Arquivo

Posts Tagged ‘Ação Católica Rural’

Ação Católica Rural | Conselho Nacional ‒ 8 e 9 de outubro de 2016

acr

ALEGRA-TE NA VERDADE: SAI, ESCUTA, DECIDE E ABRAÇA!

COMUNICADO

Reunidos em Conselho Nacional, os representantes de 13 Dioceses em que a ACR está implantada (Aveiro, Braga, Coimbra, Funchal, Guarda, Lamego, Leiria-Fátima, Lisboa, Portalegre-Castelo Branco, Porto, Santarém, Viana do Castelo e Viseu), à luz das linhas de força da VIII Assembleia Nacional de Delegados, reafirmadas pelo Conselho Nacional, projetaram e definiram as prioridades para o triénio e o plano de ação para 2016/2017.

Esteve presente a equipa nacional da ACR e o respetivo Assistente. Contaram ainda com a presença do Sr. D. Manuel Pelino Domingues, Bispo de Santarém–que desafiou a ACR a ir ao encontro das periferias, a estar com o próximo fazendo-nos a nós os “próximos”.

Além das atividades realizadas em cada diocese, e que foram partilhadas neste Conselho Nacional, foram ainda avaliadas como muito positivas as atividades realizadas pela Equipa Nacional, reafirmando-se a importância de um maior empenho na participação dos militantes nestas atividades. Foi reafirmada a determinação do Movimento na sua renovação e revitalização, o prosseguimentoda sua Missão Eclesial e Social, deixando a dinâmica da obrigação e cultivando a dinâmica do fascínio, promovendo um espaço de relações gratuitas, livres da dinâmica da competitividade e do utilitarismo.

Para o programa de 2016/2017 propõe-se:

– estar em sintonia com a comemoração do Centenário das Aparições de Fátima;

– estudar e divulgar a Exortação ApostólicaAmoris Laetitia, promovendo a reflexão sobre o valor da Vida e o lugar da Família num mundo em transformação;

– retomar a Escola de Dirigentes, percurso fundamental para a formação, liderança e militância no Movimento;

– definir um percurso de formação e itinerância paraa ACR.

A Revista Mundo Rural foi reassumida como um órgão integrante e fundamental, sendo necessária uma reflexão cuidada sobre o papel e a missão dos meios de comunicação da Igreja, de forma a discernir o rumo para a nossa Revista, neste contexto de mudança. Será lançada uma campanha nacional para a angariação de novos assinantes.

A forma de trabalho cooperante das Dioceses de Proximidadeé um instrumento essencial para o fortalecimento das equipas e dos grupos, reafirmando-se também como estratégia de trabalho fundamental a constituição de GARA’s (grupos de análise, reflexão e ação).

A ACR reafirma a sua vontade de fazer crescer o Movimento em cada uma das Dioceses e afirma o seu propósito de ALEGRAR-SE NA VERDADE!

A Direção Nacional, in Voz de Lamego, ano 86/47, n.º 4383, 18 de outubro de 2016

 

Ação Católica Rural | Comunicado final

 

comunicado_final_cn_2015_acr-2

CONSELHO NACIONAL DA ARC

O FUTURO É AGORA: SEMEIA, CUIDA, PARTILHA!

 

Reunidos em Conselho Nacional, os representantes de 14 Dioceses portuguesas em que a ACR está implantada (Aveiro, Braga, Coimbra, Funchal, Guarda, Lamego, Leiria-Fátima, Lisboa, Portalegre-Castelo Branco, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu), à luz das linhas de força da VII Assembleia Nacional de Delegados, reafirmadas pelo Conselho Nacional, projetaram e definiram as prioridades e o plano de ação para 2015/2016.

Esteve presente a equipa nacional da ACR e o respetivo Assistente. Contaram ainda com a presença do Sr. D. Antonino Dias, Bispo de Portalegre-Castelo Branco e presidente da CELF – Comissão Episcopal do Laicado e Família – que nos convidou a gerar uma empatia cativadora para servir de suporte à nossa ação evangelizadora. Esta presença foi um sinal da comunhão eclesial que valorizamos na vida do Movimento.

A publicação da Encíclica Laudato Si’ do Papa Francisco, que nos convida ao cuidado da casa comum, é uma interpelação para nós, tendo em conta as nossas identidades rural e a ligação inerente que temos à mãe natureza. Procuraremos assim durante o ano de trabalho reforçar as ações que desenvolvemos neste âmbito.

A proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia constitui uma ocasião especial para sairmos ao encontro dos irmãos das periferias e anunciarmos a misericórdia de Deus com palavras e ações, certos de que “ ser testemunha da misericórdia de Deus é um caminho que começa na conversão espiritual”.

Além das atividades realizadas em cada diocese onde a ACR continua viva e atuante e que foram partilhadas neste Conselho Nacional, foram ainda avaliadas como muito positivas as atividades realizadas pela Equipa Nacional. Reafirmou-se a importância de um maior empenho na participação dos militantes nestas atividades e recomendou-se o desdobramento das mesmas a nível diocesano.

Foi reafirmada a determinação do Movimento na sua renovação e revitalização através da criação de novos grupos de crianças e adolescentes e pelo prosseguimento da sua Missão Eclesial e Social, deixando a dinâmica da obrigação e cultivando a dinâmica do fascínio, com um coração apaixonado por Jesus Cristo.

O Conselho rejubilou com a apresentação de propostas de manuais de animadores de grupos infantis e de adolescentes/jovens, que estarão disponíveis no início do próximo ano pastoral.

Para o programa de 2015/2016 propõem-se as dioceses:

  • estar em sintonia com a Igreja vivendo o Ano da Misericórdia;
  • estudar e divulgar a Enciclica  Laudato Si, promovendo o cuidado pela nossa casa comum;
  • continuar o trabalho em curso valorizando a Família em todas as suas dimensões nomeadamente a social, a espiritual e a económica, acompanhando e apoiando localmente as famílias em necessidade;
  • articular a campanha nacional da ACR com os planos pastorais específicos de cada Igreja Particular.

A revista Mundo Rural foi reassumida como um órgão integrante e fundamental do trabalho do Movimento para formar os seus membros e dar a conhecer a sua ação e missão.

A forma de trabalho cooperante das Dioceses de Proximidade  é um instrumento essencial para o fortalecimento das equipas e dos grupos, pois trata-se de uma estratégia importante para acudir às Dioceses e Equipas Diocesanas com mais dificuldades, mas também para apoiar a expansão do Movimento.

A ACR reafirma a sua vontade de fazer crescer o Movimento em cada uma das dioceses e reafirma o seu propósito de SEMEAR, CUIDAR E PARTILHAR, POIS O FUTURO é quando nós quisermos, É AGORA!

A Direção Nacional, in Voz de Lamego, n.º 4321, ano 85/35, de 14 de julho de 2015