Arquivo

Posts Tagged ‘Corpo Nacional de Escutas’

Acampamento Regional do CNE da Região de Lamego

Foi num ambiente misto de saudade e alegria que cerca de 300 Escuteiros encerraram no dia 9, ao final da tarde, o Acampamento Regional do CNE da Região de Lamego. (ACAREG)

Teve início em 7 de Julho de 2017, com a montagem de campo pelas 18h, tendo pelas 22h acontecido a receção à imagem de Nª Sª de Fátima oferecida, na penúltima peregrinação deste Movimento a Fátima (2006), pela Junta Central, à Junta Regional de Lamego e que nós guardamos com todo o carinho e devoção na sede da Junta Regional durante estes onze anos. Quisemos assinalar o centenário das Aparições com a peregrinação desta imagem a todos os Agrupamentos da Região de Lamego. Esteve durante esta semana no Agrupamento de Penude e daí foi transportada no seu andor até ao nosso Acampamento situado nas instalações do Aquartelamento do CTOE em Penude.

Toda a mística subjacente às atividades foi orientada com base no tema, inserido no logótipo: “Fátima no Mundo”. Ler mais…

CNE – Celebração de partilha da Luz

Entrga da luz (2)

O Santuário de Nossa Senhora dos Remédios transformou-se, por momentos, em centro escutista inter-regional. De facto, na Casa da Mãe dos Escutas, reuniram-se no dia 15/12/2015 pelas 19h, representantes dos Agrupamentos das Regiões de Lamego e Vila Real com as respetivas Juntas Regionais, Assistentes de Agrupamentos, Assistentes Regionais assim como elementos da Fraternidade Nuno Álvares sob a presidência do nosso Bispo, D. António Couto, para acolherem a Luz da Paz de Belém. Foi pela primeira vez que a nossa Região de Lamego participou nesta atividade carregada de emoção e fé.

Desde 1989, a televisão pública Austríaca em conjunto com os Escuteiros e Guias Austríacos elegem uma criança que transportará a Luz desde Belém até ao seu país. Esta criança, escolhida pela inocência e pureza que transmite, desloca-se até à gruta de Belém e recolhe a chama que será transportada até Viena, na Áustria, onde se realiza uma cerimónia de intenso simbolismo na qual a chama é partilhada com delegações de Escuteiros e Guias de vários países.

Foi a esta grandiosa cerimónia que uma delegação portuguesa do Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português – se associou, transportando a luz até ao nosso país no dia 13 de Dezembro de 2015.

Nesse mesmo dia, o Chefe Regional de Lamego, Alexandre Magno, foi buscá-la a Lisboa, transportando-a até à nossa Região de Lamego.

E de candeia em candeia esta chama, acesa em Belém, já percorreu cerca de 6.000km, sem nunca se apagar.

Chegou, finalmente, no dia 15 de dezembro de 2015 ao Santuário da Virgem dos Remédios.

Agora é a nossa vez! É a nossa vez de aquecer os nossos corações com a Luz da Paz de Belém.

Esta luz que é ao mesmo tempo tão frágil e tão poderosa. Frágil porque é apenas uma pequena chama numa vela. Poderosa pelo que representa e transmite ao coração de cada um de nós.

Esta é uma Luz que viaja de mão em mão sem se apagar, que se reforça em cada partilha, que vive a Paz, comunga a Paz, soleniza a Paz, partilha a Paz e transmite a Paz a cada um de nós, porque vem de Jesus Cristo, o Príncipe da Paz.

Assumimos, cada um de nós, o papel de mensageiros da paz através desta chama que vem desde Belém.

Em todas as nossas comunidades onde o CNE está implantado e outras que quiseram partilhar connosco este gesto, foi acesa esta chama que na noite de Natal será colocada na janela das nossas casas para manifestarmos desta forma a união de sentimentos na construção da Paz.

Quando olhamos para o globo terrestre a guerra e o terrorismo parecem alastrar cada vez mais.

Seja o Príncipe da Paz a orientar os Homens na construção deste objetivo durante o ano de 2016.

Artur Mergulhão, Assistente Regional de Lamego,

in Voz de Lamego, ano 86/09, n.º 4344, 5 de janeiro de 2016