Arquivo

Archive for the ‘EMRC’ Category

ENCONTRO E PARTILHA | Jornadas Locais de Escolas Católicas

16422469_988159101284802_8039892018010956261_o

Decorreram no passado sábado, dia 4 de fevereiro as Jornadas Locais de Escolas Católicas, subordinadas ao tema: “Como é que o Evangelho trespassa o nosso projecto educativo?”

Estas Jornadas Locais tiveram um âmbito interdiocesano, com presença de Escolas das Dioceses de Aveiro, Guarda, Lamego, Vila Real e Viseu. Das 5 Escolas Católicas da nossa diocese apenas o Colégio de Lamego se fez representar na pessoa do seu Diretor Pe. Avelino Silva e mais três Professores.

O Seminário de Viseu acolheu-nos da parte da manhã onde, pelas 9.30h, se iniciaram os trabalhos com um momento de oração presidido pelo Bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro. Em seguida o Sr. D. Ilídio apresentou-nos alguns pontos essenciais a ter em conta sobre o papel do Professor na Escola Católica baseados em alguns pontos fundamentais do Papa Francisco. Ler mais…

IV Torneio de Futebol E.M.R.C. da Diocese de Lamego

emrc1

São João da Pesqueira acolheu o IV torneio de futebol da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica no passado dia 04 de fevereiro. Um dia diferente para cinco escolas, oito equipas, cem alunos.

Pelo quarto ano consecutivo, o Secretariado Diocesano do Ensino Religioso de Lamego proporcionou um dia de convívio entre os alunos de diversas escolas da nossa diocese (Lamego) e da diocese de Bragança-Miranda através da realização do IV torneio de futebol EMRC. Este evento contou com a participação das Escolas dos concelhos de São João da Pesqueira, Torre de Moncorvo, Sernancelhe, Moimenta da Beira e Lamego (Latino Coelho).

As escolas envolvidas participaram todas no torneio de futebol masculino e quatro escolas participaram ainda no torneio feminino. Foi uma manhã cheia de convívio e desporto, alegria e diversão. O almoço foi preparado pelo Agrupamento de Escolas de São João da Pesqueira em articulação com o município de São João da Pesqueira.

De tarde, os alunos visitaram o museu do Vinho, um marco nesta zona demarcada do nosso tão prestigiado Douro.

Em nome do SDER Lamego e de todas as escolas presentes, dos alunos e professores, aproveitamos para agradecer o sumptuoso acolhimento do Agrupamento de Escolas de São João da Pesqueira, a amabilidade da diretora do Agrupamento que nos acompanhou em todas as atividades e a recepção e empenho do município de São João da Pesqueira, na pessoa do Vice-Presidente, Dr. Vitor Sobral, que se mostrou disponível para colaborar na organização deste evento como já o tinha feito, há dois anos, na organização do II Encontro Diocesano de alunos de EMRC.

A todos: OBRIGADO.

Mário Rodrigues, SDER Lamego

in Voz de Lamego, ano 87/13, n.º 4398, 7 de fevereiro de 2017

Semana Nacional da Educação Cristã – 21 a 30 de outubro de 2016

semana_nacional2016

EDUCAR – PROPOR O CAMINHO PARA UMA VIDA PLENA

A educação integral é essencial para promover o desenvolvimento harmonioso das pessoas e para alicerçar a justiça, a paz e o bem-estar das sociedades. Portanto, é pela educação que podemos preparar um futuro com esperança.

Por isso, educar é uma tarefa gratificante sem deixar de ser complexa e árdua, nomeadamente no nosso tempo. Assim o reconhece o Papa Francisco na Exortação “A Alegria do Amor” em que dedica um capítulo à missão educativa da família (Cap VII: Reforçar a educação dos filhos).

Perante os desafios da sociedade atual, o papel dos educadores (pais, encarregados de educação, professores, catequistas) não pode ser o de controlar ou de resolver todos os problemas mas “gerar processos de amadurecimento da liberdade dos filhos, de preparação, de crescimento integral, de cultivo da autêntica autonomia” (AL 261). Deste modo, “a educação para a maturidade comporta a tarefa de promover liberdades responsáveis que, nas encruzilhadas, saibam optar com sensatez e inteligência” (AL 262). Ler mais…

O Secretariado Nacional de Educação Cristã reuniu, em Fátima

reunião

O Secretariado Nacional de Educação Cristã reuniu, em Fátima, nos dias 8 e 9 de Julho com os Secretariados Diocesanos de Educação Cristã. O SDER LAMEGO fez-se representar através da equipa do Secretariado, os professores João Ferraz, Mário Rodrigues, Albino Pinto e Simão Carvalho.

Na presença de D. António Moiteiro, fez-se uma reflexão sobre a vivência de Cristo ressuscitado, uma reflexão necessária nas aulas de Educação Moral e Religiosa Católica. “O professor é aquele que já deve ter feito uma reflexão de Deus” (D. António Moiteiro), ou seja, já deve ter feito uma reflexão sobre Deus porque, nas aulas, tornam-se nas primeiras testemunhas de fé dos alunos. Por isso, os professores de EMRC têm de ir crescendo na fé para a transmitir aos alunos, proporcionando momentos de vivência de fé através do alargamento do encontro para além da aula através de encontros como o grupo de jovens ou o encontro em Taizê onde se aprofunda a fé.

Quais são os desafios para os professores de EMRC? Não podemos esquecer que os professores de EMRC têm de ser anunciadores da fé em Cristo, um complemento à catequese e à vivência da fé. D. António Moiteiro referiu que “ninguém pode viver a fé sem uma vivência comunitária“, por isso, é fundamental aproximar as aulas de EMRC da paróquia e a paróquia das aulas de EMRC com o intuito de fazer com que os jovens se sintam integrados na paróquia. Podemos dar um exemplo: o crisma. O Crisma não deve ser o bilhete de saída mas a forma de integrarmos estes jovens nas paróquias. Para isso, temos de os envolver e de lhes dar um papel ativo na paróquia para que os jovens se sintam integrados e úteis. É fundamental existir uma articulação entre os Secretariados da Juventude e da Educação Cristã porque ambas têm uma dimensão kerigmática e evangelizadora, tem de haver uma ligação, uma articulação e um trabalho conjunto.

E fica a mensagem: “A alma que anda no amor não cansa nem se cansa“. Após a mensagem cantada pelos professores de EMRC, a reunião prosseguiu com as referências e inquietações de todas as dioceses. O SDER Lamego referiu a realização do encontro para os alunos de Secundário, o qual se realizou em Lamego e foi um sucesso. Além disso, foram dinamizadas outras atividades enriquecedoras para os alunos. O III Encontro Diocesano para alunos de EMRC este ano também foi realizado na cidade de Lamego. O Secretariado referiu que o número de escolas participantes tem vindo a aumentar. Esperamos brevemente conseguir mobilizar mais escolas.

No próximo ano letivo, o SDER Lamego vai promover mais atividades em conjunto como o IV Torneio de Futebol inter-escolas de EMRC e o fim-de-semana  em Rilhadas, uma oferta organizacional do Secretariado para todas as escolas da diocese, uma partilha benéfica, uma resposta em benefício dos alunos e da disciplina. Além disso, pela primeira vez vai realizar-se o primeiro encontro-convívio para professores de EMRC da diocese e respetivas famílias ainda no mês de julho.

Surge a proposta de atividades para o próximo ano letivo (2016/2017): Semana Nacional da Educação Cristã; Dez milhões de estrelas; Fórum de EMRC para os professores; Semana de EMRC; VII Encontro Nacional de alunos de EMRC do Secundário; XVII Encontro Nacional de Alunos de EMRC do 1º ciclo; e aulas sobre a narrativa dos acontecimentos de Fátima.

Aproveitou-se esta reunião para fazer um balanço das atividades de âmbito nacional realizadas no presente ano letivo.

Nos 100 anos dos acontecimentos de Fátima, surge a proposta de englobar a narrativa dos acontecimentos de Fátima nas aulas de EMRC no próximo ano letivo. Esta proposta ainda está a ser desenvolvida e aprofundada.

Num momento de partilha entre todos os Secretariados Diocesanos, foram debatidos temas em comum que podem ser solucionados em conjunto: várias ideias, uma só voz.

São estas reuniões que ajudam a construir uma disciplina mais dinâmica e mais próxima dos alunos, uma disciplina com sentido onde emergem os valores cristãos e que se torna numa marca viva na vida dos alunos.

Professor Mário Rodrigues (SDER Lamego)

in Voz de Lamego, ano 86/36, n.º 4372, 19 de julho de 2016

Livro: Mural de Valores

Capa Livro Mural

Livro com a colaboração de alunos e professor

O professor de Educação Moral e Religiosa Católica, Mário Rodrigues, deu seguimento ao projeto iniciado no ano letivo anterior no Agrupamento de Escolas Pe. João Rodrigues de Sernancelhe e publica obra poética “Mural dos Valores” com os alunos do Agrupamento de Escolas Dr. Ramiro Salgado de Torre de Moncorvo: um projeto com sentido.

Como refere o professor de E.M.R.C., Mário Rodrigues, no prefácio deste livro “Neste ano da Misericórdia, lembramos os valores inerentes à fé cristã que nos elevam à grandeza da ajuda ao próximo, à prática do bem e à multiplicação do amor porque cada um de nós é o rosto e as mãos de Deus a atuar na história”.

O projeto deste ‘Mural’ surgiu no início do presente ano letivo e desenvolveu-se nas aulas. A obra nasceu e o sonho ficou concretizado. Os alunos empenharam-se e souberam trabalhar em equipa, em união e fraternidade, o que nem sempre é fácil porque surgem ideias diferentes que têm de saber esculpidas num poema escrito a quatro ou cinco mãos. Como o próprio livro nos mostra, este mural foi construído tijolo a tijolo, palavra a palavra, rima por cima de rima, poemas e mais poemas que edificaram esta obra poética.

A solidariedade, a fraternidade, a paz universal, o amor ao próximo e a abertura ao outro fazem parte da identidade do próprio ser humano que cria experiências de encontro e de diálogo interpessoais. Marcado por estas experiências, o ser humano  cria laços que são fruto da amizade, comunhão e cooperação, mural de valores que pretendemos transpor neste livro e que nos tornam pessoas mais justas e humanamente mais ricas e autênticas.

Lembrando a Bula de proclamação do Jubileu Extraordinário de Misericórdia “Misericordiae Vultus” do Papa Francisco, “Jesus é o rosto da misericórdia do Pai” e nós temos de ser o testemunho deste amor misericordioso.

Este mural de valores está patente na Sagrada Escritura, onde a misericórdia é uma palavra importante “para indicar o agir de Deus para connosco. Ele não se limita a afirmar o seu amor, mas torna-o visível e palpável. Aliás, o amor nunca poderia ser uma palavra abstrata. Por sua natureza, é vida concreta: intenções, atitudes, comportamentos que se verificam na atividade de todos os dias… tal como Ele é misericordioso, assim somos chamados também nós a ser misericordiosos uns com os outros” (in Misericordiae Vultus, p.11).

Lembrando todos os intervenientes que contribuíram para o sucesso deste projeto, temos de ter uma palavra de apreço com o município de Torre de Moncorvo que  desde o início se mostrou disponível para apoiar este projeto da disciplina de EMRC e logicamente do nosso agrupamento.

Mário Rodrigues, Professor de EMRC

in Voz de Lamego, ano 86/26, n.º 4365, 31 de maio de 2016

Categorias:EMRC, , Formação, Jovens Etiquetas:, , ,

3.º Encontro de alunos de EMRC Lamego

IMG_3312

O Secretariado Diocesano do Ensino Religioso de Lamego realizou o III Encontro de alunos de EMRC em Lamego no dia 20 de maio. Estiveram presentes uma dezena de escolas, 800 alunos e professores. Foi um dia memorável para os alunos de EMRC que puderam estar presentes neste dia, neste local, neste evento. Festa, música, dança, insufláveis, caminhada, arruada com bombos, convívio, partilha, união, alegria… foram alguns dos ingredientes para o sucesso desta atividade.

O SDER Lamego organizou no passado dia 20 de maio o III Encontro para alunos de Educação Moral e Religiosa Católica. Estiveram presentes diversas escolas dos vários cantos da diocese de Lamego, desde Souselo – Cinfães até São João da Pesqueira, situada no Douro vinhateiro. Destacamos a presença de uma escola que pertence à diocese de Bragança, Agrupamento de Escolas Dr. Ramiro Salgado de Torre de Moncorvo.

O SDER Lamego agradece a todas as escolas que estiveram presentes, aos professores de EMRC que organizaram nas suas escolas a participação neste evento, aos professores que se juntaram a nós e acompanharam os alunos das diversas escolas, aos bombeiros voluntarios de Lamego, à PSP de Lamego e ao município de Lamego que nos recebeu tão bem. OBRIGADO a todos os que contribuíram para o sucesso desta atividade. Também agradecemos a presença do nosso bispo, D. António Couto, que marcou presença neste encontro e nos incentivou a continuar a trilhar este caminho.

Os alunos conviveram com os alunos das escolas presentes, divertiram-se nos insufláveis, nos “matrecos Humanos”, nas aulas de hip-hop e de zumba, e  no concerto musical que contou com a presence do Pe. Marcos e das Escolas da Mêda e Foz Côa. Com o lema deste ano “Passos de Misericórdia”, os alunos percorreram algumas ruas de Lamego e partilharam o almoço porque o objetivo é partilhar e conviver.

Mário Rodrigues

Professor de EMRC,  in Voz de Lamego, ano 86/25, n.º 4364, 24 de maio de 2016

Encontro Nacional de alunos de EMRC do ensino secundário

ENES1

Nos dias 8 e 9 do corrente mês de abril, a cidade de Lamego encheu-se de jovens que vieram participar no VI Encontro Nacional dos Alunos de Educação Moral e Religiosa Católica do Ensino Secundário.Visitaram-nos cerca de 1440 alunos e 160 professores em representação de 13 Dioceses do País. O acolhimento dos alunos teve lugar no estádio dos Remédios por volta das 17.00h do dia 8 nas instalações do Complexo Desportivo de Lamego, com a maioria das actividades a decorrerem no  campo sintético do referido Estádio. Foram diferenciadas as actividades nos múltiplos ateliers propostos: música, dança, teatro, pintura, graffiti. A alegria e a interacção de alunos dos mais diversos pontos do País contagiavam tudo e todos. Após o jantar e forças retemperadas com uma sopa deliciosamente confeccionada pelo CTOE, os alunos desceram o escadório do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios em direcção ao Pavilhão Multiusos. Aí deram continuidade às actividades e surge o primeiro momento de compromisso da e com a disciplina de EMRC: os alunos tinham à sua disposição uma “rede de camuflagem” colocada para o efeito pelo CTOE e eram convidados a escrever uma mensagem sobre a temática do Encontro “…às voltas com o Amor”.

A noite prolongou-se até às 24.00h, em que se dá o 2º momento da noite com o lançamento de centenas de balões de ar quente. O céu encheu-se de cor.

Era hora de descansar (?) e os alunos recolheram ao Pavilhão Multiusos onde tudo estava preparado para uma noite de algum descanso.

O dia 9 de abril “despertou” com alguma chuva que, no entanto, não foi suficiente para desmobilizar. Logo após o pequeno-almoço os alunos receberam das mãos dos militares do CTOE uma carta topográfica para realizarem o moralcaching pelos diversos pontos da cidade de Lamego. O colorido e a movimentação colocavam nas pessoas algumas interrogações: quem são estes jovens? O que andam a fazer?

O Encontro iria terminar na Sé catedral de Lamego com dois momentos significativos: um Itinerário da Misericórdia em 10 passos, no interior da Sé e Claustros, e a Celebração do Envio sob a presidência do Sr. D. António Couto, Bispo de Lamego. Foi um momento muito significativo desta jornada. Não sei se estariam todos os alunos no interior da Sé mas fica uma certeza: não cabia mais ninguém na Sé. O silêncio fez-se: A Parábola do Filho Pródigo foi escutada e reflectida. A mensagem do nosso Pastor foi interiorizada e, alunos e professores, partiram com o coração cheio do amor misericordioso do Pai que dá muitas voltas para nos procurar até nos encontrar. Este Amor de Deus provém do íntimo como um sentimento profundo, natural, feito de ternura e compaixão, de indulgência e perdão.

O Encontro teve um outro desafio que foi proposto aos alunos uns tempos antes, nas suas escolas e com os respectivos professores, na sequência dos desafios do Papa Francisco quando nos convida a sairmos de nós próprios e fazer a experiência de abrir o coração àqueles que vivem nas mais variadas periferias existenciais. Por isso os alunos foram convidados a participar com um bem muito específico – fraldas para crianças e idosos – a entregar a duas Instituições locais: a Cáritas Diocesana e a Santa Casa da Misericórdia de Lamego. A adesão foi fantástica.

Uma palavra final. O nosso profundo agradecimento à Câmara Municipal de Lamego, ao CTOE, à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Lamego, à PSP, ao coral do Grupo de Jovens da Sé.

Pel’ A Equipa Coordenadora

Prof. João Ferraz, membro da Equipa Nacional do SNEC,

in Voz de Lamego, ano 86/22, n.º 4359, 19 de abril de 2016

Celebração da Comunhão Pascal na Escola Básica (2,3) Latino Coelho

603676_559305984243108_2140995915551677098_n

No passado dia 18 de março, pelas 14.30 horas realizou-se a celebração pascal da EB23 do Agrupamento de Escolas Latino Coelho, na Sé Catedral. A cerimónia foi presidida pelo nosso Pároco, Reverendo Padre José Abrunhosa e contou com a participação de mais de 300 celebrantes entre alunos, professores voluntários, pais e encarregados de educação e convidados.

A atividade foi enriquecida e dinamizada por alunos que já realizam atividades pastorais nas suas paróquias. Uma palavra de apreço aos alunos e professores que participaram no Grupo Coral, que se disponibilizaram para realizar as várias leituras, que organizaram o Ofertório Solene e Acolitaram, pela dignidade e beleza que emprestaram à nossa celebração. Esta cerimónia foi um encontro de oração cheio de cor e de música.

A mensagem que pautou a cerimónia foi a Páscoa e a Misericórdia. Aliás, o Padre Abrunhosa na reflexão litúrgica e diálogo com os alunos fez a ponte entre estas realidades. A passagem e a renovação exigida a cada cristão concretiza-se na aceitação do outro e na sua constante dignificação enquanto rostos de Deus. Desta forma, cada um tem a responsabilidade de ser um cidadão atento aos outros, com sentido crítico e com a missão de anunciar e denunciar.

No momento da ação de graças houve ainda tempo para homenagear ao Pai o Pai de cada um através da leitura de um poema que enalteceu as qualidades de cada Pai…do nosso Pai!

Neste âmbito, em jeito de resposta às vozes que se levantam contra este tipo de manifestações, ficou patente que as pessoas não sentiram qualquer pejo em participar voluntariamente e celebrar. Aliás, registamos a ALEGRIA da participação e o respeito por quem não quis envolver-se.

Os professores de EMRC

António Rodrigues/ Simão Carvalho

in Voz de Lamego, ano 86/21, n.º 4358, 12 de abril de 2016

Alunos de EMRC do secundário em Lamego… às volta com o amor

12968038_783614111739303_7508224777570839068_o

A Igreja Católica promoveu o VI Encontro de Alunos de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) do Ensino Secundário esta sexta-feira e sábado, em Lamego, onde estiveram 1500 alunos de 15 dioceses, refere o portal educris.com.

De acordo com a página da internet do Secretariado Nacional da Educação Cristã, que coordena a iniciativa, os alunos de EMRC pertencem a de 65 escolas e participaram num conjunto de atividades dinamizadas a partir do tema «Às Voltas com o amor».

“Estas voltas são também as que Deus faz para vir ao nosso encontro. Muitas vezes andamos como ovelhas transviadas e Ele não esquece. É isso que propomos aos alunos, que andam por caminhos atarefados na sua vida quotidiana, ir ao encontro do Pai”, explica João Ferraz, do Departamento do Ensino Religioso nas Escolas da Diocese de Lamego.

“É vivenciar e experimentar o amor e ir ao encontro do outro que é um dos desafios da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica. O ir ao encontro na partilha, na experiência em dois pilares fundamentais: O amor e o perdão misericordioso”, acrescenta João Ferraz, em declarações à Agência ECCLESIA.

O VI Encontro de Alunos de EMRC do Ensino Secundário começou no dia 8 de abril, sexta-feira,  em Lamego, com o acolhimento no “Estádio de Nossa Senhora dos Remédios onde os participantes fizeram a experiência do amor através da arte, da pintura, da música e da dança”.

“As escolas participantes trouxeram a misericórdia ao encontro através de uma campanha de recolha de fraldas para crianças e adultos que serão posteriormente entregues à Caritas e à Santa Casa da Misericórdia”, informa o Secretariado Nacional de Educação Cristã. Ler mais…

II Encontro de EMRC Lamego

emrc

O concelho de São João da Pesqueira acolheu o II Encontro de alunos de Educação Moral e Religiosa Católica da Diocese de Lamego no dia 22 de maio (sexta-‐feira). Este encontro de alunos de EMRC planeado pelo SDER Lamego contou com a presença de mais de quatrocentos alunos que vieram dos concelhos de Sernancelhe, Tarouca, Mêda, São João da Pesqueira e Foz Côa.

O concelho de São João da Pesqueira acolheu o II Encontro de EMRC. O acolhimento foi feito junto à Escola Profissional e o quartel dos Bombeiros Voluntários. Após o acolhimento de todas as escolas participantes, os alunos da Escola Profissional guiaram os alunos numa pequena caminhada por São João da Pesqueira. A primeira paragem deu-­‐se na praça da República para a foto de grupo. De seguida, rumamos ao museu do Vinho para uma visita, para conhecermos melhor a cultura e a tradição do Douro.

As  atividades  desportivas  e  radicais  realizaram-­‐se  junto  ao  rio  Douro,  em

Ferradosa, possuidora de uma paisagem que as palavras não conseguem descrever. Uma tela pincelada com a vinha, o rio, os barcos de turismo, o comboio e a ondulação típica da paisagem deste local. Escalada, slide, insufláveis, dança e outras atividades ocuparam o resto da manhã dos alunos.

Como  um  dos  objetivos  era  promover  o  convívio,  os  alunos  realizaram  um

almoço partilhado. A Escola Profissional de São João da Pesqueira preparou um almoço, um manjar digno de um grande evento, para todos os professores, motoristas de autocarros, Proteção Civil, Bombeiros e dinamizadores das diversas atividades.

À tarde, realizou-­‐se um concerto musical com a participação do Pe. Marcos

Alvim, a Academia de Música de Sernancelhe e as Escolas de Mêda e Foz Côa. Um momento divertido e descontraído. Contamos também com a presença de D. António Couto, bispo de Lamego.

Um dia diferente na vida destes alunos, uma marca para recordar mais tarde. Aproveitamos para agradecer a excelente organização ao município de São João da  Pesqueira,  na  pessoa  do  vice-­‐presidente,  Dr.  Vitor  Sobral,  que  desde  o primeiro dia acolheu este projeto de braços abertos e nos proporcionou com toda a sua equipa e instituições do seu município (Escola Profissional, GNR e Bombeiros Voluntários) um dia memorável. Obrigado.

Sem dúvida, a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica é uma marca na nossa vida.

Mário Rodrigues Professor de EMRC,

in Voz de Lamego, n.º 4315, ano 85/28, de 26 de maio de 2015