Início > Ano Pastoral, Catequese, Eventos, Igreja, Jovens, Liturgia, Peregrinações, Santuários > Acólitos da Sé de Lamego na Peregrinação Nacional

Acólitos da Sé de Lamego na Peregrinação Nacional

Foi um dia de festa e  reencontro o que viveram os acólitos da paróquia da Sé a 1 de Maio.

Reencontro com a Sra de Fátima e os milhares de acólitos portugueses que se reuniram no local que Ela escolheu para nos visitar. Foi a Peregrinação Anual dos Acólitos Portugueses.

São Pedro brindou-nos com um dia de sol, mas não muito quente, perfeito quer para a viagem quer para as atividades realizadas no recinto.

Após uma viagem animada em que a conversa nos aproximou mais como irmãos e amigos e afastou os últimos vestígios de sono, chegamos ao centro Paulo VI tinha justamente sido iniciado o acolhimento e animação – com cânticos e anedotas fomos ficando todos super animados e respondemos entusiasticamente á chamada pelas nossas dioceses ( o grupo da Sé foi um digno representante da diocese de Lamego, mas esperamos ter a companhia de muitas mais paróquias em próximas peregrinações…).

Levamos o entusiasmo para o exterior e quase não conseguimos ficar quietos para o almoço, mas este lá foi e ninguém entrou com fome para o salão do Bom Pastor para a paramentação.

A demora necessária para que todos ficassem prontos foi alguma, mas fomos dos primeiros e pudemos integrar o cortejo em direção á Basílica integrados nas filas da frente, o que nos permitiu esperar já sentados pela entrada organizada da interminável procissão dos nossos colegas – levou 35 minutos para que todos os acólitos presentes entrassem em filas de 8 ( 4 de cada lado) pela porta principal da Basílica e se sentassem ordeiramente nos lugares destinados, o que diz bem da quantidade de participantes !

A Eucaristia, celebrada pelo Bispo de Leiria- Fátima, foi concelebrada pelo Bispo de Bragança- Miranda e inúmeros presbíteros que acompanhavam os acólitos das suas paróquias.

De ambos os lados do altar foram colocados os estandartes de muitos Grupos de Acólitos.

Foi um incentivo para todos ouvir as palavras que o Sr Bispo dirigiu aos acólitos, incentivando-os a persistir no amor a Jesus e ao serviço ao altar, porque, como disse ” o acólito não é o ajudante do padre, mas aquele que, ao lado do padre, está ao serviço dum ministério maior que celebra a presença de Jesus no meio de nós”.

Seguimos em procissão até ao Santuário, adorando o Santíssimo Sacramento entre cânticos; após o que dois acólitos libertaram duas pombas em sinal da missão de todos nós, e lema da peregrinação deste ano – ” O Acólito, fazedor de Paz!”

A despedida à Mãe foi, como habitual, revolteando no ar os cordões das nossas albas, momento emotivo e que molhou alguns olhitos…

Voltamos revigorados! Que a Mãe do Céu nos acompanhe e dê força para cumprirmos sempre o nosso dever o melhor possível.

IM, in Voz de Lamego, ano 88/23, n.º 44589, 8 de maio de 2018

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: