Arquivo

Archive for the ‘Seminários’ Category

Acompanhamento de Peregrinos no Santuário de Fátima

Neste ano em que se celebra o centenário das aparições de Nossa Senhora em Fátima, não podia eu deixar de também me aproximar mais daquele Santuário já apelidado como “altar do mundo”. Ao longo do último ano, várias vezes me debrucei sobre o “Acontecimento Fátima”: quer na oração, quer em leituras, quer em conferências, quer na escolha da música que escutei e, por fim, no zénite que foi a peregrinação dos passados dias 12 e 13 de Maio ao lado do Santo Padre.

No intuito de aprofundar mais intimamente as palavras da “serva e mensageira da Palavra” e sentir mais proximamente a diversidade de formas como, ali, Maria é “saudada por todas as gerações” decidi aproveitar a oportunidade que o Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima oferece aos seminaristas e, durante a quinzena de 15 a 31 de Julho, vivi Fátima em Fátima. O projeto de “acolhimento dos peregrinos por seminaristas” é uma oportunidade única de chegar ao coração daquele santuário. Partilho agora consigo, caro(a) leitor(a), aquela que foi a minha experiência:

O caminho para Fátima de autocarro fazia-me antever as expressões de fé que lá havia de encontrar. O condutor do autocarro, que de forma muito educada me acolheu, é exemplo daqueles cristãos que não varrem os sinais que apontam para a Mãe de Jesus Cristo. Junto ao volante, lá estava uma dezena que, se nunca foi rezada, deve ter a força de (e)levar o pensamento para a proteção maternal de Maria de cada vez que os olhos a fitam. Ler mais…

Pré Seminário no Seminário Maior de Lamego

Realizou-se no Seminário Maior da Diocese de Lamego o Pré Seminário entre os dias 26, 27 e 28 de maio de 2017. Estiveram presentes 6 pré-seminaristas.

Iniciou se a jornada com a receção e celebração da Eucaristia presidida pelo Sr. Padre Vasco Pedrinho onde também estiveram presentes os seminaristas maiores. Saciados espiritualmente passamos ao jantar onde já se encontrava o Reitor de Seminário Maior, o Sr. Padre Joaquim Dionísio e os restantes padres que habitam no seminário. Depois de um momento de descontração e diálogo seguiu-se as nove horas da noite a recitação do santo terço onde se pediu pelas intenções do Santo Padre, do nosso Bispo e pelos bons frutos do pré-seminário que se ia iniciar e pelas vocações mundiais. Para encerrar a noite, houve um encontro com todos onde o Sr. Reitor apresentou uma nota de receção e um pedido de silêncio e oração nestes dias que se iriam passar, não esquecendo claro a interação, diálogo e amizade com os seminaristas maiores.

O segundo dia iniciou-se com a Eucaristia presidida pelo Sr. Reitor. Posteriormente pelas dez horas da manhã decorreu um encontro com o Sr. Padre Vasco onde se retratou o chamamento dos discípulos ajudando-nos a uma melhor compreensão da responsabilidade de ser chamado para a messe do Senhor. Seguiu-se o encontro com o Victor, seminarista do 6ºano onde nos propôs uma dinâmica que consistiu em descobrir letras escondidas pelo jardim do seminário que formavam a palavra “caminho” explicou a vida na pastoral e o quão é importante interagir com as comunidades e o seu pastor. Terminada a meia hora, passamos a ter o encontro com o seminarista Diogo Martinho do 5º ano de Teologia, onde houve um diálogo onde nos explicou o ser chamado e para quê que somos chamados. Seguiu se um encontro com o Sr. Padre Vasco e almoço.

A parte da tarde foi mais recreativa. Organizada pelos seminaristas maiores João Pereira e Marcelo Moutinho, onde nos levaram a visitar o Museu Diocesano, a Cisterna e o Castelo e a Igreja da Santa Cruz do antigo mosteiro dos monges dos Jerónimos. Seguimos a viagem até à Régua onde caminhando pelo cais houve espaço para o lanche e uma meditação sobre a vocação de Santo Agostinho com um excerto do livro dez das Confissões, onde refletimos como a vocação de Santo Agostinho é parecida com as nossas, identificando-me com esta frase do texto: “Provei-te e, agora, tenho fome e sede de Ti. Tocaste-me, e agora ardo por Tua Paz.”

Há noite fomos à procissão de Nossa Senhora dos Remédios, do Santuário até à Sé Catedral, recitando o terço.

O último dia iniciou-se com Laudes da solenidade da Ascensão do Senhor seguindo-se encontros individuais com o Sr. Padre Vasco. Na parte da tarde associamo-nos à peregrinação arciprestal ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios meditando e rezando o terço e participando na Eucaristia presidida pelo nosso bispo D. António José da Rocha Couto, finalizando com um lanche/ajantarado oferecido pelas irmãs Franciscanas Hospitaleiras.

João Patrício

Seminário Menor de Resende

in Voz de Lamego, ano 87/29, n.º 4414, 30 de maio de 2017

Jovens de Almacave em retiro anual

Realizou-se no Seminário de Resende, nos dias 31 de Março, 1 e 2 de Abril o Retiro Anual do Grupo Almacave Jovem, cuja finalidade tem vindo a ser, desde há largos anos, a integração dos adolescentes que se preparam para receber o sacramento da confirmação no grupo de jovens da paróquia de Almacave. Devido à Celebração do Centenário das Aparições de Fátima no presente ano, julgou-se pertinente que, tendo como tema orientador do Retiro -“Estarei sempre contigo”-, Maria estivesse presente e fosse figura central de todas as atividades.

Ao longo de todo o fim-de-semana, os jovens refletiram sobre a importância do “sim” da virgem no projeto de amor de Deus, e foram sendo desafiados a, tal como ela e como os pastorinhos de Fátima, entregar as suas vidas e a dizer “sim”, sem medo. Debruçando-se sobre os mistérios do terço, foram descobrindo a importância da oração, e que as fórmulas tradicionais que, tantas vezes acabamos por repetir de forma mecanizada, podem simplesmente traduzir-se num “Amo-te”. Refletindo sobre os mistérios gozosos, concluíram que, tal como Maria acolheu sem reservas o projeto que Deus tinha para si, também eles eram desafiados a cultivar e deixar florir as sementes que Deus coloca nas suas vidas. Sobre os mistérios dolorosos, foram desafiados, a aceitar as cruzes do caminho, sem medo, e confiantes na promessa dessa vida nova que vem de Deus, que jamais os abandona. Ao abordar os mistérios gloriosos, refletiram sobre as mudanças que o Espírito Santo opera nas nossas vidas, tornando-as mais belas, mais ricas, e permitindo-nos ir mais longe, como o ar que colocamos no interior de um balão vazio e sem utilidade, que lhe permite mudar de forma e alegrar a vida. Relativamente aos mistérios luminosos, os jovens foram desafiados a não deixar nunca esmorecer a chama que acenderam no dia do seu Batismo, e a serem luz uns para os outros.

Este retiro contou com diversos momentos: lúdicos, de silêncio, de oração e de reflexão. Terminou no passado dia 2 de Abril com Eucaristia na Igreja Matriz de Resende, seguindo-se um almoço convívio e uma partilha de testemunhos vividos, na presença dos pais e outros familiares dos jovens participantes. De coração cheio, os jovens partiram com o desafio de dizer “sim” a todos os desafios que Deus vai colocando nas suas vidas, procurando entregar-se totalmente a esse projeto de Amor, tal como Maria, confiando que o seu olhar atento de mãe, encurta as distâncias até Deus e na esperança que o Espírito Santo que irão receber aquando do Sacramento da Confirmação lhes dê força para serem mais e melhores.

Catarina Gonçalves,

Grupo Almacave Jovem, in Voz de Lamego, ano 87/21, n.º 4406, 4 de abril de 2017

Diácono Luís Rafael: Dissertação de mestrado | Anunciar Deus

No passado dia 15, pelas 10 horas da manhã, na faculdade de teologia de Braga, começou, na sala D. Eurico, a defesa de dissertação, que iria ser o culminar e a recompensa de todo o trabalho desenvolvido pelo sr. diácono Luís Rafael Teles Azevedo ao longo de dois anos. Durante este período de tempo, o novo mestre em teologia procurou encontrar uma abordagem exegético-pastoral para uma passagem de 18 versículos de um dos livros da Bíblia: o discurso de Paulo no Areópago (Atos 17, 16-34).

O nosso diácono mostrou-nos, com estes dois anos de profundo estudo, que só um Deus desconhecido se pode ir fazendo um “Deus-conhecido”. De outra forma não se entenderia um Deus-Amor que se quer relacionar connosco, com a nossa inconstância, as nossas mudanças, as nossas pluralidades. Assim, torna-se necessário o nosso envolvimento na economia da Revelação. Torna-se necessária a nossa presença nos Areópagos hodiernos, onde já não se conhece Deus e onde se quer escolher, fazendo-nos testemunhas vivas de Cristo Ressuscitado.

Por fim, sublinha-se que o orientador deste trabalho foi o professor doutor João Alberto Correia e contou também com a avaliação dos professores doutores Bernardo Corrêa d’Almeida e Luís Miguel Rodrigues. O trabalho foi magistralmente avaliado com 18 valores.

Diogo Martinho, in Voz de Lamego, ano 87/19, n.º 4404, 21 de março de 2017

Seminário de Nossa Senhora de Lourdes em Festa

20170211_121037_1486979560345-copia

No passado sábado o Seminário Menor de Resende celebrou em Festa a Solenidade da sua Padroeira, Nossa Senhora de Lourdes. Desde que há memória, este dia é sempre vivido pela comunidade do Seminário com grande alegria, porque celebramos a Mãe de Deus que se dignou apareceu em 1958 a Bernardete de Soubirous na gruta de Massabielle perto de Lourdes em França e  por intermédio desta humilde menina, chamou os pecadores à conversão, despertando na Igreja um intenso movimento de oração e de caridade, sobretudo em benefício dos pobres e dos doentes.

Este é também um dia para acolher e chamar ao Seminário os familiares e os párocos dos nossos Seminaristas. Este ano não foi exceção. Pela manhã começaram a chegar os pais, familiares e alguns párocos.

O primeiro momento foi de receção e de boas vindas. No salão do Seminário, as Irmãs da Comunidade Servas de Maria do Coração de Jesus presentearam-nos com alguns cânticos de mensagem sempre acompanhados de gestos que nos trouxeram alegria e boa disposição. Ler mais…

Pré-Seminário no Seminário de Resende

pre-seminario

Decorreu neste último fim de semana no Seminário de Nossa Senhora de Lourdes em Resende, o segundo encontro de pré-seminário deste ano letivo.

Quatro adolescentes, dois do concelho de Cinfães e dois do concelho de Lamego, aproveitaram esta oportunidade e mais uma vez, viveram a experiência do Seminário juntamente com os nossos seminaristas.

Este encontro teve exatamente esse cariz, que os pré-seminaristas vivessem estes dois dias como se já estivessem no seminário, daí que participaram em todos os momentos que estão programados no fim de semana para os seminaristas. Com eles viveram os vários tempos de oração, os  tempos de estudo, as refeições, o tempo do recreio e de diversão, o desporto e até a oportunidade de visitar os doentes.

Partiram no domingo após o almoço cheios de entusiasmo e alegria levando no coração mais esta passagem pelo Seminário que certamente será uma ajuda preciosa para o seu discernimento vocacional.

Aos seus pais e párocos agradecemos a preocupação e o cuidado que têm em motivar estes candidatos ao Seminário. Mas este cuidado e atenção aos possíveis sinais de vocação, estendem-se a todos os párocos e a todas as famílias da nossa diocese, daí que antecipadamente comunicamos que o próximo encontro de pré-seminário será no fim de semana de 27 e 28 de maio, novamente no Seminário de Resende. De qualquer forma, o Seminário tem sempre as portas abertas para receber os adolescentes e jovens que nos queiram visitar, bem como a possibilidade de nós, seminaristas e formadores, de nos deslocarmos às paróquias para nos encontrarmos com os adolescentes e jovens da catequese e dos grupos de jovens.

Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional

in Voz de Lamego, ano 87/11, n.º 4396, 24 de janeiro de 2017

Jornadas de Formação do Clero – 2.º Dia

dscn0117

O segundo dia da formação do Clero coube ao Pe. Diamantino Alvaíde, recém-doutorado em Teologia Pastoral. Partindo da realidade sociológica da diocese, apresentou-nos desafios pastorais que se impõem neste tempo, neste espaço, contando com as pessoas desta porção do povo de Deus, naquilo que definiu como Pastoral integrada. Continuar-se-á a falar em setores de pastoral, mas na prática há que integrar as pessoas de todas as idades, com as suas circunstâncias, em todos os momentos da vida da comunidade paroquial.

A maioria das paróquias da nossa diocese tem cada vez mais pessoas na terceira e na quarta idade e cada vez menos crianças e jovens. Os jovens seguem para a Universidade e regressam aos fins-de-semana e nas festas ou emigram em busca de melhores condições de vida. Ficam as pessoas mais velhas, com menos escolaridade e menos mobilidade, acentuando-se a pobreza, a ruralidade, o isolamento, com um deficitário acesso aos meios de comunicação social e mais suscetíveis à manipulação moral e social. Em contraponto, rastos de esperança: fraternidade evangélica, consciência que todos dependem de todos, caridade material e espiritual, respeito mútuo, laços mais sólidos e relações mais duradouras. Os idosos são um presente que faz a ponte entre o passado e o futuro. Ler mais…

Jornadas de Formação do Clero – 1.º Dia

dscn0113

As exigências do tempo presente, os múltiplos desafios impostos à e pela humanidade e a delicada – por ser sagrada – missão que o padre é chamado a desenvolver no meio do mundo requerem, deste, um esforço redobrado e um reforço aturado no que respeita à sua formação. Com esta preocupação, a nossa diocese levou a cabo, nos passados dias 16 e 17 de janeiro, as Jornadas de Formação do Clero.

As intervenções do primeiro dia couberam ao Padre José Alfredo Patrício, Defensor do Vínculo e Promotor de Justiça no Tribunal Interdiocesano Vilarealense e no Tribunal Eclesiástico de Viseu, doutorando em Direito Canónico, em Salamanca. Ler mais…

Pré Seminário – 21 e 22 de janeiro – Seminário Menor de Resende

14524523_890386584395647_5178879580499485960_o

O Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional, vem lembrar a todos os párocos que no próximo fim de semana 21 e 22 de Janeiro, decorrerá no Seminário de Nossa Senhora de Lourdes em Resende, um segundo encontro de pré-seminário para todos os adolescentes e jovens que, os párocos entendam, que podem participar nestes encontros.
Para tal devem fazer as inscrições durante a semana ou para o Seminário de Resende ou para os seus formadores.
Os interessados devem estar presentes até às 10h do dia 21 e partiram depois do almoço do dia 22. Devem levar roupa apropriada desporto e se tiverem que estudar, também podem levar os respectivos manuais para que o tempo de seminário seja também um tempo de estudo.

Pe. José Miguel, in Voz de Lamego, ano 87/10, n.º 4395, 17 de janeiro de 2017

Festa no Seminário Maior de Lamego: Instituições e convívio

sml-festa

No passado dia 16 de dezembro, o Seminário Maior de Lamego acolheu as famílias dos nossos seminaristas e os seus párocos, membros de algumas congregações religiosas da nossa cidade e e alguns seminaristas dos Seminários Maiores de Bragança-Miranda e Viseu.

Como de costume, marcando o final do primeiro trimestre, a festa de Natal iniciou-se, pelas 18h30, com a celebração eucarística presidida pelo Bispo de Lamego, D. António Couto. Concelebraram o D. Jacinto Botelho, o Vigário-geral e o Pró-vigário, o Reitor e o Prefeito de Estudos deste Seminário, os párocos dos seminaristas e das paróquias de estágio, bem como os três diáconos recém-ordenados.

Durante a Eucaristia, foram instituídos, no ministério dos Leitores, o Diogo Marinho (V ano) e, no ministério dos Acólitos, o Vítor Carreira (VI ano).

Na homilia, D. António lembrou a estes dois novos instituídos a importância de conhecer as Escrituras e de servir a Deus e à Igreja “andando sempre à volta do Altar”. D. António recordou ainda, à semelhança do que havia dito no dia anterior na festa de Natal do Seminário Menor de Resende, que as casas podem estar mais vazias, mas são as pessoas que lhes dão vida que são importantes, não tanto o edifício em si.

Com isto, recordou o seu desejo e o da Igreja Diocesana de que haja mais jovens que se sintam verdadeiramente atraídos a seguir Jesus para que possam ser motivo de júbilo para todos, tal como o são os recém-ordenados diáconos, que darão nova alegria em Julho com a sua ordenação presbiteral.

Após a Eucaristia, todos os presentes jantaram e conviveram, num espírito do tempo que vivemos.

Em nome do Seminário Maior de Lamego, de todos aqueles que nele habitam, estudam e trabalham, desejo a todos os leitores e benfeitores um “Verdadeiro Natal”, com tudo o que de bom isso significa!

João Miguel Pereira, in Voz de Lamego, ano 87/07, n.º 4392, 20 de dezembro de 2016