Arquivo

Posts Tagged ‘Grupo de Jovens da Sé’

Grupo de Jovens da Sé: Férias com Deus

No passado dia 13 do mês de agosto, após a obrigação dominical, o Grupo de Jovens da Sé rumou a Mira para mais umas “férias com Deus”.

Depois de uma viagem em que reinou a alegria e a boa disposição, finalmente chegamos ao nosso destino! À nossa espera já estava a responsável da Casa da Sagrada Família que nos ia acolher ao longo de alguns dias.

Após arrumarmos a bagagem partilhamos o almoço num ambiente de profunda comunhão! E chegou a hora de irmos a banhos nas águas gélidas do mar de Mira!

Num ambiente de descontração, mas nunca descorando as orações da manhã, das refeições e da noite, passamos uns dias fabulosos. O sentimento que reinou foi de total amizade para com todos e mesmo apesar de algumas “brincadeiras” noturnas reforçamos o Amor que nos une a Jesus Cristo!

Foram simplesmente maravilhosos os dias que passamos juntos! Mais uma vez o Grupo de Jovens da Sé demonstrou que mesmo de férias, continua a ser um grupo unido, coeso e amigo do seu próximo!

É muito bom partilhar o Amor Misericordioso de Deus!

in Voz de Lamego, ano 87/40, n.º 4425, 29 de agosto 2017

Retiro GJS – Maleitas e Curas

O passado fim-de-semana de 8 e 9 de Julho foi para o Grupo de Jovens da Sé (GJS) um retiro marcado pela reflexão, pelo debate, e pela boa disposição, contando já com a presença dos novos membros, “mortinhos” por começar a nova etapa da sua vivência enquanto jovens cristãos. A caminhada física precedeu a caminhada espiritual, partindo o grupo logo pela manhã de Sábado da escadaria d’os Remédios. Nem a torreira matinal, nem o queixume dos músculos impediu a chegada à Quinta da Capela, um local que mais uma vez se mostrou maravilhoso ao “evento” (um agradecimento à família Neto!).

Após o reabastecimento do almoço começaram os trabalhos. Numa sociedade onde os conhecimentos médicos e aquilo que sabemos sobre as doenças que afectam o ser humano, as maleitas, interligadas com textos bíblicos, serviram de ponto de partida à reflexão. Deixando apenas um cheirinho do muito reflectido, quantas vezes espirras bisbilhotice e tosses maldizer? Qual a última vez que padeceste de “martice”? (Referência ao episódio de Marta e Maria, em que Marta se esqueceu que, conquanto importante, para tudo há tempo e lugar.) Nós somos, repetimo-lo em cada Eucaristia, o corpo de Deus. Se um membro desse corpo se encontra doente, todo o corpo se ressente, e desvia os esforços para a cura. Ler mais…

Lamego no XI Festival Nacional Jovem da Canção Mensagem

jovens-se-fatima4

Decorreu em Fátima no passado sábado, 10 de Dezembro, o XI Festival Nacional Jovem da Canção Mensagem, organizado pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil, com o tema “Bem-aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia”. Contou com a participação de várias dioceses do país, incluindo Lamego, representada pelo Grupo de Jovens da Sé.

O dia começou bem cedo, com saída de Lamego às 7h para que pudéssemos participar nas actividades preparadas pela organização para os grupos participantes: workshops e reflexões sobre a mensagem em forma de canção e, naturalmente, os devidos ensaios e testes de som para que nada falhasse no momento de actuar. Partimos com a expectativa de partilhar mais uma experiência em grupo e com outros jovens do país inteiro, sempre com Cristo no horizonte. Foi precisamente isto que encontrámos, jovens com vontade de cantar a misericórdia, dispostos a partilhar alegria, boa disposição e, sempre que necessário, material sonoro.

À noite, depois de um dia preenchido, chega a hora de mostrar às claques das dioceses as canções e, acima de tudo, a mensagem na qual os grupos colocaram o seu trabalho e empenho. Às várias canções, a plateia do Centro Pastoral Paulo VI ia respondendo com um entusiasmo muito próprio e que por si justificava o esforço dos participantes. No entanto, haviam ainda os prémios e, neste departamento, o júri reservou a Lamego o 3º Lugar, atribuindo a Vila Real o 2º Lugar e o prémio de vencedor à diocese de Lisboa. O prémio maior, ainda assim, foi a partilha de Fé que se viveu entre todos durante o dia.

Não podemos deixar de agradecer ao nosso DDPJ, por todo o apoio na preparação para o Festival, à organização por toda a disponibilidade e aos jovens que vieram connosco de Lamego para viver esta experiência e sem os quais ela não faria sentido.

Tiago Torres, GJS,

in Voz de Lamego, ano 87/06, n.º 4391, 13 de dezembro de 2016

Grupo de Jovens da Sé em Peregrinação a Fátima

jovens-se-fatima1

No passado dia dez do mês de Dezembro o Grupo de Jovens da Sé, juntamente com os adolescentes e crismandos, rumaram ao Santuário de Fátima em peregrinação. Saímos de Lamego muito entusiasmados pois rumávamos ao Santuário da Mãe!

Chegados a Fátima iniciamos a nossa peregrinação com a História das aparições aos pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco, que comemorarão o seu centenário no próximo 13 de Maio de 2017. Refletimos na importância da aparição de Nossa Senhora aquelas crianças tão humildes que passavam os seus dias a cuidar do seu rebanho na Cova de Iria. O que nos mostra que Deus nunca se esquece do seu povo e em 1917 por intercessão de Maria demonstrou novamente que o seu Amor por nós é eterno e misericordioso. Durante a tarde realizamos uma via sacra “Cruz Segredo de Amor” com a Santíssima Virgem, onde percorremos  as quinze estações sob o ponto de vista de Maria, Mãe Imaculada que sofreu ao acompanhar o seu filho para a morte para remir o Mundo de todos os seus pecados. Este ato de Amor pela Humanidade deixou-nos a refletir sobre os nossos próprios atos, se temos vivido de forma correta e se nos temos doado ao nosso próximo. Seguidamente, visitámos as casas onde habitaram os pastorinhos, sendo que estas  ainda se encontram como na época em que as aparições decorreram. Depois de termos alimentado a alma fomos alimentar o corpo. E pelas 20h00 no centro Paulo VI assistimos ao XI Festival Nacional Jovem, Canção Mensagem 2016 promovido pelo Departamento Nacional da Pastoral Juvenil com o tema “Bem Aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia” (Mt 5,7). Este festival para a Paróquia da Sé teve um grande significado, pois o Grupo de Jovens da Sé representado pelos nossos sete magníficos (Carolina Queijo, Francisco Silva, Joana Neto, João Pedro Duarte, Luís Lemos, Rui Pedro Monteiro e Tiago Torres) representou a diocese de Lamego, tendo conseguido um honroso 3ºlugar. Foi num ambiente de verdadeira comunhão que decorreu o Festival, em que os jovens participantes transmitiram uma mensagem cheia de Amor, Partilha e União com Jesus Cristo. Citando o refrão da música do Grupo de Jovens da Sé “ Segue o tempo, segue a luz, segue e canta a Jesus, abre o teu coração e deixa-O entrar”, pois só de coração aberto estamos disponíveis para acolher o grande Amor que Deus tem por todos nós e nesse sentido deixamos de ser “nós” e passamos a ser “Um”.

No dia seguinte, peregrinamos pelo Santuário. Cada passo que percorríamos aproximava-nos cada vez mais de Maria que naquele local se sente tão presente com o seu coração Imaculado que zela por todos nós e nos conforta em todos os momentos da nossa vida.

Regressamos a Lamego com o coração a transbordar de Amor e com a alma a rejubilar. Aqueles dois dias que vivemos de uma forma tão intensa trouxeram-nos uma lufada de ar fresco à nossa Fé e vão contribuir para que vivamos este advento com uma maior entrega ao nosso próximo desapegando-nos de tudo o que não nos faz falta e aprendendo com a humildade daqueles pastorinhos que mal sabiam ler, mas que entregaram as suas orações e o seu coração ao Amor misericordioso de Deus por intercessão de Maria Mãe de Deus e nossa Mãe.

Susana Santos, in Voz de Lamego, ano 87/06, n.º 4391, 13 de dezembro de 2016

Campanha de recolha de material escolar

Cáritas Diocesana de Lamego

Estamos em Setembro. Dentro de poucos dias dar-se-á início a mais  um Ano Letivo. Muitas crianças e jovens irão regressar à Escola para recomeçarem o seu percurso escolar, em busca de novas aprendizagens e ou aprofundamento de outras.

Para as suas famílias é um acréscimo no seu orçamento familiar, com a compra de manuais para as diferentes disciplinas e demais material complementar, tais como, cadernos, esferográficas, dossiers, réguas, calculadoras, lápis de cor, entre outros.

A Cáritas Portuguesa, atenta a esta situação, estabeleceu, uma vez mais, uma parceria com a Associação Karingana Wa Karingana e Instituto de Apoio à Criança, para uma recolha de material de material escolar.

Assim, através das diferentes Cáritas Diocesanas, decorreu neste último fim de semana, dias 3 e 4 de Setembro, esta campanha, sob o lema “É capaz de lhes dizer que não?”, nas diferentes Lojas Continente, de norte a sul do país,  cobertas pela rede de voluntários Cáritas que, devidamente identificados procederam à recolha desse material escolar, o qual será posteriormente entregue às crianças e jovens mais carenciadas das respetivas Cáritas Diocesanas.

No caso da Cáritas Diocesana de Lamego, a recolha foi feita na Loja Continente local por jovens que integram o Grupo de Jovens das Paróquias da Sé e Almacave da cidade, os quais prontamente acederam ao chamamento da Cáritas para a operacionalização da campanha e a quem agradecemos de uma forma amiga e muito sentida.

A todos aqueles que contribuíram com as suas ofertas, o nosso Muito Obrigado.

Cáritas Diocesana de Lamego

                 Isabel Duarte Mirandela da Costa

in Voz de Lamego, ano 86/41, n.º 4377, 6 de setembro de 2016

JMJ 2016 | Joana Neto | Grupo de Jovens da Sé

JMJ-1

Não é nada fácil deixar a nossa terra por 3 semanas para ir em peregrinação. Não é fácil passar 3 dias num autocarro para ir, sabe-se lá em que condições, muitas vezes sem destino apenas com as coordenadas geográficas “JESUS CRISTO”. E foi nesta direção que o Grupo de Jovens da Sé (GJS) partiu para a Polónia.

“Um peregrino sabe simplesmente às horas a que se levanta, não controlando o seu dia-a-dia e, principalmente, não controlando as horas de deitar”. Foi a frase que mais caracterizou a estadia destes jovens num país que vive Jesus Cristo de uma maneira tão acesa como tradicional. A cultura polaca surpreendeu-nos logo nas pré-jornadas passadas em Psów uma cidade pequenina não muito longe de Cracóvia. Fomos todos muito bem recebidos por famílias de acolhimento que “Dando acolhimento a peregrinos” cumpriram esta obra de misericórdia da maneira que melhor sabiam. A gratidão para com todas as famílias não consegue suplantar tudo aquilo que fizeram por nós: comida, cama, banho,… e o mais que podiam, faziam! Enfim, nós éramos os peregrinos mas sentimo-nos reis e rainhas num ambiente que poucas horas depois de chegarmos se tornou logo muito familiar e poucas horas depois de os deixarmos começaram logo a apertar as saudades de todas as experiências, todo o carinho, toda a comunhão com Cristo. Ler mais…