Arquivo

Archive for the ‘Voz de Lamego’ Category

Começar em jeito de agradecimento | Editorial Voz de Lamego

A missão evangelizadora da Igreja diz respeito a todos, por maioria de razão aos ministros ordenados, comprometidos precisamente com o anúncio do Evangelho, a começar pelo Bispo, estendendo-se ao presbitério e aos diáconos, conjugando a pregação com a caridade e com a santificação do povo de Deus, ao qual todos pertencemos como batizados. É uma missão de todos e a todos se destina. Ide e anunciai o Evangelho a toda a criatura.

Neste âmbito fui chamado a assumir a direção da Voz de Lamego, sucedendo ao reverendo Cónego Joaquim Dionísio que, durante 5 anos, nos fez chegar notícias da diocese e da região, da Igreja e do mundo, bem como reflexões pertinentes sobre a vida, a igreja, a fé, a cultura, a comunicação, a educação, contando com colaboradores diretos, como o reverendo Pe. Hermínio, designer e responsável pela imagem do Jornal, pela sua paginação, pela estética que desafia a folhear e a ler a nossa Voz Lamego, como a D. Aniceta, funcionária do Jornal, fundamental para na recolha e preparação final de textos, na gestão de assinantes, no atendimento a quem nos visita, na captação de publicidade.

O jornal diocesano chegou até hoje graças ao empenho e engenho de muitas pessoas. Como diocesano e como sacerdote, sublinho o trabalho realizado e que agora me responsabiliza e compromete. Continuo a contar com todos, com o meu antecessor imediato, Cónego Dionísio, com o Pe. Hermínio, com a D. Aniceta e com todos os nossos colaboradores que assinam crónicas, que redigem e nos enviam notícias, que nos fazem chegar fotografias para ilustrar os textos e com aqueles, pessoas e entidades, que equilibram a contabilidade do nosso jornal, ao contrataram espaços para publicitar e/ou divulgar os seus produtos e trabalhos.

Ao Monsenhor Armando Ribeiro – que já esteve nesta missão como Diretor e que sabe os contornos com que se gere um jornal – agradecemos a generosidade e boa vontade com a qual continuamos a beneficiar, nas sugestões pertinentes, na correção de provas, na promoção da língua portuguesa e na relevância da Voz de Lamego.

Que o Deus de toda a paz nos conceda a audácia, a sabedoria e alegria de continuarmos a servir a Palavra de Deus através da Voz de Lamego, divulgando a região, sempre com um olhar de bênção, de gratidão e louvor ao Senhor da Vida. Que os nossos colaboradores se sintam compensados por cada palavra que ajuda a aproximar, a refletir, a viver, a estreitar laços, a construir pontes! Que os nossos assinantes e os nossos leitores se sintam parte essencial deste projeto diocesano. Muito obrigado. Que Deus vos abençoe a todos e a todos Vos conceda saúde, paz e alegria.

Pe. Manuel Gonçalves, in Voz de Lamego, ano 88/36, n.º 4473, 21 de agosto de 2018

Um livro do nosso Diretor: AO RITMO DO TEMPO. Olhar a atualidade

Joaquim Dionísio decidiu-se pela publicação de um livro, pois «a vida de um jornal impresso é curta», diz ele na Abertura. Na verdade, um jornal lê-se e arruma-se quando não se lhe dá outro lugar menos próprio para o seu muito ou pouco valor; o livro lê-se e guarda-se na estante da casa, normalmente em lugar digno num escritório ou mesmo numa sala.

O leitor de VL vai lendo, certamente, em cada semana, o texto que facilmente se descobre como sendo da autoria do seu Director; só que, e acontece a todos, já não se lembrará do que ele nos quis dizer e comunicar; daí o nascer de uma decisão, agora tomada.

Chega até nós como verdadeira prenda de Natal e estamos certos de que muitos dos seus leitores o quererão ter ao seu lado, na mesa de trabalho e em lugar de fácil acesso, para uma leitura mais repousada e melhor aproveitamento de uma palavra, que se define como um olhar a atualidade, seguindo o ritmo do tempo.

Não querendo fazer trocadilhos com as palavras do título, lembro um professor estrangeiro que dizia que o título de um livro devia ser sempre apelativo; aqui, o apelo está feito pela realidade do jornal, onde o Diretor segue o ritmo do tempo para estar em sintonia com os seus leitores.

Ao começar pela história do automobilista que segue em contramão, mas não se importa com os que lhe buzinam, pois se crê fazer a viagem pela pista certa, diz que «às vezes, nos comportamos como este condutor incauto»,e aí encontra o motivo para as duas primeiras páginas, onde nos diz que o Advento nos coloca no rumo certo, enquanto «tempo de espera atenta e activa…, na certeza de que a vida está sempre adiante».

A partir daí, cabe ao leitor descobrir o rumo a tomar numa vida que não se quer ao acaso, mas segura, porque se segue na via certa que nos leva onde queremos chegar.

Podemos orientar-nos na caminhada pelo «ritmo» indicado no título do livro. Aceite, amigo, a leitura deste livro, pelo qual damos os parabéns a Joaquim Dionísio, o Diretor de VL, que entra no rumo e no ritmo de quem quer ser útil aos seus leitores. Começar é difícil; continuar é mais fácil e isso vai acontecer, certamente; o saber e a força de vontade que norteiam  Joaquim Dionísio em ajudar os outros , num tempo em que as dúvidas aparecem de todos os lados, é garantia de que estamos em presença  de um autor que não deixará os seus trabalhos em favor e ao serviço da comunidade onde estamos inseridos.

Por isso e mais uma vez, os parabéns ao autor.

P.e Armando Ribeiro, in Voz de Lamego, ano 88/06, n.º 4443, 9 de janeiro de 2018

VOZ DE LAMEGO | PRIMEIRA PÁGINA – edição de 4 de junho de 2017