Arquivo

Posts Tagged ‘Cáritas Diocesana de Lamego’

Cáritas, com Portugal, abraça vítimas dos incêndios

A Cáritas Portuguesa acaba de abrir uma conta solidária, para aceitar donativos que serão encaminhados para as vítimas dos incêndios que deflagraram durante o mês de outubro. A conta “Cáritas, com Portugal, abraça vítimas dos incêndios”, criada em parceria com a Caixa Económica Montepio Geral, está disponível para todos os que queiram contribuir para fazer face às necessidades emergentes das vítimas desta catástrofe.

Os donativos podem ser feitos através do IBAN:

PT50 0036 0000 99105878243 94 com o CÓDIGO SWIFT – MPIOPTPL

e através do Multibanco com a entidade: 33333 e referência 333 333 333.

A verba angariada destina-se a ajuda de emergência e para apoio na reconstrução de habitações, assim como outras situações que sejam imprescindíveis para a recuperação dos meios de subsistência.

“A Cáritas está sempre empenhada em fazer tudo o que está ao seu alcance para minorar o sofrimento das pessoas. A destruição de tantas casas, fábricas e terrenos deixaram centenas de pessoas sem norte, sem teto, sem trabalho. Este é um momento difícil, mas o povo português é resiliente e temos a certeza que a reconstrução é possível. É neste sentido que abrimos esta conta solidária, para que todos quantos queiram ajudar tenham um canal que os aproxima das vítimas.” A afirmação é de Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa.

A Cáritas tem vindo a desenvolver diversas reconstruções de casas no seguimento dos fogos de verão que atingiram a zona centro, trabalho que está a ser feito em parceria com as autarquias e através das Cáritas Diocesanas que estão no local. Até agora já estão em processo de reconstrução parcial um total de 14 habitações, 12 das quais nos concelhos de Castanheira de Pêra e de Pedrógão Grande, e as restantes duas no concelho da Sertã. Assim, como o apoio a uma empresa familiar e duas reparações de habitações em Mação.

“É desejo da Cáritas Portuguesa concluir estas reconstruções com a maior celeridade possível, priorizando a segurança e a qualidade das mesmas”, conclui o presidente da Cáritas Portuguesa.

A ação da Cáritas no terreno, é operacionalizada pelas Cáritas Diocesanas, começou logo no início da catástrofe, quando ainda havia fogos por extinguir. Todas as Cáritas envolvidas estão a trabalhar em articulação com as entidades locais, disponibilizando os seus meios técnicos e os voluntários.

Cáritas Diocesana de Lamego,

in Voz de Lamego, ano 87/48, n.º 4434, 31 de outubro 2017

Cáritas de Lamego: Um Adeus ao Amigo D. António Francisco

Passaram-se uns escassos dias desde que o Senhor D. António Francisco nos deixou.  Parece ainda um sonho, a verdade é nua e crua, Deus achou por bem levá-lo para junto de Si, mas para nós foi um choque, foi como se de um membro da nossa família se tratasse.

Um Homem e um Amigo especial para  muitos que com ele privaram, e não foram poucos, sim, o Sr. D. António tinha – os  em muitos locais, desde a terra que o viu nascer até aos lugares mais diversos. Era uma pessoa afável, simples, serena e  disponível para escutar, para dialogar, para aconselhar, em suma, uma pessoa cheia de conhecimento, de afazeres inerentes aos cargos desempenhados, mas  sempre com um sorriso expresso no rosto, olhar atento e  preocupado com os mais frágeis, com os pobres e famílias mais vulneráveis.

Não foi por acaso que há bem pouco tempo tenha sido designado pela Conferência Episcopal,  Presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana. Na sua última entrevista concedida à Agência Ecclesia, face ao novo desafio que acabava de abraçar, referiu: “ …Iniciei o meu trabalho há um mês… Estamos a dar passos e temos preocupações, mas temos também sonhos e propósitos. Temos também um desejo muito grande de trabalhar e estar presente neste espaço tão necessário como é a ação socio-caritativa da Igreja. Temos de ter capacidade de lermos a realidade e escutarmos o mundo. Temos de estar disponíveis para dar resposta às novas formas de pobreza e aos novos desafios da sociedade moderna.” 

É nesta senda que, inspirados na postura do Sr. D. António Francisco face aos desafios dos dias de hoje, num mundo tão desprovido de valores, a Cáritas Diocesana de Lamego procurará exercer a sua missão junto dos que mais precisam.

Obrigado Sr. D. António e que Deus o tenha na Sua Infinita Glória.

Isabel Duarte Mirandela da Costa

Cáritas Diocesana de Lamego

in Voz de Lamego, ano 87/43, n.º 4428, 19 de setembro 2017

Dia Internacional da Caridade

No próximo dia 5 de Setembro de 2017, vai celebrar-se o Dia Internacional da Caridade, data que assinala o aniversário da morte de Madre Teresa de Calcutá,  uma mulher simples que dedicou a sua vida aos pobres e que representava alguns dos valores que dignificam o ser humano ”compaixão, generosidade, solidariedade, alegria e esperança.”

Foi a ONU(Organização das Nações Unidas) que instituiu a data como forma de lembrar a todo mundo o trabalho que é realizado pelas instituições de cariz social, governos e demais pessoas que procuram ajudar os outros, quer monetariamente, quer através do diálogo ou qualquer outra atitude que vise o alívio da sua dor.

Este ano, a  Cáritas Diocesana de Lamego para comemorar a efeméride, irá levar a efeito as seguintes ações:

  • Dado que dentro de dias arrancará mais um ano escolar,  a CDL vai proceder a uma recolha de material para  o efeito ( cadernos, canetas de colorir, dossiers, máquinas calcular, entre outros), nos próximos dias 2 e 3 de Setembro, nas instalações do Supermercado Continente. Esta atividade resulta de uma parceria com a Associação Karingana Wa Karingana e o Instituto de Apoio à Criança, no sentido de apoiar as crianças carenciadas.
  • No dia 5 de Setembro, pelas 18h30m mandará celebrar uma Missa de Ação de Graças, na Sé Catedral de Lamego, por todos aqueles que contribuem com os seus donativos ( monetários, géneros alimentares, roupas e  outros) para permitirem que a Cáritas possa exercer a sua Missão da defesa do Bem-Comum, através da Pastoral Social, fomentando a partilha de bens e a assistência em situações de calamidade e emergência.

No Dia Internacional da Caridade, reflitamos na mensagem que nos é legada pelo Papa Bento XVI, na Carta Encíclica Deus Cáritas Est, 2005, nº25, “ Para a Igreja, a caridade não é uma espécie de atividade de assistência social que se poderia, mesmo, deixar aos outros, mas pertence à sua natureza, é expressão irrenunciável da sua própria essência.”

Isabel Mirandela, Presidente da Cáritas Diocesana de Lamego,

in Voz de Lamego, ano 87/40, n.º 4425, 29 de agosto 2017

Conselho Geral da Cáritas Portuguesa em Lamego

De acordo com o consignado nos seus estatutos, a Cáritas Portuguesa teve o seu primeiro encontro de trabalho deste ano, o qual decorreu no pretérito fim-de-semana de 31 de Março a 2 de Abril, com os representantes das várias Cáritas Diocesanas. Lamego foi a diocese anfitriã desse encontro e os trabalhos tiveram lugar no salão nobre do Teatro Ribeiro Conceição, espaço, mui afavelmente, cedido pela Câmara Municipal de Lamego.

Foi com prazer que a Cáritas Diocesana de Lamego acolheu os participantes nesta reunião de trabalho, pois, para além do cumprimento de um agenda específica neste tipo de organização, propiciou dar a conhecer a nossa bela e mui antiga cidade, localizada numa das mais belas regiões do nosso país, na margem Sul do rio Douro, plena de belos monumentos e sede da Diocese, única diocese portuguesa que não corresponde a capital de distrito.

No que ao cumprimento da agenda de trabalhos diz respeito, houve uma reflexão conjunta sobre as atividades que a Cáritas em Portugal, tem vindo a desenvolver, nomeadamente nas campanhas levadas a efeito ao longo do ano, Semana Nacional Cáritas/10Milhões de Estrelas, noutras de caráter pontual, mormente em situações de emergência, bem como o acompanhamento diário de todas as pessoas que procuram apoio nas instalações das diferentes Cáritas. Neste âmbito, é enriquecedor a partilha de experiências entre todos, numa perspetiva de interajuda e de melhoria de atitudes, sempre com base na missão que subjaz à nossa organização, nomeadamente a animação da Pastoral Social. Um outro ponto abordado com acuidade foi a apresentação do II Plano Estratégico da Cáritas, documento que visa reforçar os princípios fundamentais enquanto organização católica com objetivos específicos e missão direcionada para a ajuda do outro, no respeito pelos valores fundamentais de caridade e justiça social. Ler mais…

Semana Nacional Cáritas | Apoio às famílias

A edição deste ano da Semana Nacional Cáritas, entre os dias 12 e 19 de março, é centrada no tema da Família e pretende reforçar o apoio prestado às famílias e pessoas mais carenciadas em todo o país.

Numa mensagem alusiva ao tema da semana o bispo auxiliar de Lisboa, D. José Traquina, apela à ousadia de, a família, “ser verdadeiramente capaz de construir a Paz”.

“Não conheço como gostaria cada uma das realidades familiares das pessoas a quem agora me dirijo. Não sei, por experiência directa, o que é faltar hoje o necessário para comprar mais um livro ou um caderno que é preciso para a escola; ou o exercício que é preciso fazer a meio do mês, com o salário, para que ele possa chegar até ao fim. Mas sei que muitas vezes a vida do dia-a-dia não é fácil. E, por isso, peço licença para lhe poder propor que, como quer que seja a sua realidade, procure dar passos significativos no sentido de a sua família ser efectivamente construtora da Paz”, sugere o membro da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana. Ler mais…

SEMANA NACIONAL CÁRITAS 2017

Estamos  em plena Época Quaresmal, período particularmente especial para os católicos. Na sequência da Carta Pastoral do nosso Bispo, Reverendíssimo Senhor D. António Couto, para a nossa diocese, sob o lema “Ide e Anunciai o Evangelho a Toda a Criatura”, na sua mensagem reflexiva para a Quaresma, com o título  “O DOM ALUMIA; MAS O PECADO CEGA”, alerta-nos para os problemas da sociedade atual, nomeadamente  “… o pecado, que é uma espécie de nó cego no coração, bloqueia-nos num mundo de portas fechadas a cadeado, tornando-nos imunes, isto é, vacinados, indiferentes, insensíveis, face aos outros e face à Palavra, aquela que vem de Deus, Palavra criadora e carinhosa, e aquela, da ternura dos outros, mas também das suas dores, sofrimentos e gritos.” Ler mais…

Exposição “Crianças Cáritas Austríacas” em Portugal

img_3539

Tal como tinha sido anunciado, decorreu no passado dia 6 de Dezembro, pelas 18h, nas instalações do Museu Diocesano de Lamego, e em parceria com a Cáritas Diocesana de Lamego, a inauguração de uma Exposição subordinada ao tema “Crianças Cáritas Austríacas” em Portugal, após a 2ª Guerra Mundial, entre 1947 e 1958.

Na abertura do evento pudemos deliciar-nos com a audição de belas canções entoadas pelo  Coro da Universidade Sénior  de Lamego, adequadas ao espírito que presidia à Exposição e junto dos respetivos roll up  sobre o tema em questão. De seguida passou-se ao auditório do Museu Diocesano onde se desenrolou  uma sessão solene, com especial destaque para as intervenções do Dr. Eugénio da Fonseca , presidente da Cáritas Portuguesa, Sr. Vigário Geral , Monsenhor Joaquim Dias Rebelo, Sr. Ingo Konig, em representação do Sr. Embaixador da Áustria, que por motivos de saúde não pode estar presente, e a Sra. Karla Benninger  uma das “Crianças Cáritas” acolhidas no nosso país por uma família portuguesa.

Dada a importância do tema, não só a nível cultural mas também histórico, um dos momentos mais enriquecedor e mais sensível, foi o testemunho da Sra. Karla Benninger, a qual partilhou com os presentes tudo o que sentiu ao deixar os seus pais e o seu país, aos seis anos de idade, sem ter a noção do porquê de tal atitude. Só muito mais tarde viria a ter consciência do ocorrido face às nefastas consequências da guerra que assolaram a Europa e, no seu caso concreto, a sua terra, a saber: destruição, morte, fome, desemprego, enfim, como a Sra. Karla referiu, não havia nada. No entanto referiu que houve algo que a acalmou quando chegou a Portugal, ou seja, a receção feita por uma família católica, onde nada lhe faltou, desde o alojamento à sua integração no seio familiar, educação e sobretudo muito carinho. Ainda hoje mantém essa ligação e jamais esquecerá o que fizeram por ela. Frisou várias vezes que foi graças à Cáritas, que ela e muitas outras crianças austríacas, foram salvas, pois na altura os flagelos da guerra estavam bem patentes na mente de todos.

Num momento de partilha e diálogo com os presentes, houve grande emoção, uma vez que Lamego foi uma das cidades que também acolheu algumas dessas crianças. Foi possível obter algumas fotos desse período, cedidas gentilmente pela Dra. Sofia Miranda, que se lembrava ainda muito bem dessa época bem como dos momentos de convívio com as crianças acolhidas no seu seio familiar, e pela Dra. Marina Valle, uma vez que os seus pais também tinham sido família acolhedora.

Durante a sessão foi ainda salientado o papel importantíssimo que a Cáritas, enquanto organização católica, desempenha, estando sempre presente e pronta a desempenhar a sua missão de defesa do bem comum, intervindo em ordem à transformação social, fomentando a partilha de bens e a assistência, em situações  de calamidade e emergência, quer ao nível nacional, Cáritas Portuguesa (a comemorar o seu 60º aniversário) em articulação com as Cáritas Diocesanas, quer ao nível europeu, através da Cáritas Europa  e a nível internacional através da Cáritas Internationallis.

O encontro terminou com uma breve referência à época natalícia que estamos a atravessar, lembrando na Áustria a festa de S. Nicolau, bispo conhecido pela sua caridade e proteção das crianças, e  o Advento na Igreja Católica, preparando o Nascimento do Menino Jesus.

Relembramos  que a Exposição “Crianças Cáritas Austríacas” em Portugal continuará patente ao público até ao dia 31 de Janeiro de 2017.

Cáritas Diocesana de Lamego

Museu Diocesano de Lamego

in Voz de Lamego, ano 87/06, n.º 4391, 13 de dezembro de 2016