Arquivo

Posts Tagged ‘Jovens’

Formação de Jovem da Zona Arciprestal de Resende

thumb_IMG_7269_1024

No passado dia 5 de dezembro, decorreu no Seminário Menor de Resende, uma atividade em que a tónica principal era a proposta do Papa Francisco acerca do facto de este ano litúrgico celebrarmos o ano da Misericórdia.

Nesta dinâmica participaram os jovens de São João Batista de Felgueiras, de São João de Fontoura, de Santíssimo Salvador de Resende e de São Martinho de Mouros que assistiram atentamente à explicação do que era e o que se propunha fazer no âmbito desta iniciativa eclesial.

Assim, a palestra foi iniciada com a participação de senhores padres, o Sr. Pe. João Carlos cuja função era explicitar-nos a contextualização do ano da Misericórdia articulada com passagens da Bíblia para que pudéssemos compreender melhor a sua dinâmica. Por sua vez, o Sr. Pe. Diamantino expôs, através de um powerpoint, a sua visão acerca da importância da Reconciliação para a vivência da Misericórdia.

Contámos, também, com a presença de um professor de Educação Moral Religiosa Católica, António Augusto Silva da Diocese do Porto, que nos despertou a atenção para um exame de consciência que visava, não só as obras de Misericórdia corporais, como também as obras de Misericórdia espirituais e, posteriormente, um seminarista, Diogo Martinho, que nos elucidou sobre os principais pontos redigidos na Bula “O Rosto da Misericórdia” que o Papa redigiu acerca da Misericórdia.

Entre estas apresentações expositivas, os jovens intervieram numa representação das obras de Misericórdia.

No final da sessão, o almoço reforçou a convivência entre todos os presentes envolvidos num ambiente de Misericórdia fraternal. Saímos com o intuito de expandir esta esfera espiritual junto do próximo.

Ana Cláudia, Gotas d’Orvalho, in Voz de Lamego, ano 85/54, n.º 4341, 15 de dezembro

Paróquia de Ferreiros | MISSA NOVA | Pe. Valentim Fonseca

 

_MG_7387

No dia 19 de Julho, esta comunidade cristã da Paróquia de Nossa Senhora das Candeias, de Ferreiros, viveu intensamente um dos maiores dias da sua história, a Missa Nova de um dos seus filhos. O Senhor Pe. Valentim Manuel Moreira da Fonseca.

Nunca esta comunidade teve na sua história tal acontecimento, e por isso a sua alegria foi redobrada.

Este acontecimento começou em Novembro de 2014 com a sua ordenação diaconal, reforçou-se no dia 5 de Julho de 2015 com a ordenação presbiteral e atingiu o máximo com a Missa Nova neste dia.

Todos estes passos foram previamente preparados com vigílias de oração em que muita gente participou, mas na Missa Nova foi participação total.

Com antecedência distribuíram-se tarefas, que todos aceitaram com alegria e entusiasmo. É de louvar a colaboração de toda a paróquia na preparação deste evento.

Toda a gente foi convidada e toda a gente participou

Uns colaboraram na preparação e celebração da liturgia, orientados pela D. Inês, outros nas ornamentações, orientados pela D. Delfina, e outros na preparação de um repasto, orientados pela D. Lucília.

Cada qual timbrou por ser o melhor e foi um encanto a maneira como tudo foi feito.

Nas ornamentações destaco a passadeira que conduziu o cortejo da Residência paroquial para a Igreja, projectada e executada pelo jovem Luís Saavedra e a ornamentação da própria igreja, tão bela como nunca ninguém a tinha visto.

Na celebração da Eucaristia, a Igreja foi pequena para conter a multidão, foi necessário instalar aparelhagem de som e imagem no exterior.

No início a D. Margarida Saavedra, saudou a assembleia presente, manifestando o grande contentamento e salientando a acção dos sacerdotes, afirmando: “agarrados à tua estola, à tua casula, às tuas mãos que perdoam animam e santificam, queremos contigo santificar o mundo.”

O grupo Coral animou de forma excelente a mesma celebração

Na acção de graças intervieram o pároco que salientou as dificuldades do neo-sacerdote para chegar a este dia, a mãe dele, que nesse dia fez 80 anos, e incentivou a que surgissem mais vocações.

Intervieram também o Sr. Presidente da Junta, agradecendo a presença de todos, o grupo de Jovens que ofereceu duas lembranças muito significativas, e a Sr. Professora Adelaide Brilhante, que lhe ofereceu um quadro de sua autoria, pintando o lema do novo sacerdote: “vem e segue-me.”

O neo-sacerdote, emocionado, agradeceu a todos, o apoio que sempre teve na paróquia e em especial o do seu Pároco

De salientar também a presença de numerosos sacerdotes, quer onde estagiou, bem como outros que estavam presentes por motivo de amizade.

Da paróquia de Nossa Senhora do Pranto, de Vila Nova de Foz Côa, veio uma grande delegação, que ofereceu a todos os presentes uma recordação artesanal, muito bela.

No final uma multidão cumprimentou o Sr. Pe Valentim, e terminou o dia com um convívio em volta das mesas colocadas no Largo dos Combatentes do Ultramar.

A junta de freguesia preparou previamente o local e um grande grupo de colaboradores, apresentou um autêntico banquete, onde além da abundância, timbrava também pela apresentação e pela qualidade.

Já perto do final foi partido o bolo, que enchia o coreto, pelo novo sacerdote e pelo pároco.

Parabéns e muitos êxitos apostólicos no espaço pastoral que te for confiado.

 

O Grupo de Jovens de Ferreiros, in Voz de Lamego, ano 85/26, n.º 4323, 21 de julho

Paróquia de Tabuaço | Escolas de vivência da Fé | 2015

12 de junho 2015_6

Ao longo do ano pastoral de 2014-2015, todos os meses, de outubro a junho, jovens e adultos da paróquia de Tabuaço participaram em várias sessões da Escola da Fé que se realizaram no Centro Paroquial de Tabuaço.

Em cada Escola da Fé, falámos e explorámos uma das oito Bem-aventuranças. Estas sessões foram dirigidas pelo Padre Giroto, responsável pelas escolas da Fé no Arciprestado de Moimenta da Beira, Sernancelhe, Tabuaço, e também pelo Padre Bráulio (ambos párocos em Alvite, Leomil e Sever).

A Escola da Fé serviu para enriquecer os nossos conhecimentos, debruçando-nos especialmente sobre as Bem-aventuranças, mas abordando outros temas, como a família, os jovens, os idosos, a missão de cada um e de cada grupo, na Igreja e na sociedade do nosso tempo, procurando acolher a mensagem de Jesus e tornando-se missionário para os outros.

Neste ano pastoral, as escolas da fé serviram para integrar alguns adultos que se propuseram a celebração do Crisma, para lá de uma presença constante do grupo de jovens (GJT).

A última sessão da Escola da Fé foi no dia 12 de junho, festa do Sagrado Coração de Jesus, terminando com um pequeno convívio, com a partilha de bolos e sobremesas, acentuando outra dimensão importante das escolas da fé, o encontro e a convivência, promovendo a proximidade e a amizade, entre os diversos grupos paroquiais e pessoas de diferentes idades e sensibilidades.

Uma palavra de agradecimento àqueles que nos ajudaram a aprofundar a nossa fé e a refletir a mensagem de Deus. Esperamos que nos próximos anos mais pessoas aproveitem.

Sara Santos, in Voz de Lamego, n.º 4320, ano 85/33, de 30 de junho de 2015

XII Festival Diocesano da Canção de Mensagem

collagefest_wm

No passado dia 6 de Junho decorreu no Teatro Ribeiro Conceição, o XII Festival Diocesano Jovem da Canção Mensagem, sob o tema “Felizes os puros de coração” e o Grupo de Jovens da Sé (GJS) esteve presente!

Este ano participaram oito grupos, Caminho de Esperança – Salzedas, Grupo de Jovens da Sé – Lamego, Cunha – Ponte do Abade / Sever – Arcas, Grupo de Jovens de Tabuaço, Almacave Jovem – Lamego, Chama de Esperança – Sendim, Arautos da Alegria – Tarouca e Jovens sem Fronteiras Vila da Ponte. O dia foi passado em diversas atividades onde os vários grupos tiveram a oportunidade de se conhecer e de partilhar o mesmo Amor que têm a Jesus Cristo. Um dos momentos altos foi a celebração da Eucaristia, onde todos juntos celebraram a Alegria de serem Cristãos.

E chegou a noite e o espetáculo começou!

Com os “suspeitos” do costume a apresentar passamos um serão cheio de alegria, boa música e principalmente de comunhão com todos os presentes. O público estava ao rubro e o palco a explodir de talento. Todos os grupos tiveram uma excelente prestação, mas existia apenas 6 prémios. Enquanto o Júri deliberava fomos presenteados com a atuação do grupo D’abar de Vila Real que conseguiu envolver toda a plateia e nos proporcionou um momento que nos vai ficar para sempre na nossa memória, depois de um momento de interação com o público rezamos a Oração do Pai Nosso num ambiente de grande partilha e comunhão fraterna! E finalmente chegara o momento da entrega dos prémios, o Prémio Ser foi entregue aos Jovens sem Fronteiras de Vila da Ponte, o Prémio Instrumental foi entregue aos Arautos da Alegria (Tarouca), o Prémio de melhor Letra foi para Almacave Jovem (Lamego), em terceiro lugar ficou Chama de Esperança (Sendim), em segundo lugar ficou o Grupo de Jovens de Tabuaço e no tão afamado primeiro lugar ficou o Grupo de Jovens da Sé (GJS – Lamego) acumulando também o prémio de melhor interpretação. Quando o Sr. Bispo D. António Couto anunciou o vencedor do XII Festival Diocesano Jovem da Canção Mensagem, os restantes elementos do GJS presentes na plateia explodiram de Alegria e orgulho pelos seus sete Magníficos (Ana Rita Guedes – Violino, Francisco Silva – Piano, João Pedro Duarte – Guitarra, Joana Neto – Voz, José Pedro Montenegro – Cajon e Voz, Rui Pedro Monteiro – Flauta Transversal e Tiago Torres – Baixo e Voz)!

E mais um ano o Festival Diocesano Jovem da Canção Mensagem foi um sucesso estando de parabéns toda a sua equipa de organização e os participantes que nos brindaram com bonitas mensagens de Amor, Esperança e Paz!

Susana Santos, in Voz de Lamego, n.º 4317, ano 85/30, de 9 de junho de 2015

Participação dos Jovens da Diocese de Lamego no Fátima Jovem 2015

fatima-jovem

Fátima Jovem 2015 – SDPJ Lamego

Como peregrinos que fomos e somos, sentimos com alegria o acolhimento e a partilha de todos os outros. Assim, agradecemos ao movimento eclesial Mambré pela cedência da casa, ao Município de Tarouca pela oferta de um autocarro e à Casa dos Pastéis de Fátima pelo pequeno-almoço.

Aos 150 participantes do Fátima Jovem 2015, ide com amor construir a Família de Deus!

Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil

Felizes com Maria, a cheia de graça

Fátima Jovem

Um convívio único e maravilhoso que todos os anos Nossa Senhora nos proporciona. Poder conviver com jovens de outras dioceses, conhecer um pouco mais da nossa missão como jovens, e ao mesmo tempo estar em contacto direto com Maria Nossa Mãe durante todo o fim-de-semana, è uma experiencia que fica sempre marcada nos nossos corações e na nossa vida.

Como todos os anos, são elaboradas atividades fundamentais como o acolhimento, orações, depoimentos, concertos de oração, entre outras, que contribuem para uma profunda reflexão, partilha e prática da mensagem principal, a FÉ.

Segue o chamamento de Deus, Deus está em tudo, Deus é a nossa salvação.

Mais um Fátima Jovem se realizou!

Este ano sobre o tema “Felizes como Maria a cheia de graça”.

Este ano a Diocese de Lamego esteve bem representada com cerca de 140 jovens. Estiverem presentes os grupos de jovens de Santiago de Piães, de Moimenta-Cinfães e de Tendais, do arciprestado do Montemuro. Do arciprestado do Varosa os grupos de jovens de Tarouca e de Salzedas. Do arciprestado do Távora os grupos de jovens de Leomil, de Alvite, de Moimenta da Beira, de Caria, de Tabuaço e da Cunha. Do arciprestado do Alto Douro o grupo de jovens de Foz Côa. Do arciprestado de Lamego os grupos de jovens de Almacave, de Sande e da Penajoia.

 O Fátima jovem teve vários momentos de oração, também não faltando momentos de animação sempre com direção de mensagem. Acredito profundamente que estes jovens depois deste Fátima Jovem vieram felizes, e como Maria também cheios de graça. Desde o primeiro momento, a oração da manhã, passando pelo acolhimento, a oração mariana, até à eucaristia e à oração do envio tudo muito bem conseguido e respeitado pelos nossos jovens.

José Manuel (Grupo de Jovens de Santiago de Piães)

in Voz de Lamego, n.º 4312, ano 85/25, de 5 de maio de 2015

Almacave: Jovens e crismandos em Retiro no Seminário de Resende

jovens-almacave-retiro

Realizou-se no Seminário de Resende, nos dias 10 a 12 de abril, o Retiro Anual 2015 do grupo Almacave Jovem e do grupo de Crismandos da Paróquia de Santa Maria Maior de Almacave. Este retiro tinha como objetivo, como vem acontecendo há 9 anos, não só revigorar a Fé dos Jovens, como também integrar no grupo Almacave Jovem os que vão receber o Sacramento da Confirmação no dia 31 de Maio.

 O Retiro foi iniciado por um jantar de convívio seguido das apresentações dos diversos jovens de modo a criar, desde logo, uma certa ligação e empatia entre os mesmos. Estes momentos foram o início da gestação do espirito de amizade e de interajuda entre todos, que mais tarde se veio a confirmar pelos próprios. Assim, começava uma intensa caminhada de tês dias, para os cinco grupos em que foram divididos os 74 jovens participantes.

O retiro teve como tema de fundo a expressão bíblica que nos reporta ao encontro de Jesus Ressuscitado com Tomé, “ Felizes os que acreditam sem terem visto” e que esteve presente durante esses dias através de palestras e de diversas atividades planeadas pelo grupo de Jovens. Foi uma surpresa a descoberta de que, como pelos cinco sentidos, podemos criar relações de intimidade e de oração com Jesus. No sábado à noite, tivemos um longo tempo de Oração de Taizé com a adoração da Cruz. Foi um momento muito forte de intensa reflexão e de silêncio a que não estávamos habituados. No domingo, animamos liturgicamente e participámos na Eucaristia da Comunidade Paroquial de Resende, à qual se seguiu um almoço bem fraterno que juntou o Grupo de Jovens, os Crismandos, alguns pais e familiares.

No final do retiro, e já na sala onde tínhamos as reflexões em conjunto, foram muitos os testemunhos que surgiram dos jovens participantes e também dos pais que ali estavam presentes. Todos foram unânimes ao assegurar que durante a nossa estadia no Seminário Nossa Senhora de Lourdes foram vivenciadas fortes emoções que passaram por um crescimento na fé, conseguido através de vários momentos de oração e de reflexão individual e ainda o fortalecimento dos laços afetivos.

  Todos estes momentos vividos marcaram de forma muito positiva todos os jovens com vontade de assumir o “ser cristão” sem quaisquer preconceitos, como também, o encontrar o nosso Deus que está presente em cada um de nós.

Aqui deixamos uma mensagem comum: na amizade criada, na oração e nas reflexões havias, todas as expectativas foram excedidas. Vale a pena refugiarmo-nos durante um fim-de-semana para nos encontrarmos com Deus, com os outros e connosco próprios. O nosso obrigado a todos os que nos permitiram viver desta forma estes dias.

André CorucheAna Alexandra Ribeiro – Crismandos da Paróquia de Almacave.

in Voz de Lamego, n.º 4309, ano 85/22, de 14 de abril de 2015

Pastoral Juvenil | ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO | Sim?

IMG_2142Sábado 27 de setembro, dia da Igreja diocesana, marcou o início do novo  ano de atividades e o Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil (SDPJ) de Lamego  aproveitou esta ocasião para apresentar a programação anual com uma noite de adoração ao Santíssimo, no Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego, pois a melhor forma de iniciarmos a nossa caminhada é estarmos com Ele, já que sem Ele nada faz sentido.

Foi este o testemunho de comunhão que deram mais de 120 jovens que participaram na atividade. Com efeito, muitos foram os que abdicaram do descanso depois ou antes de um dia intenso de vindima ou da apanha da maçã, outros ainda tinham festas na Paróquia e preferiram chegar mais tarde para poderem estar com Ele, isto sem contar com os quilómetros e a hora tardia.

Esta noite testemunhou, neste retomar das atividades, que os jovens ainda dizem sim, ainda são loucos, loucos da loucura de Deus, do amor de Deus, deste amor que nos transforma, este amor que nos faz deixar de lado o nosso egoísmo para nos encontramos com Ele e com os outros.

A adoração que foi sucessivamente orientada pelos Arciprestados do Varosa, Távora e Alto Douro e finalmente pelo Arciprestado de Lamego seguiu as temáticas adotadas pelo SDPJ de Lamego para esta temporada de 2014-2015. Num primeiro momento, o tema da Família constituiu o fio condutor, tema que será aliás o fio condutor de toda a ação diocesana como propõe D. António Couto na Carta Pastoral “Ide e construi  com mais amor a família de Deus”. Num segundo momento, o ambiente próprio às orações de Taizé encheu a Igreja dos Remédios num tempo de preparação para a festa dos 75 anos da Comunidade de Taizé e dos 100 anos do seu fundador, o Irmão Roger.

Para finalizar, uma pequena ceia permitiu um momento de convívio e a entrega do documento com a programação anual da Pastoral Juvenil, programação que só tem razão de ser com a dedicação de cada jovem, fortemente demonstrada nesta noite de adoração ao Santíssimo.

Com Ele, contigo, juntos vamos conseguir crescer, crescer na fé, basta dar o nosso sim ou não…Sim?

Anthony Nascimento, VOZ DE LAMEGO, 30 de setembro de 2014, n.º 4282, ano 84/44

A ESCRAVIDÃO DO IMEDIATO

imagens-tumblr-felicidade-liberdade-cute-brushes-photoscape-by-thata-schultz002_large

«É necessário ajudar os jovens a superarem a escravidão do imediato. Para isso, eles têm de compreender que a liberdade que possuímos não consiste tanto em fazer aquilo que nos apetece, mas sim em fazer o bem porque o queremos de verdade. Ser livre não é a mesma coisa que ser caprichoso. A liberdade não nos foi dada somente para escolher iogurtes num hipermercado».

Que palavras tão sábias! Numa época em que temos tanta sensibilidade para este conceito (liberdade), também temos de tomar cuidado para não ficarmos somente numa visão empobrecida e reduzida do que ela significa.

Na educação dos filhos, é muito conveniente ensinar-lhes a serem ponderados no exercício da sua liberdade. É preciso que aprendam a decidir perguntando-se antes: isto que me apetece é conveniente para mim? É uma necessidade real, ou é um simples capricho? É justo gastar este dinheiro quando tantas pessoas por aí estão a passar dificuldades?

Na tarefa educativa, os pais têm de ajudar os filhos a quererem de verdade aquilo que é o melhor para eles, e a não se deixarem levar pelo que é mais atraente à primeira vista. Isto é o que significa superar a escravidão do imediato.

No entanto, existe uma característica da vida hodierna que não facilita nada essa superação: a falta de ponderação. É com a ponderação que uma pessoa pode suscitar em si mesma essa força de vontade que a faz atrasar uma satisfação imediata, por ter em vista um bem maior pelo qual vale a pena esforçar-se.

Os jovens têm de perceber que a liberdade é uma certa abertura ao infinito. Nós, cristãos, sabemos que ela é um dom gratuito de Deus, que Ele nos deu precisamente para chegarmos até Ele e não nos contentarmos somente com os iogurtes do hipermercado.

A liberdade é uma capacidade radical. A juventude sempre gostou desta palavra porque é radical por definição. Mas se os jovens não entenderem bem esta capacidade, podem acabar por chegar à brilhante conclusão de que ela deve servir para fazer desportos radicais. Desportos que têm imensa “piada” precisamente porque vão unidos à “emoção” de arriscar a própria vida.

A liberdade é uma capacidade radical de sermos protagonistas da nossa própria vida. De sermos os nossos próprios pais. De sermos aquilo que de verdade queremos ser.

Como tantas vezes nos repetiu João Paulo II, a liberdade não é só, nem sobretudo, uma escolha de algo concreto, mas, dentro dessa escolha, uma decisão sobre nós mesmos. A pessoa constrói-se ou destrói-se através dos seus próprios actos. Isso é o que significa ser livre.

Por isso, a escravidão do imediato é um problema de falta de liberdade. Ou talvez seja, antes disso, uma consequência lógica de acharmos que temos essa capacidade só por causa dos iogurtes.

Pe. Rodrigo Lynce de Faria, in VOZ DE LAMEGO, n.º 4280, de 16 de setembro de 2014

Projeto +SER | CAMINHAR PARA OS VALORES

31- Dia 27 - Parque Biológico - GrupoO Projeto +SER (CLDS+ de Lamego) realizou nos dias 27 e 28 de agosto um conjunto de atividades com crianças de 9 e 10 anos a que designou “Caminhar para os Valores”. O objetivo desta iniciativa foi proporcionar uma reflexão sobre alguns valores, através de momentos lúdicos e pedagógicos às 14 crianças das Freguesias de Penajóia, Cambres e Samodães. Esta ação foi possível pela colaboração e parceria das diversas entidades envolvidas: Juntas de Freguesia de Penajóia, Cambres e Samodães, Câmara Municipal de Lamego e a empresa Douro à Vela.

O dia 27 foi vivido na íntegra no Parque Biológico da Serra das Meadas, à volta da dinâmica “Eu… e o que nos envolve”. Este espaço agradável e cuidado ofereceu um conjunto de atividades que procurou alertar e fazer sentir o respeito que temos de ter com o meio ambiente, com os animais selvagens e a sua importância para o ecossistema. A beleza da nossa floresta e paisagem só poderá persistir se todos colaborarmos respeitando e cuidando da natureza.

No dia 28 as crianças envolvidas viveram pela primeira vez uma experiência única, um passeio de barco pelo rio Douro. Os passeios de barco são comuns na nossa região e para algumas das crianças não é novidade, só o foi porque o barco em causa era um veleiro. O Projeto +SER definiu que nessa manhã as crianças se envolvessem com o “Eu… o outro… o grupo”. A empresa Douro à Vela, através do Sr. António, conduziu as crianças pelo rio Douro, junto ao cais de Folgosa, e num tom pedagógico foi mostrando cada parte integrante do veleiro. Navegar através de um veleiro implica um trabalho de equipa, em que cada elemento deve estar atento às suas funções e responsabilidades para que o barco possa navegar em bom ritmo. Envolvendo as crianças nas tarefas do veleiro e apesar de o vento não ter sido abundante, a serenidade do rio, a paciência do comandante e a brisa que, de quando em quando brotava, fez-nos regressar ao cais ao ritmo do vento. A tarde foi vivida no encontro com a nossa história, “Eu e a nossa história”, na visita ao Castelo, Cisterna e Museu de Eletricidade, na Casa do Bordalos. A riqueza do Património de Lamego merece o nosso respeito e cuidado a defesa destes valores começam desde a infância. O Projeto +Ser considera positiva esta atividade ao permitir que algumas das crianças, por vezes esquecidas em tempo de férias nas nossas aldeias, pudessem caminhar unidas e com valores.

JM, in VOZ DE LAMEGO, 2 de setembro de 2014, n.º 4278, ano 84/40

Ainda as Jornadas Diocesanas da Juventude

DSC02085

A última edição do Jornal da Diocese de Lamego, VOZ DE LAMEGO, entre notícias e reflexões que propõe aos seus leitores, procurando que a mensagem do Evangelho chegue mais longe e mais fundo e simultaneamente que a informação sobre acontecimentos aproxime pessoas e comunidades, dá destaque, como não poderia deixar de ser, à XXIX Jornada da Juventude, que se realizou nos dias 16 e 17 de maio, em Freixo de Numão, no Santuário de Nossa Senhora da Carvalha.

As Zonas Pastorais de Mêda e de Foz Côa congregaram esforços, com as entidades locais, e com a presença solícita do Secretariado Diocesano da Juventude (SDPJ de Lamego), para que os jovens vivessem bem estes dias de festa, encontro, partilha, de vivência da fé cristã. Ler mais…