Arquivo

Posts Tagged ‘Conselho Diocesano de Pastoral’

CAMINHAR JUNTOS | CONSELHO DIOCESANO DE PASTORAL

527829_499748773419504_604595958_n

  1. Na manhã do último sábado, dia 23, na Casa de São José (Lamego) e com a presença de D. António Couto, reuniu o Conselho Diocesano de Pastoral. Apesar das ausências, algumas justificadas, o encontro decorreu de forma serena e profícua, cumprindo a agenda previamente enviada aos respectivos membros, oriundos das diversas realidades diocesanas. A sinodalidade eclesial é um bem que dinamiza as comunidades, responsabilizando e favorecendo a participação, tornando possível a visão da Igreja como um “nós” onde cada baptizado é sujeito.
  1. Após a oração inicial e a aprovação da acta da reunião anterior, os conselheiros foram convidados a partilhar experiências, impressões e conclusões quanto à forma como tem decorrido o ano pastoral. Uma partilha que identificou diferenças de ritmo, mas que sublinhou, com alegria e gratidão, o caminho já percorrido, as dinâmicas que tendem a implantar-se e uma maior participação dos fiéis leigos na vida diária das comunidades, dos grupos e movimentos. Apontaram também a necessidade de melhorar a articulação entre todos, nomeadamente através de uma comunicação e partilha mais atempadas e generalizadas.
  1. A evangelização é a finalidade primeira de toda a acção pastoral e responsabilidade partilhada por todos os baptizados, tal como se afirma no lema pastoral deste ano: “Ide e fazei da casa de meu Pai Casa de Oração e de Misericórdia”. Um percurso nem sempre isento de dificuldades, mas onde semear continua a ser urgente, nomeadamente através do testemunho, da proximidade e da atenção a todos. É verdade que há desafios novos, nomeadamente trazidos pela linguagem, pela indiferença ou demissão da família no acompanhamento e vivência da fé. Mas o Mestre manda lançar as redes e a diocese vai cumprindo a missão.
  1. O diálogo prosseguiu depois com a partilha de sugestões, mais concretamente sobre a vivência do Ano da Misericórdia em curso e sobre a preparação do Dia da Família diocesana, marcado para o Santuário de Nossa Senhora da Lapa, para o dia 25 de Junho.
  1. Assumindo e louvando o muito que se vai fazendo em algumas paróquias, zonas e arciprestados, foi sugestão generalizada a aposta na formação, nomeadamente no campo da oração. Será por aqui, onde os párocos assumem particular responsabilidade, que uma melhor compreensão da fé poderá conduzir a um compromisso e testemunho mais visíveis e duradouros.
  1. O Coordenador da Pastoral, Cón. José Manuel Melo, reforçou o convite para o encontro de formação/oração para colaboradores paroquiais, a realizar no próximo dia 13 de fevereiro, em três locais da diocese. E anunciou também o envio de material de apoio a todas as paróquias tendo em vista a vivência da fé em família durante a Quaresma que se aproxima (10 de fevereiro).
  1. O nosso bispo encerrou o encontro congratulando-se com a presença de todos, agradecendo o contributo de cada um e motivando a uma continuidade fiel e criativa na vivência e testemunho do Evangelho. Salientou, ainda, a necessidade de repensar a composição deste órgão consultivo, de forma a alargar a visão da realidade diocesana.

A próxima reunião deste Conselho acontecerá no próximo dia 28 de Maio.

J.D., in Voz de Lamego, ano 86/10, n.º 4347, 26 de janeiro de 2016

CONSELHO DIOCESANO DE PASTORAL |> Comunicado

IMG_2933

No dia 7 de Fevereiro, na Casa de São José, reuniu-se, sob a presidência do nosso Bispo, o Conselho Diocesano de Pastoral.

Da agenda de trabalhos constaram, entre outros pontos, a avaliação do ano pastoral em curso e a planificação de atividades futuras, nomeadamente a celebração do Dia da Família Diocesana, a ter lugar em Lamego no dia 27 de Junho.

Os participantes enfatizaram que se “sente a diocese a mexer”, os Conselhos Pastorais Paroquiais e Arciprestais têm envolvido um crescente número de leigos a refletir, planificar e a trabalhar sobre o Plano Pastoral Diocesano. Houve partilha de experiências concretas de implementação do plano a nível paroquial, arciprestal e diocesano. Importa que esta dinâmica cresça e se consolide.

Em relação ao Dia da Família Diocesana refletiu-se sobre a necessidade de envolver a diocese inteira para que seja um acontecimento que marca o nosso sentido de pertença à Igreja diocesana. Neste sentido recolheram-se propostas sobre o horário, o local e as dinâmicas de funcionamento, criando-se dentro do Conselho Diocesano de Pastoral uma comissão de trabalho para a organização mais específica deste dia. Esta comissão agregará a si outros elementos que possam ajudar na planificação e na logística deste evento.

O Conselho Diocesano de Pastoral pede a todos os agentes pastorais que anotem na sua agenda esta iniciativa, já programada no plano diocesano, e sensibilizem as paróquias, movimentos, comunidades religiosas, comissões, departamentos e serviços diocesanos para uma envolvência o mais participativa e festiva possível neste dia.

O Sr. D. António Couto enfatizou a importância deste conselho trazer as propostas e o sentir do terreno (chão) da diocese, realçou o papel indispensável dos fiéis leigos na ação pastoral da Igreja e formulou o desejo de que esta dinâmica laical se torne o agir normal da diocese.

 

Secretariado do Conselho Diocesano de Pastoral

in VOZ DE LAMEGO, n.º 4300, ano 85/13, de 10 de fevereiro de 2015