Arquivo

Posts Tagged ‘Desporto’

SÍRIA: Devolver a esperança através do desporto em Alepo

“A zona ocidental de Alepo não apareceu tanto nos meios de comunicação social mas sofremos também muito com a guerra”, comenta Kevork Mavian, empresário de origem arménia. O bairro de Al-Zizieh, situado numa zona maioritariamente cristã perto do centro histórico de Alepo, acolhe uma comunidade traumatizada pelas consequências da guerra. Antes da guerra havia cerca de 150.000 cristãos mas por causa da violência, da falta de oportunidades e por causa da perseguição levada a cabo pelos grupos jihadistas, só restam 35.000.

As estradas estão salpicadas de buracos e cicatrizes que permanecem no asfalto, marcas das bombas que caíram durante mais de quatro anos de combate nesta cidade do Norte da Síria que, antes da guerra, era a cidade mais populosa e o maior núcleo industrial do país. Ler mais…

Categorias:Jovens, Notícias Etiquetas:, , ,

Sacerdotes da Diocese no XI CLERICUS CUP

13087616_10206187424619822_5864713138820756846_n

Nos dias 4,5 e 6 de Julho realizou – se a XI Clericus Cup, organizada pela Diocese da Guarda, na Vila de Penamacor. Em competição estavam 8 equipas, representativas de várias Dioceses Portuguesas.

A Diocese de Lamego assinalou a sua presença, sendo representada pelos Padres Amadeu Castro, José Filipe, Luís António, Tiago Cardoso, Jorge Henrique, Ricardo Barroco. Os Sacerdotes relembraram o elemento da equipa e irmão Padre Manuel João, para o qual Deus tinha outra agenda, parafraseando as palavras do Sr. Bispo da diocese da Guarda, D. Manuel Felício, na Eucaristia.

Mais importante que a classificação obtida, é a amizade e fraternidade que se solidifica entre os participantes, realçando a união e o convívio sadio entre os padres.

A XI Clericus Cup foi vencida pela Diocese de Viana do Castelo!

Pe. Filipe Pereira, in Voz de Lamego, ano 86/36, n.º 4372, 19 de julho de 2016

 

PRATICAR DESPORTO | Editorial Voz de Lamego | 14 de junho

Portugal players celebrate at the end of the Euro 2016 qualifying group I soccer match between Portugal and Denmark at the Municipal Stadium in Braga, Portugal, Thursday, Oct. 8 2015. Portugal defeated Denmark 1-0. (AP Photo/Paulo Duarte)

Seleção Portuguesa de Futebol (AP Photo/Paulo Duarte)

O destaque da primeira página da Voz de Lamego desta semana vai para o CARTAZ de divulgação do DIA DA FAMÍLIA DIOCESANA, que se realizará no Santuário de Nossa Senhora da Lapa, no próximo dia 25 de junho, na sua segunda edição e que pretende congregar as 223 paróquias e os movimentos eclesiais que constituem a Diocese de Lamego, em clima de festa e de alegria.

Nestes dias muitos se irá falar do Europeu de Futebol, que se realiza em França, pelo que o Editorial, do Pe. Joaquim Dionísio, Diretor da Voz de Lamego, enquadra o europeu, com a presença da Seleção Portuguesa, situando-nos nos valores que o desporto pode e deve promover…

PRATICAR DESPORTO

Apesar da habitual e acessível diversidade noticiosa servida diariamente, desde sexta-feira e até dia 10 de julho, a atenção mediática de muitos está, sobretudo, voltada para a fase final do campeonato europeu de futebol, a decorrer em França.

A selecção portuguesa também marca presença e inicia hoje (dia 14) a competição, animada pela perspectiva de vencer e conseguir um resultado histórico. E desejar ser o primeiro, cumprindo as regras, não é imodéstia ou falta de respeito para com os outros, mas auto-motivação. É verdade que nem sempre a euforia inicial perdura e é vítima dos resultados, mas ninguém nega o valor dos seleccionados e a vontade de bem representar o país.

E se o acontecimento faz vibrar muitos, também é verdade que entre os mais entusiastas estão os emigrantes. A presença e o bom desempenho dos compatriotas faz-lhes bem. Antes, durante e após um bom resultado cresce a alma de quem já se habituou a ver Portugal de longe.

Enquanto atividade principal de clubes e prática profissional de jogadores, o futebol anima conversas de amigos, motiva jornais e programas informativos, sustenta uma economia que gravita à sua volta… O futebol deixou de ser apenas um jogo. Bastará referir os indecentes salários de muitos, a “mercadoria” de luxo em que os jogadores se tornaram, as apostas, os valores da publicidade e dos direitos de imagem, etc. O futebol tornou-se um grande mercado.

Às vezes a violência mistura-se, quando o espírito competitivo vence o desporto e mata o “fair-play” que deve caracteriza a relação entre jogadores e entre adeptos.

No dia-a-dia, o desporto é um bem para a vida pessoal e comunitária, na medida em que promove hábitos saudáveis, aproxima os participantes e contribui para o respeito mútuo.

E há tempo para tudo.

in Voz de Lamego, ano 86/31, n.º 4367, 14 de junho de 2016