Arquivo

Posts Tagged ‘CPM’

CPM – Curso de Preparação para o Matrimónio

Microsoft Word - CPM 2017 - cartaz A4.doc

A preparação para o matrimónio, para a vida conjugal e familiar, é de importância relevante para o bem da Igreja. De facto, o sacramento do Matrimónio tem um grande valor para toda a comunidade cristã e, em primeiro lugar, para os esposos, cuja decisão é tal que não poderia ser sujeita à improvisação ou a escolhas apressadas.

Hoje, em não poucos casos, assiste-se a um acentuado deterioramento da família e a uma certa corrupção dos valores do matrimónio. O problema da preparação para o sacramento do Matrimónio, e para a vida que se lhe segue, emerge como uma grande necessidade pastoral antes de mais para o bem dos esposos, para toda a comunidade cristã e para a sociedade. Por isso crescem em toda a parte o interesse e as iniciativas para fornecer respostas adequadas e oportunas à preparação para o sacramento do Matrimónio.

O noivado inscreve-se no contexto de um denso processo de evangelização. De facto, vêm confluir na vida dos noivos, futuros esposos, questões que incidem sobre a família. Eles são, por isso, convidados a compreender o que significa o amor responsável e maduro da comunidade de vida e de amor que será a sua família, verdadeira igreja doméstica, que contribuirá para enriquecer toda a Igreja.

in Voz de Lamego, ano 87/12, n.º 4397, 31 de janeiro de 2017

Curso de Preparação para o Matrimónio (CPM) | Lamego

CPM-lamego

Viver em comunhão com os ensinamentos de Jesus

MATRIMÓNIO

Decorreu nos dias 28 de fevereiro, 7 e 14 de março mais um curso de preparação para o matrimónio. Na casa de S. José, onze futuros casais, prepararam a sua união matrimonial, sob a orientação espiritual do Pe. Zé Guedes e o testemunho de vida em comum de sete casais.

O objetivo destes encontros passou pelo diálogo e pela troca de experiências. Os participantes foram convidados a refletir sobre diversos temas e situações que poderão encontrar no decorrer da sua vida a dois. A presença dos já casais trouxe consigo, não a solução para as dúvidas ou para as dificuldades, mas sim a palavra que orienta com base no poder da experiência das suas vidas. Os temas abordados foram pertinentes. Falou-se de diálogo, dos valores, direitos e deveres praticados na união, de amor ao longo da vida, dos filhos e da presença da oração no quotidiano da vida a dois. Os futuros casais tiveram a oportunidade de partilhar as suas histórias e ideias, ouvindo as histórias e experiências dos já casais. Houve espaço para a partilha e reflexão. Houve momentos de seriedade, mas também de alegria, humor e boa disposição. No primeiro dia, contámos ainda com a presença do Sr. Bispo, D. António, que nos falou sobre o sacramento do matrimónio, deixando uma palavra de encorajamento e de felicitação.

Viver o sacramento do matrimónio não é apenas o “sim” dado a uma vida partilhada entre homem e mulher, é também e acima de tudo, o “sim” a uma comunhão vivida sob a égide dos princípios, dos ensinamentos e das crenças pelas quais Jesus Cristo lutou, morreu e ressuscitou.

Para o futuro fica a ideia de que “o amor é um ser vivo que nasce, cresce, floresce e frutifica” e como tal é preciso cuidar dele todos os dias. O amor é presente e futuro, é vida, é partilha, é união e os onze futuros casais querem-no viver em plenitude e em comunhão com Deus.

O futuro casal Santos – Vera e André,

in Voz de Lamego, n.º 4306, ano 85/19, de 24 de março de 2015