Arquivo

Posts Tagged ‘Departamento da Pastoral Familiar’

VIGÍLIA DA IMACULADA CONCEIÇÃO | BÊNÇÃO DAS GRÁVIDAS

No próximo dia 7 de dezembro, véspera da solenidade da Imaculada Conceição, o Departamento Diocesano da Pastoral Familiar vai promover uma Vigília de Oração, que terá lugar na Igreja Catedral de Lamego, pelas 21 horas.

Nesta celebração, de homenagem à MÃE e de anúncio e preparação da chegada do FILHO, a diocese de Lamego assinala também o início do Tempo do Advento com um especial momento de oração pela vida dos nascituros. A vida nascente precisa de ser acarinhada e nós temos a missão de estar na linha da frente, criando uma nova civilização que reconheça e ame, acolha e respeite cada Vida Humana como um dom de Deus.

Será aberta a toda a Diocese e terá as seguintes facetas:

  • É o momento de uma especial bênção para todas as grávidas: queremos acolhê-las, rezar com elas, por elas e pelos seus filhos. O início da caminhada de preparação para o Natal é um momento propício para agradecer a Deus o dom da vida que recebemos dos nossos pais e pedir a Sua bênção para as grávidas e para os bebés que vivem e crescem no seu seio.
  • Relança a nova evangelização a partir da nossa própria casa: todas as famílias são convidadas a trazer o Menino Jesus do seu presépio (é urgente recentrar o Natal no nascimento de Jesus) e o estandarte de Natal (para que no espaço público se veja, cada vez mais, o rosto do Deus Menino) para serem abençoados.
  • Será também um momento de consagração à Virgem Imaculada do Movimento das Equipas de Nossa Senhora e da Irmandade Militar de Nossa Senhora da Conceição.

Esta atividade foi já difundida às paróquias. Reitera-se aqui o convite a todos os que queiram participar na celebração, com o desafio de se empenharem vivamente na mobilização das famílias para este evento que celebra a vida nascente, no tempo em que nos preparamos para a chegada do Menino-Deus.

Pelo Departamento Diocesano da Pastoral Familiar,

in Voz de Lamego, ano 87/53, n.º 4439, 5 de dezembro de 2017

Ecos das Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar

Nos passados dias 11 e 12 de novembro, o Santuário de Fátima acolheu as XXIX Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar. Subordinadas ao tema “O Evangelho da Família – Alegria para o mundo” tiveram a participação de 16 das 21 dioceses, num total de 415 pessoas. Contou com a presença de membros de alguns movimentos da área da Família com destaque para o CPM. Presidiu ao Encontro, o Presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família, D. Joaquim Mendes, estando também presente, no dia 11, D. Francisco Senra Coelho, vogal da mesma Comissão.

Após a oração inicial, D. Joaquim Mendes saudou os presentes, apontou os objectivos das Jornadas, referiu a importância da formação dos leigos, a necessidade de passarmos de uma pastoral de eventos para uma pastoral de processos e de acompanhamento e fixou-nos no horizonte do IX Encontro Mundial das Famílias, de 21 a 26 de Agosto de 2017, em Dublin. Ler mais…

XXIX Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar

Nos próximos dias 11 e 12 de novembro realizam-se, em Fátima, as XXIX Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar, subordinadas ao tema “O Evangelho da Família, Alegria para o Mundo”.

Esta iniciativa decorre no Edifício Paulo VI, Salão do Bom Pastor e está aberta a todo o Povo de Deus. Deseja-se que constituam o “grande plenário nacional da Pastoral Familiar, pelo bem pastoral e espiritual que podem proporcionar às nossas famílias.”

As inscrições, individuais ou em grupo, devem ser efetuadas através do e-mail pastoralfamiliar@diocese-lamego.pt , impreterivelmente até ao dia 25 de outubro, através da ficha incluída no folheto anexo. Este folheto, que contém o programa, um conjunto de informações, os custos das várias opções, a ficha de inscrição e um texto de apoio, foi já remetido às Paróquias e Departamentos Diocesanos. Está também disponível no sítio http://www.leigos.pt.

Estamos disponíveis para outros eventuais esclarecimentos.

 

 

Pelo Departamento Diocesano da Pastoral Familiar

 

in Voz de Lamego, ano 87/46, n.º 4432, 17 de outubro 2017

SEMANA DA VIDA – 14 a 21 de Maio de 2017

A Nota Pastoral “A Família e a Vida”, de 1 de Maio de 1994, refere que João Paulo II, aquando do encerramento do Sínodo da Europa, em 1991, propôs que, em todos os países do mundo, a Igreja promovesse a celebração de um Dia ou uma Semana da Vida, todos os anos.

Os Bispos portugueses, em resposta a este apelo, decidiram, em Ano Internacional da Família – 1994 – instituir a Semana da Vida, na terceira semana de Maio, o que aconteceu, pela primeira vez, de 15 a 22 de Maio de 1994, e se tem repetido todos os anos, sob a organização da Comissão Episcopal competente para a área da Família. Ler mais…

CPM – Curso de Preparação para o Matrimónio

Microsoft Word - CPM 2017 - cartaz A4.doc

A preparação para o matrimónio, para a vida conjugal e familiar, é de importância relevante para o bem da Igreja. De facto, o sacramento do Matrimónio tem um grande valor para toda a comunidade cristã e, em primeiro lugar, para os esposos, cuja decisão é tal que não poderia ser sujeita à improvisação ou a escolhas apressadas.

Hoje, em não poucos casos, assiste-se a um acentuado deterioramento da família e a uma certa corrupção dos valores do matrimónio. O problema da preparação para o sacramento do Matrimónio, e para a vida que se lhe segue, emerge como uma grande necessidade pastoral antes de mais para o bem dos esposos, para toda a comunidade cristã e para a sociedade. Por isso crescem em toda a parte o interesse e as iniciativas para fornecer respostas adequadas e oportunas à preparação para o sacramento do Matrimónio.

O noivado inscreve-se no contexto de um denso processo de evangelização. De facto, vêm confluir na vida dos noivos, futuros esposos, questões que incidem sobre a família. Eles são, por isso, convidados a compreender o que significa o amor responsável e maduro da comunidade de vida e de amor que será a sua família, verdadeira igreja doméstica, que contribuirá para enriquecer toda a Igreja.

in Voz de Lamego, ano 87/12, n.º 4397, 31 de janeiro de 2017

Vigília de Oração pelas Famílias – 30 de dezembro de 2017

pastoral-familia-vigilia1

No passado dia 30 de dezembro, o Departamento Diocesano da Pastoral Familiar promoveu, na Igreja Catedral de Lamego, a celebração de uma Vigília de Oração pelas Famílias.

A celebração foi presidida pelo nosso Bispo, D. António Couto, acompanhado pelo Pró-Vigário Geral, Padre João Morgado, pelo Pároco da Sé, Cónego José Ferreira, pelo Diretor da Comissão Diocesana para o Laicado e Família, Padre Adriano Assis, e das famílias que, apesar do frio que se sentia, quiseram estar presentes.

Com o Senhor Sacramentado sobre o Altar e depois de proclamada a Palavra, as famílias consagraram-se a Deus, num ato significativo de oferecimento e a manifestação da vontade de serem d’Ele e Lhe pertencerem por inteiro. Na expressão visível deste compromisso, cada uma das famílias presentes inscreveu o seu nome num cartão colorido que colocou depois na “Árvore das Famílias”. A cada uma das famílias (foram 36 as que colocaram o seu cartão na “Árvore das Famílias), foi entregue, como lembrança, uma pequena imagem da Sagrada Família.

Este momento de oração culminou com a Bênção do Santíssimo Sacramento.

 A diocese de Lamego assinalou assim o dia da Sagrada Família com este momento de oração pelas famílias.  Celebrar a sua festa é recordar que o amor familiar é a experiência humana do amor infinito do Deus da Vida. Nesta Vigília, pedimos de modo especial que a Sagrada Família de Nazaré, pela fidelidade com que viveu a missão recebida de Deus, seja o modelo inspirador de todas as famílias.

Um agradecimento muito especial ao Grupo de Jovens da paróquia da Sé por, mais uma vez, ter dado resposta pronta e ter animado, tão bem, esta celebração.

Pelo Departamento Diocesano da Pastoral Familiar,

in Voz de Lamego, ano 87/08, n.º 4393, 3 de janeiro de 2017

Caminhada do Advento em Família: 2.ª Semana

f1

2.ª SEMANA: POLUIÇÃO – CUIDAR DA NATUREZA

 

Criaste-me com Teu amor,

revestiste-me de ervas, plantas, flores,

inundaste-me com ribeiros, rios, lagos,

mares, oceanos, (alguns gelados).

Povoaste-me de animais diversos,

selvagens e domésticos.

Também me deste o ser humano,

o preferido do Teu belo plano.

 

Harmoniosa combinação

até à desenfreada ambição

do único ser racional

que, como tal,

me devia preservar,

proteger, respeitar.

 

Mas não!…

Hoje, a poluição

destrói-me,

corrói-me.

Antevejo minha agonia

se não regressar a harmonia

entre mim e a humanidade,

se não abrandar a voracidade

desta infame destruição!

 

Já não me reconheço!

mas acho que mereço

segunda oportunidade,

para que haja continuidade

nesta Tua criação.

 

Põe Tua mão Senhor

no coração destruidor

da Tua obra singular.

É preciso reciclar,

baixar emissões,

aumentar emoções,

lucidez, sensibilidade

para esta realidade!

 

Quim Simões,

Pelo Departamento Diocesano da Pastoral Familiar

in Voz de Lamego, ano 87/04, n.º 4389, 29 de novembro de 2016