Arquivo

Archive for the ‘Educação’ Category

Conselho Diocesano de Pastoral – 1 de julho de 2017

No passado sábado, 01 de julho, no Seminário Maior de Lamego, reuniu o Conselho Diocesano de Pastoral, sob a presidência de D. António Couto e com a presença da maioria dos conselheiros.

A agenda de trabalho estava dividida em duas grandes áreas: olhar para o percurso feito para identificar o mais e o menos conseguido; perspectivar algumas linhas de orientação para o próximo ano pastoral.

O encontro, cujo início estava marcado para as 9h30, começou com um tempo de oração, seguido de breve meditação do nosso bispo, a que se seguiu a aprovação da acta da reunião anterior. Depois, cada um dos presentes foi convidado a olhar para o ano prestes a findar e a identificar factos, etapas ou iniciativas que contribuíram para o concretizar do proposto e para o alcançar da meta geral fixada. O balanço identificou o muito conseguido, mas também o menos, sublinhando a importância de continuar no rumo proposto que é o da evangelização. A este propósito, D. António Couto não deixou de apontar para os evangelhos e para o exemplo de tantos, onde se encontram apelos e testemunhos de uma total dedicação ao Senhor que quer tudo e todos e não se contenta com calculismos e apenas alguns pormenores.

Em relação ao próximo ano, dentro das temáticas antes propostas, o tema geral andará à volta da caridade, sendo que ainda se esperam contributos de outros organismos diocesanos. A este propósito, ficou marcado um encontro para responsáveis de departamentos, serviços, movimentos e grupos com vista à elaboração do próximo plano pastoral.

Ainda houve uns minutos para sublinhar a oferta do Curso Básico de Formação Religiosa e outras oportunidades formativas possíveis.

A palavra final foi de D. António que, mais uma vez, agradeceu a presença e o esforço de todos, a quem apelou para continuarem a dar o seu melhor pela causa do Evangelho. O almoço encerrou os trabalhos.

JD, in Voz de Lamego, ano 87/34, n.º 4419, 4 de julho 2017

CEFÉCULT – proposta de formação e aprofundamento da fé

CENTRO DE ESTUDOS FÉ E CULTURA DA DIOCESE DE LAMEGO

Para começar no próximo ano pastoral, 2017-2018. Abertas as inscrições. Leia – Partilhe – lance o desafio – Convide

Jornadas Culturais da ESFOSOL e da ESCOPAL – Por uma Vida em Segurança –

A tradição ainda é o que era e dando-lhe continuidade, nos dias 25 e 26 de maio, decorreram mais umas Jornadas Culturais das Escola de Formação Social e Escola Profissional de Lamego. O tema trabalhado foi “Por uma Vida em Segurança” e este foi o fio condutor para as atividades desenvolvidas.

Mais uma vez, e tentando agradar a todos os públicos, tentou-se uma diversificação do programa. Houve atividades lúdicas, desportivas, de formação e de demonstração. Foram várias as entidades que se predispuseram a colaborar connosco, para que juntos mostrássemos aos nossos jovens e à comunidade, que pequenos gestos diários poderão fazer a diferença. No dia 25, depois da habitual caminhada da Rina até ao centro da cidade, tivemos a colaboração de um Grupo Operacional Cinotécnico, Unidade Especial de Polícia, vindo do Porto, que fez uma demonstração sobre a aplicação dos cães no quadro de competências da PSP. Ao final da tarde, retemperaram-se forças com a 14.ª Mostra de Produtos Regionais, apenas possível, com a colaboração de produtores da região das mais variadas áreas, desde os vinhos, passando pelos enchidos, fumeiros, fruta, queijos, padarias e pastelarias. No início da noite, realizou-se um Café Concerto, que teve como palco de fundo o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios. Foi um momento preenchido com o talento dos nossos formandos, eles representaram, cantaram, declamaram poesia, tocaram e animaram o público presente.

Como nem só de entretenimento vivem estes dias, na sexta-feira, decorreram, no auditório do Museu Diocesano, três palestras. A primeira, a cargo da Escola Segura, através dos Agentes Cardoso e Silva, subordinada ao tema “Violências”, a segunda, da responsabilidade da CPCJ, através da Dra. Ascensão Amaral e da Dra. Maria Batista, que falaram de “Alienação Parental”. A manhã ficou completa com a parte teórica de um Mass Training em Suporte Básico de Vida, pelo INEM. Os seus técnicos, que se disponibilizaram a estar presentes, vieram das mais variadas partes do Norte do país, e à tarde, ensinaram, aos nossos formandos, as técnicas e as ferramentas para o socorro e auxílio das vítimas.

Estas Jornadas não seriam possíveis de realizar sem a inestimável colaboração de várias instituições, que desde o primeiro contacto foram incansáveis. Foram elas, a Polícia de Segurança Pública, quer do programa Escola Segura, quer do Grupo Operacional Cinotécnico, o INEM, que disponibilizou operacionais, vindos de várias partes do Norte do país, a Câmara Municipal de Lamego, a Paróquia da Sé, os Bombeiros Voluntários, a CPCJ, o Museu Diocesano e o Centro Diocesano de Promoção Social. A todas agradecemos o apoio e a amizade.

Um outro agradecimento vai para os nossos formandos, os nossos formadores e os nossos colaboradores, que foram incansáveis na dedicação e disponibilidade, para que tudo corresse de acordo com o idealizado.

Mais um ano passou e a promessa mantém-se, a ESFOSOL e a ESCOPAL mantêm a sua firme intenção de continuar a ser referência na formação de jovens, não só como profissionais de topo, mas também como cidadãos ativos, conscientes e dedicados à vida e à comunidade.

As Direções da ESCOPAL e da ESFOSOL,

in Voz de Lamego, ano 87/29, n.º 4414, 30 de maio de 2017

Escuteiros do CNE 140 de Lamego em festa

Decorreu no passado fim de semana a celebração do 88.º aniversário do Grupo de Escuteiros CNE 140 de Lamego, tendo sido realizados diversos eventos comemorativos do mesmo.

Assim, no dia 24 de Março realizou-se a 1ª Gala Escutista “Pegadas 2017”, no Centro Social e Paroquial de Almacave. Este evento que contou com a presença de diversos convidados, de alguns elementos do Grupo Escoteiros 49 de Lamego, dos escuteiros do 140 e de muitos dos seus familiares e amigos que quiseram estar presentes.

Foram agraciados inúmeros escuteiros pela sua ação e participação, desde os lobitos aos séniores, de dirigentes às instituições parceiras e apoiantes daquele Grupo, salientando-se o Município de Lamego, os Bombeiros Voluntários de Lamego e o CTOE, pelo apoio recebido em diversas ocasiões e acontecimentos.

No sábado decorreu a Velada de Armas, na Igreja Paroquial de Almacave, em oração e ação de graças, contou ainda com a presença de outros Grupos de Escuteiros convidados, como seja o Grupo da Tocha, que se fez representar em grande número durante todo o fim de semana.

No Domingo, dia 26 de Março, após o acompanhamento e orientação da procissão do Senhor dos Passos, ato já habitual por este Grupo, deu-se inicio à Eucaristia na Igreja de Almacave, totalmente repleta, para acompanhar as Promessas dos Escuteiros, desde os 4 Chefes aos Lobitos, tendo estas promessas sido testemunhadas pelo Chefe Nacional  e a Secretária Nacional que se deslocaram a Lamego expressamente para este evento.

Vários foram os Agrupamentos que vieram a Lamego para estarem presentes nesta Celebração e acompanharem este momento festivo.

Seguiu-se depois um lanche convívio, entre todos no Centro Paroquial de Almacave onde varias dezenas de pessoas estiveram presentes, demonstrando assim o espirito de união, amizade e fraternidade que carateriza os Escuteiros e as suas famílias.

Isolina Guerra, in Voz de Lamego, ano 87/21, n.º 4406, 4 de abril de 2017

Grupo de Jovens de Tabuaço foi ao cinema… ver o Silêncio

image-4

Nestes últimos tempos temos ouvido falar sobre o filme o “SILÊNCIO”

Trata-se de um filme, baseado no romance de Shusaku Endo, católico japonês, que narra a história de dois padres jesuítas portugueses, Sebastião Rodrigues e Francisco Garpe, que como missionários vão para o Japão. Têm como missão descobrir o paradeiro de um outro padre, Cristóvão Ferreira, que depois de torturado, terá renegado a sua fé.

Por tudo o que nos vinha chegando, parecia ser um filme que nos colocava várias questões, relativamente às dúvidas de fé, às de fidelidade, ao silêncio de Deus…

Sentindo o desafio de nos questionarmos, o Grupo de Jovens da nossa paróquia foi, no passado sábado, 11 de fevereiro, ver o filme. Depois de nos acomodarmos confortavelmente nas cadeiras da sala, não esquecendo as pipocas, lá começamos a vê-lo.

Com o decorrer do filme vai-se instalando o suspense entre todos. Algumas das cenas vividas despertam-nos para realidades muito presentes, como a perseguição aos cristãos!

No final ficamos todos um pouco baralhados. A necessidade de refletirmos sobre o que vimos era evidente. Esse era o objetivo! Interpelarmo-nos sobre o que sentimos e, de certa forma, identificar, nas nossas vidas, situações semelhantes, de dúvida, hesitação, interrogação do silêncio de Deus.

Brevemente, numa próxima reunião do grupo, teremos um tempo de reflexão sobre o que vimos e sentimos. Acredito que todos sairemos mais fortalecidos na fé e no amor a Deus!

Graça Ferraz, Grupo de Jovens de Tabuaço

in Voz de Lamego, ano 87/14, n.º 4399, 14 de fevereiro de 2017

CPM – Curso de Preparação para o Matrimónio

Microsoft Word - CPM 2017 - cartaz A4.doc

A preparação para o matrimónio, para a vida conjugal e familiar, é de importância relevante para o bem da Igreja. De facto, o sacramento do Matrimónio tem um grande valor para toda a comunidade cristã e, em primeiro lugar, para os esposos, cuja decisão é tal que não poderia ser sujeita à improvisação ou a escolhas apressadas.

Hoje, em não poucos casos, assiste-se a um acentuado deterioramento da família e a uma certa corrupção dos valores do matrimónio. O problema da preparação para o sacramento do Matrimónio, e para a vida que se lhe segue, emerge como uma grande necessidade pastoral antes de mais para o bem dos esposos, para toda a comunidade cristã e para a sociedade. Por isso crescem em toda a parte o interesse e as iniciativas para fornecer respostas adequadas e oportunas à preparação para o sacramento do Matrimónio.

O noivado inscreve-se no contexto de um denso processo de evangelização. De facto, vêm confluir na vida dos noivos, futuros esposos, questões que incidem sobre a família. Eles são, por isso, convidados a compreender o que significa o amor responsável e maduro da comunidade de vida e de amor que será a sua família, verdadeira igreja doméstica, que contribuirá para enriquecer toda a Igreja.

in Voz de Lamego, ano 87/12, n.º 4397, 31 de janeiro de 2017

CENTRO DE ESTUDOS FÉ E CULTURA – INQUÉRITO

Para fazer o download em formato PDF, preencher e depois enviar, clique sobre esta primeira imagem ou entre na página da Diocese de Lamego, na secção de download’s e siga o link do Centro de Estudos Fé e Cultura: Aqui.

cefecult_pdf

Para preencher online clique sobre esta segunda imagem ou no seguinte link: Centro de Estudos fé e Cultura

cefecult_online

CONVITE

O cristão, discípulo de Jesus Cristo, é convidado a seguir o Mestre. Mas ninguém segue um desconhecido ou confia num estranho. E é na medida em que conhece que é capaz de amar e de testemunhar, tornando-se missionário, dando “razões da sua esperança” e sendo fermento e luz num tempo em que Jesus Cristo vai perdendo visibilidade. “Já sabemos que a cultura de hoje não transmite a fé, mas a liberdade religiosa… É por isso que voltamos às coordenadas de São Paulo, e precisamos urgentemente de passar de uma fé de mera convenção para uma de entranhada convicção” (D. António Couto, Carta Pastoral, 2016, n.º 10). “Para isso, é preciso dar um colorido novo a tudo o que já existe. E é preciso que todos os que se dizem discípulos de Jesus Cristo, e que já frequentam as nossas paróquias, sejam transformados em verdadeiros Evangelizadores” (D. António Couto, Carta Pastoral, 2016, n.º 13). Ler mais…