Arquivo

Posts Tagged ‘Festas dos Remédios’

FESTAS DE NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS

Lamego viveu as suas Festas

Convenhamos que não é fácil descrever Festas que não se viveram no seu dia-a-dia, mas sabemos que é imperioso para um jornal da Cidade dizer um mínimo do que se passou nas Festas de 2017.

Continuando a crónica da semana passada, não deixamos de referir os programas da TV, a actuação de artistas consagrados, o Folclore sempre presente e que atrai um público numeroso e desejoso de ver a actuação dos grupos visitantes e que respondem ao convite do Rancho Regional de Fafel, que retribuirá com a sua actuação nos próximos tempos, se é que ainda o não fez; Fados por uma artista local, Helena Sarmento, muito aplaudida no Parque Isidoro Guedes, dois cantores famosos na actualidade, o Ralph estrangeiro e o português T. Carrera, este a atrair gente que veio de perto e de longe, Marchas e Corridas, Música Moderna de Lamego, com o nome pomposo de ZIGURFEST, Rua da Olaria e Ponte de Pau a reunir os seus homens de ontem e amigos de sempre, ARTDANCE a mostrar-se em vários locais; mais, muito mais! Ler mais…

Terminaram as Festas da Cidade | Lamego 2016

dsc_0167

A cidade verde engalanou-se das mais diversas cores para festejar a sua Padroeira, Nossa Senhora dos Remédios. Entre os dias 25 de agosto e 09 de Setembro, um programa diversificado proporcionou momentos de encontro, de fé, de alegria e diversão. Afinal, a festa faz parte da vida e festejar é próprio do ser humano.

Com maior ou menor criatividade, mais ou menos ruas iluminadas, maior ou menor orçamento, mais ou menos trânsito, a meio ou no final da semana, com mais ou menos gente, as festas decorrem nos espaços habituais e contemplam momentos religiosos, culturais, recreativos e desportivos. O som dos grupos musicais e das bandas, o troar dos foguetes, os sons dos vendedores ambulantes, os grupos folclóricos e as concertinas, as conversas animadas e o riso contagiante, etc, animaram todos quantos aqui residem ou por aqui passaram vindos das mais diversas partes do país.

O comércio urbano beneficia destes dias e dos milhares de pessoas que sempre compram algo para levar ou se sentam para beber e comer alguma coisa. Em algumas partes da cidade, a exemplo do que acontece noutras cidades, há bares onde se exagera no consumo de álcool e onde nem sempre se questiona a idade dos consumidores. Alguns incidentes ocorridos nos últimos tempos ilustram o grau de violência a que se pode chegar quando o consumo de bebidas alcoólicas se descontrola.

A comunicação social marcou presença e a divulgação da cidade, da região, das gentes e das tradições chegou mais longe. E com os modernos meios de comunicação também ajudam a chegar mais longe em tempo record.

Estão de parabéns todos quantos se esforçaram por preparar as festas da cidade em 2016, sabendo que o ideal está sempre mais adiante. Certamente que os preparativos para as festas do próximo ano vão começar em breve. Mas isso será o trabalho de alguns que, daqui a um ano, trará oportunidade de festa a todos.

JD, in Voz de Lamego, ano 86/42, n.º 4378, 13 de setembro de 2016