Arquivo

Archive for 24/03/2022

Faleceu o Ir Julião Gonçalves, natural da Diocese de Lamego

O Ir. Julião da Silva Gonçalves, filho de José Gonçalves e de Maria da Conceição da Silva, nasceu em S. Joaninho – Castro Daire, diocese de Lamego, no dia 23 de janeiro de 1930. Em setembro de 1947 pediu, por escrito, para ser admitido a Irmão na Congregação e foi aceite.

A 1 de outubro de 1947 deu entrada no seminário do Fraião – Braga, com aspirante a Irmão. Não se sentiu só: encontrou três conterrâneos que tinham vido de S. Joaninho.

Tinha boa saúde, bom comportamento e avançou para o Noviciado, no Fraião, onde veio a fazer a sua profissão religiosa a 9 de setembro de 1950, tomando o nome de Ambrósio.

Iniciou a sua missão como irmão espiritano no mesmo ano 1950, no Fraião, como cozinheiro e alfaiate. Em outubro de 1953 foi nomeado para a comunidade espiritana da Estrela-Lisboa, como adjunto do Procurador das Missões.

A 27 de outubro de 1959 respondeu a um pedido de servir novamente no Fraião como Alfaiate, função que exerceu apenas por um ano e regressou novamente para Lisboa a 23 de setembro de 1960, desta vez para os trabalhos de Alfaiate, Porteiro e Sacristão.

A 22 de setembro de 1964 foi-lhe pedido o serviço de porteiro e alfaiate no seminário de Viana do Castelo. E o irmão Silva correspondeu a este pedido por um ano e depois disto a Congregação pediu-lhe para sair para a missão ad extra.

A 15 de novembro de 1965, deixou Lisboa rumo a Angola a bordo do Navio “Índia”. O seu novo campo de trabalho missionário foi o colégio Espírito Santo de Nova Lisboa (hoje Huambo). O colégio Espírito Santo tinha cerca de 550 alunos e uma vintena de professores e o irmão Silva assumiu o trabalho de secretaria e tesouraria deste colégio. Foram 10 anos (1965-1975) de intenso trabalho, responsabilidade, formação, convivência e diálogo. Ficaram boas recordações nos corações de alunos e professores.

Em 1975, Angola proclama a sua independência e o tempo para fazer as malas foi escasso. O Ir. Silva fez parte de um grande êxodo em massa e uma vez em Portugal foi para a casa da família em São Joaninho. Depois de uma breve estadia na família, em 1976 voltou para Lisboa, onde trabalhou na animação missionária até 1980.

Em 1980 foi novamente nomeado procurador adjunto da Procuradoria em Lisboa, cargo que exerceu até 2020. Foram 40 anos de colaboração e apoio aos missionários e às missões, acolhendo quem chegava e apoiando quem partia, comprando e despachando em contentores ou por correio o que era pedido à Procuradoria. Pelas suas mãos passaram muitas encomendas para Luanda e outras paragens, de missões espiritanas e não espiritanas.

Esta azáfama foi abrandando em recursos humanos e materiais. Com 90 anos, o nosso Ir. Silva, para além das naturais limitações de audição e visão, continuava no seu posto de trabalho, fazendo alguns recados a pedido dos confrades de aquém e além-mar.

Em abril 2021, com os seus 91 anos de idade, na sequência de alguns sintomas, fez exames de saúde no Hospital de Lisboa e o resultado da biópsia concluiu: “Metástase de carcinoma de provável origem prostática”. A 7 de maio teve alta do hospital dos Capuchos, voltou para a comunidade espiritana da Estrela onde teve um acompanhamento personalizado de um técnico de saúde (porque não estava com capacidades de autonomia).

A 11 de agosto de 2021, foi transferido para a comunidade de Braga para continuar com a assistência médica e comunitária. Pouco tempo depois de chegar ao Lar Anima Una, os sinais de gratidão, alívio, serenidade e contentamento foram visíveis, embora a sua saúde fosse debilitada.

No dia 19 de março de 2022, dia de São José, foi internado no Hospital de Braga onde viria a falecer na madrugada do dia 23 de março 2022. Que Deus o tenha no Seu Reino.

Ao longo de 92 anos de vida, 72 foram de pertença à Congregação. Combateu o bom combate, terminou uma longa carreira, na fé e no serviço a Deus e aos irmãos.

Que o Senhor da Messe receba o seu fiel servidor.

O Maria Rainha das missões, dai-nos muitos e santos missionários.

Autor do Texto: Ir. Manuel Carmo Gomes, Missionário Espiritano, in ESPIRITANOS

O Ir. Manuel do Carmo é Missionário Espiritano

Missa de Exéquias, sexta-feira, 25 de março, em São Joanino, sua terra natal, onde irá a sepultar.