz de Lamego, ano 86/09, n.º 4344, 5 de janeiro de 2016

Paróquia de Ferreiros | MISSA NOVA | Pe. Valentim Fonseca

 

_MG_7387

No dia 19 de Julho, esta comunidade cristã da Paróquia de Nossa Senhora das Candeias, de Ferreiros, viveu intensamente um dos maiores dias da sua história, a Missa Nova de um dos seus filhos. O Senhor Pe. Valentim Manuel Moreira da Fonseca.

Nunca esta comunidade teve na sua história tal acontecimento, e por isso a sua alegria foi redobrada.

Este acontecimento começou em Novembro de 2014 com a sua ordenação diaconal, reforçou-se no dia 5 de Julho de 2015 com a ordenação presbiteral e atingiu o máximo com a Missa Nova neste dia.

Todos estes passos foram previamente preparados com vigílias de oração em que muita gente participou, mas na Missa Nova foi participação total.

Com antecedência distribuíram-se tarefas, que todos aceitaram com alegria e entusiasmo. É de louvar a colaboração de toda a paróquia na preparação deste evento.

Toda a gente foi convidada e toda a gente participou

Uns colaboraram na preparação e celebração da liturgia, orientados pela D. Inês, outros nas ornamentações, orientados pela D. Delfina, e outros na preparação de um repasto, orientados pela D. Lucília.

Cada qual timbrou por ser o melhor e foi um encanto a maneira como tudo foi feito.

Nas ornamentações destaco a passadeira que conduziu o cortejo da Residência paroquial para a Igreja, projectada e executada pelo jovem Luís Saavedra e a ornamentação da própria igreja, tão bela como nunca ninguém a tinha visto.

Na celebração da Eucaristia, a Igreja foi pequena para conter a multidão, foi necessário instalar aparelhagem de som e imagem no exterior.

No início a D. Margarida Saavedra, saudou a assembleia presente, manifestando o grande contentamento e salientando a acção dos sacerdotes, afirmando: “agarrados à tua estola, à tua casula, às tuas mãos que perdoam animam e santificam, queremos contigo santificar o mundo.”

O grupo Coral animou de forma excelente a mesma celebração

Na acção de graças intervieram o pároco que salientou as dificuldades do neo-sacerdote para chegar a este dia, a mãe dele, que nesse dia fez 80 anos, e incentivou a que surgissem mais vocações.

Intervieram também o Sr. Presidente da Junta, agradecendo a presença de todos, o grupo de Jovens que ofereceu duas lembranças muito significativas, e a Sr. Professora Adelaide Brilhante, que lhe ofereceu um quadro de sua autoria, pintando o lema do novo sacerdote: “vem e segue-me.”

O neo-sacerdote, emocionado, agradeceu a todos, o apoio que sempre teve na paróquia e em especial o do seu Pároco

De salientar também a presença de numerosos sacerdotes, quer onde estagiou, bem como outros que estavam presentes por motivo de amizade.

Da paróquia de Nossa Senhora do Pranto, de Vila Nova de Foz Côa, veio uma grande delegação, que ofereceu a todos os presentes uma recordação artesanal, muito bela.

No final uma multidão cumprimentou o Sr. Pe Valentim, e terminou o dia com um convívio em volta das mesas colocadas no Largo dos Combatentes do Ultramar.

A junta de freguesia preparou previamente o local e um grande grupo de colaboradores, apresentou um autêntico banquete, onde além da abundância, timbrava também pela apresentação e pela qualidade.

Já perto do final foi partido o bolo, que enchia o coreto, pelo novo sacerdote e pelo pároco.

Parabéns e muitos êxitos apostólicos no espaço pastoral que te for confiado.

 

O Grupo de Jovens de Ferreiros, in Voz de Lamego, ano 85/26, n.º 4323, 21 de julho

Paróquia da Penajóia | MISSA NOVA | Pe. Fabrício Pinheiro

0JC_0117

No dia 12 de julho, a paróquia do Santíssimo Salvador da Penajóia, revestiu-se de festa, pois um dos seus filhos, o padre Fabrício António Pinheiro Correia, que tinha sido ordenado presbítero no dia 05, regressava à sua comunidade para celebrar a Missa Nova. À Penajóia acorreu um grande número de pessoas, destacando-se vários sacerdotes, entre os quais dois conterrâneos e dois antigos párocos.

Na homilia da celebração, o neo-sacerdote, apresentou o tema da missão como núcleo fundamental da liturgia desse domingo. Todos somos chamados, a exemplo de Amós e dos primeiros discípulos de Jesus a evangelizar os irmãos, mesmo que seja preciso desinstalarmo-nos.

No final da celebração foi apresentado um diaporama preparado pela família, onde se resumia o percurso vocacional do padre Fabrício. No final, o pároco, padre José Fernando, agradeceu a presença de todos, salientando as várias vocações que surgiram da comunidade. Terminou, lançando um repto: deixarmos de nos lamentar pelas vocações que surgem, e lembrar-mo-nos de dar graças a Deus, por aqueles que chama. O presidente da celebração, fez um oração de ação de graças onde agradeceu a Deus e à família tudo o que recebeu.

 Terminada a celebração da Eucaristia, o padre Fabrício ficou na igreja para receber os cumprimentos de todos os que desejassem. Houve ainda tempo para um momento de convívio no espaço da adega cooperativa da Penajóia, onde foi repartida uma refeição fraterna. Fazemos votos que o sr. padre Fabrício que saiba viver segundo o lema que escolheu para a sua ordenação presbiteral: “Para mim viver é Cristo” (Fl 1, 21) configurando-se com Cristo Bom Pastor.

SML, in Voz de Lamego, n.º 4321, ano 85/35, de 14 de julho de 2015