Arquivo

Posts Tagged ‘Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional’

Jornada Vocacional na Paróquia de São Martinho de Mouros

No passado domingo, segundo do advento, a comunidade do Seminário deslocou-se até à paróquia de S. Martinho de Mouros (Resende), paróquia do nosso colega José Miguel onde foi tema desse dia a Vocação.

A primeira Eucaristia foi às 08:00h da manhã na igreja matriz onde presidiu o pároco, padre Excelso Ferreira. A segunda foi às 10:30h, presidida pelo mesmo, desta vez na capela do Senhor Do Calvário.

Tivemos em ambas as eucaristias o prazer de ouvir o testemunho vocacional do João Patrício e da Irmã Kelly.

De seguida fomos com o padre Excelso distribuir a Sagrada Comunhão ao lar, onde visitámos os idosos de várias localidades. Fomos depois almoçar na residência paroquial onde fomos muitíssimo bem acolhidos pelo padre Excelso e onde almoçámos também na companhia do padre Vasco, pároco de Barrô.

Depois de tudo isto partimos novamente para o seminário de Lamego.

Agradecemos com muita estima a disponibilidade do sr. Padre Excelso em nos ter recebido com amabilidade e também a toda a gente de S. Martinho que nos acolheu de forma muito amiga, sincera e humilde.

 

Celestino Ribeiro, 9.º ano,

in Voz de Lamego, ano 87/54, n.º 4440, 12 de dezembro de 2017

Dia Vocacional na Pereira – Paróquia de Cetos

No passado dia 15 de outubro, a comunidade do Seminário de Lamego foi em ação de promoção vocacional à Pereira (paróquia de Cetos), cujo padroeiro é S. José e de onde é natural o Celestino, seminarista de 9º ano.

Estivemos na presença do Sr. Padre Costa Pinto que nos recebeu muitíssimo bem e que nos convidou a participar na Eucaristia. Durante a celebração tivemos a oportunidade de ouvir os sábios conselhos deste Rev. Pe. No fim, apresentámo-nos.

Depois seguiu-se o almoço onde contámos também com a presença do Sr. Padre Américo (pároco) e dos familiares do nosso colega e amigo Celestino, a quem desde já deixamos o nosso muito obrigado pela forma como nos trataram e acolheram.

No final, regressámos ao Seminário.

Agradecemos aos Rev. Padres Américo e Costa Pinto esta excelente oportunidade e esperamos regressar o mais brevemente possível.

 

José Miguel, seminarista.

9.º ano, in Voz de Lamego, ano 87/46, n.º 4432, 17 de outubro 2017

54.º Dia Mundial de Oração pelas Vocações

 

Entre 30 de abril e 07 de maio decorre mais uma Semana de Oração pelas Vocações, com o tema “Queres dar-te a Deus?”.

Na sua mensagem para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, a assinalar no próximo domingo, a 7 de maio, dia do Bom Pastor, o Papa Francisco destaca a importância da Igreja Católica “voltar a encontrar o ardor do anúncio e propor” o seguimento de Cristo, sobretudo aos jovens.

O Papa observa que o povo de Deus “precisa de ser guiado” por pastores que “gastam a sua vida ao serviço do Evangelho” e pede às comunidades paroquiais, associações e grupos de oração que peçam “ao Senhor que mande operários para a sua messe e nos dê sacerdotes enamorados do Evangelho”. Porque todos os cristãos” são chamados a estar envolvidos na dinamização das vocações no mundo, algo que “vale de forma particular” para as pessoas chamadas a uma “especial consagração e também para os sacerdotes”.

Semana de Oração pelas Vocações

Vamos iniciar mais uma Semana de Oração pelas Vocações, que decorrerá até ao próximo dia 7 de maio, Domingo do Bom Pastor e este ano, inserida no Centenário das Aparições de Fátima, tem como tema: Queres dar-te a Deus?”.

Na sua Mensagem para esta 54º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, o Santo Padre remeteu a sua reflexão para a dimensão missionária da vocação cristã. Lembra o Papa Francisco que “…todos os cristãos são constituídos missionários do Evangelho”. Por isso, e continua o Papa, “Cada discípulo missionário sente, no seu coração, esta voz divina que o convida a «andar de lugar em lugar» no meio do povo, como Jesus, «fazendo o bem e curando» a todos”.

«Sair de si mesmo» para pôr-se à escuta da voz do Senhor, é portanto, essencial. Todos somos chamados a “… sair dos recintos sagrados do templo…” e a levar a ternura de Deus a todos os homens.

Desta forma, todos podemos e devemos colaborar com a missão da Igreja: porque todos fomos ungidos pelo Espírito Santo tal como Jesus na Sinagoga de Nazaré; porque Jesus vem colocar-se ao nosso lado de modo que nenhum cristão carrega sozinho o encargo da missão; porque é Jesus quem faz germinar a semente que é lançada. Deus supera sempre o nosso trabalho. É Ele quem faz germinar os frutos do nosso trabalho.

Assim, para vivermos esta Semana de Oração pelas Vocações, podemos rezar a oração sugerida:

Maria Santíssima,

Mãe do nosso Salvador,

Tu que tiveste a coragem

de abraçar o sonho de Deus,

pondo a Tua juventude

e o Teu entusiasmo nas mãos d’Ele;

intercede por nós ao Pai,

por Teu Filho Jesus Cristo,

para que sejamos

impelidos pelo Espírito Santo para a missão,

com a mesma abertura do Teu coração,

e a prontidão em dizer o nosso «eis-me aqui»,

ao chamamento e à alegria

de nos pormos a caminho como Tu,

para O anunciar ao mundo inteiro.

Ámen.

Podemos ainda tomar parte na Vigília de Oração pelas Vocações que este ano decorrerá na Igreja Paroquial de Santa Marinha, Paróquia de Nespereira, Zona Pastoral de Cinfães, pelas 21h do dia 6 de maio.

Pe. José Miguel

Departamento Diocesano da Pastoral Vocaional

 

Da MENSAGEM do PAPA FRANCISCO

“Agora, no 54º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, gostaria de me deter na dimensão missionária da vocação cristã. Quem se deixou atrair pela voz de Deus e começou a seguir Jesus, rapidamente descobre dentro de si mesmo o desejo irreprimível de levar a Boa Nova aos irmãos, através da evangelização e do serviço na caridade. Todos os cristãos são constituídos missionários do Evangelho. Com efeito, o discípulo não recebe o dom do amor de Deus para sua consolação privada; não é chamado a ocupar-se de si mesmo nem a cuidar dos interesses duma empresa; simplesmente é tocado e transformado pela alegria de se sen􀆟r amado por Deus e não pode guardar esta experiência apenas para si mesmo. (…)

Perante as interrogações que surgem do coração humano e os desafios que se levantam da realidade, podemos sentir-nos perdidos e notar um défice de energia e esperança. Há o risco de que a missão cristã apareça como uma mera utopia irrealizável ou, em todo o caso, uma realidade que supera as nossas forças. Mas, se contemplarmos Jesus Ressuscitado, que caminha ao lado dos discípulos de Emaús (cf. Lc 24, 13-15), é possível reavivar a nossa confiança; nesta cena evangélica, temos uma autêntica e real «liturgia da estrada», que precede a da Palavra e da fração do Pão e nos faz saber que, em cada passo nosso, Jesus está junto de nós. Os dois discípulos, feridos pelo escândalo da cruz, estão de regresso a casa percorrendo o caminho da derrota: levam no coração uma esperança despedaçada e um sonho que não se realizou. Neles, a tristeza tomou o lugar da alegria do Evangelho. Que faz Jesus? Não os julga, percorre a própria estrada deles e, em vez de erguer um muro, abre uma nova brecha. Pouco a pouco transforma o seu desânimo, inflama o seu coração e abre os seus olhos, anunciando a Palavra e partindo o Pão. Da mesma forma, o cristão não carrega sozinho o encargo da missão, mas experimenta – mesmo nas fadigas e incompreensões – que «Jesus caminha com ele, fala com ele, respira com ele, trabalha com ele. Sente Jesus vivo com ele, no meio da tarefa missionária».

in Voz de Lamego, ano 87/25, n.º 4410, 2 de maio de 2017

Pré-Seminário no Seminário de Resende

pre-seminario

Decorreu neste último fim de semana no Seminário de Nossa Senhora de Lourdes em Resende, o segundo encontro de pré-seminário deste ano letivo.

Quatro adolescentes, dois do concelho de Cinfães e dois do concelho de Lamego, aproveitaram esta oportunidade e mais uma vez, viveram a experiência do Seminário juntamente com os nossos seminaristas.

Este encontro teve exatamente esse cariz, que os pré-seminaristas vivessem estes dois dias como se já estivessem no seminário, daí que participaram em todos os momentos que estão programados no fim de semana para os seminaristas. Com eles viveram os vários tempos de oração, os  tempos de estudo, as refeições, o tempo do recreio e de diversão, o desporto e até a oportunidade de visitar os doentes.

Partiram no domingo após o almoço cheios de entusiasmo e alegria levando no coração mais esta passagem pelo Seminário que certamente será uma ajuda preciosa para o seu discernimento vocacional.

Aos seus pais e párocos agradecemos a preocupação e o cuidado que têm em motivar estes candidatos ao Seminário. Mas este cuidado e atenção aos possíveis sinais de vocação, estendem-se a todos os párocos e a todas as famílias da nossa diocese, daí que antecipadamente comunicamos que o próximo encontro de pré-seminário será no fim de semana de 27 e 28 de maio, novamente no Seminário de Resende. De qualquer forma, o Seminário tem sempre as portas abertas para receber os adolescentes e jovens que nos queiram visitar, bem como a possibilidade de nós, seminaristas e formadores, de nos deslocarmos às paróquias para nos encontrarmos com os adolescentes e jovens da catequese e dos grupos de jovens.

Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional

in Voz de Lamego, ano 87/11, n.º 4396, 24 de janeiro de 2017

Pré Seminário – 21 e 22 de janeiro – Seminário Menor de Resende

14524523_890386584395647_5178879580499485960_o

O Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional, vem lembrar a todos os párocos que no próximo fim de semana 21 e 22 de Janeiro, decorrerá no Seminário de Nossa Senhora de Lourdes em Resende, um segundo encontro de pré-seminário para todos os adolescentes e jovens que, os párocos entendam, que podem participar nestes encontros.
Para tal devem fazer as inscrições durante a semana ou para o Seminário de Resende ou para os seus formadores.
Os interessados devem estar presentes até às 10h do dia 21 e partiram depois do almoço do dia 22. Devem levar roupa apropriada desporto e se tiverem que estudar, também podem levar os respectivos manuais para que o tempo de seminário seja também um tempo de estudo.

Pe. José Miguel, in Voz de Lamego, ano 87/10, n.º 4395, 17 de janeiro de 2017

Encontro do Pré Seminário em Resende e em Lamego

pre-sml2

Pré-Seminário no Seminário de Resende

Decorreu no passado fim de semana, tal como foi anunciado, o pré-seminário no Seminário Menor de Resende. Recebemos os adolescentes que se inscreveram, no sábado de manhã. Entre nós esteve, o Tiago e o Ivo da paróquia da Penajóia, o Pedro da paróquia de Tendais, o Leandro da paróquia de Cinfães e o António da paróquia de S. Tiago de Piães.

Todos conheciam o Seminário. Uns já o frequentaram, outros estão a viver de uma forma diferente a sua vida de seminaristas, no seio da sua família. Outros vieram ao Seminário com as suas paróquias.

No sábado de manhã tivemos um encontro com os seminaristas do 8º ano do Seminário. Falamos da vida do Seminário, vimos uns vídeos do youtube alusivos ao Seminário e à vocação e terminamos este primeiro encontro com a visualização de um pequeno filme sobre o martírio de um dos últimos Santos canonizados pelo Papa Francisco, S. José Sanchez del Rio e de seguida celebramos a Eucaristia antes do almoço. Depois do almoço houve tempo de convívio e tempo de desporto. Seguiu-se a oração do terço e até um tempo de estudo. No fim do jantar e para terminar este primeiro dia ainda nos deslocamos até Lamego para participamos na Igreja de Almacave no tempo de Oração Taizé que tinha como finalidade rezar pelo jovens que no dia seguinte iam ser ordenados Diáconos. Ler mais…

Tarouca: Vigília Diocesana de Oração pelas Vocações

DSCN0059

Vivemos a 53.ª Semana de Oração pelas Vocações que terminou no passado Domingo, Dia do Bom Pastor. Certamente que ao longo da semana, muitos foram os cristãos que se uniram em torno desta intenção e fizeram chegar até Deus, o dono da Messe, a oração e o louvor por todas as vocações.

Foi precisamente com este espírito de louvor e de oração que nos juntamos no Sábado pelas 21h na Igreja Paroquial de S. Pedro de Tarouca, na companhia do Sr. Bispo, D. António de vários sacerdotes, seminaristas, religiosas e muitos jovens e leigos que a nós se uniram para celebrarmos com fé e gratidão a Vigília de Oração pelas Vocações.

As palavras do Papa Francisco na sua mensagem para esta semana, serviram-nos de caminho para que todos déssemos conta que a Igreja é Mãe de Vocações. Com esta Vigília e “no decurso deste Jubileu Extraordinário da Misericórdia, quisemos experimentar a alegria de pertencer à Igreja, redescobrindo nela a vocação cristã e as formas particulares de a viver que nascem no Povo de Deus e são dons da misericórdia divina”, diz o Papa.

Assim durante cerca de uma hora e meia, permanecemos em oração diante de Jesus no Santíssimo Sacramento da Eucaristia, exposto no altar.

Desde os cânticos, às diversas leituras, às palavras do Sr, Bispo, tudo nos encaminhou para este sentimento do Papa Francisco de percebermos que a “…Igreja é Casa de Misericórdia e também «terra» onde a vocação germina, cresce e dá fruto…”.

Assim, uma das dinâmicas desta Vigília foi a plantação num vaso com terra, previamente preparado, três bolbos de plantas para nos recordar que a vocação é uma semente que é lançada e que precisa de criar raízes e ser amparada para dar fruto ou flor. Neste sentido, o Papa Francisco salientava que  “… a comunidade torna-se a casa e a família onde nasce a vocação”.

Para que tal aconteça é necessário que os candidatos às diversas vocações conheçam melhor a comunidade eclesial sendo oportuno que façam alguma experiência apostólica junto da comunidade a quem pertencem, ao lado de um bom catequista; numa comunidade religiosa, nas mais diversas Congregações; que descubram o valor da contemplação, partilhando a clausura; que conheçam a missão ad gentes por exemplo junto dos missionários; a vida diocesana junto dos sacerdotes e párocos, ou na experiência de um Seminário e ainda no aprofundamento da experiência da pastoral na paróquia ou diocese a quem pertencem.

Estes são os caminhos propostos, o campo, a terra, onde se pode lançar a semente da vocação. Amparada por todos e regada com a água vida da oração, ela dá fruto.

Os dois testemunhos que foram dados na Vigília, bastante eloquentes, tinham este pano de fundo. É preciso seguir sem medo a voz Daquele que chama.

A Vigília de Oração terminou com a Bênção do Santíssimo Sacramento e a Oração do Papa Francisco para esta Semana, acompanhada do convite do Sr. Bispo de irmos e tal como Maria, tal como Paulo e Barnabé, seguirmos o Caminho e o Caminho é Jesus Cristo. Só Ele é o Caminho a que nos propusemos seguir. O cântico final enviava-nos com alegria de falar Dele, a dar a Boa Nova e a dizer a todos que Jesus é Amor.

Um agradecimento final a todos os que ajudaram a preparar este momento de oração e a todos os que participaram.

Pe. José Miguel, Departamento Diocesano das Vocações

in Voz de Lamego, ano 86/22, n.º 4359, 19 de abril de 2016