Arquivo

Archive for Outubro, 2017

Obra Kolping reforça aposta no programa Erasmus +

Nos dias de hoje, a globalização é um fenómeno inerente a milhões de pessoas. A livre circulação de informação, bens e seres humanos a toda a hora e por todo o mundo têm contribuindo nos últimos anos, para que este seja cada vez maior e irreversível. Um bom representante daquilo que a globalização, no geral, tem de positivo e onde permite, em particular, contribuir de forma profunda, é o programa Erasmus+. No geral porque permite a circulação de pessoas e de conhecimento pelos países Europeus e em particular porque contribui para o enriquecimento das várias culturas, quer ao nível do conhecimento das tradições no chamado interculturalismo, quer ao nível do multilinguismo e neste caso, do reforço dos valores europeus. Ler mais…

Categorias:Formação, Jovens Etiquetas:,

Paróquia de Penedono com novo Pároco: Pe. José Miguel

 

A tarde estava acinzentada pela densa nuvem de fumo que pairava no horizonte, resultante dos trágicos incêndios que continuam a devastar florestas e vidas humanas. Mas isso não impediu que em Penedono brilhasse uma nova luz. A chegada de um novo pastor reflete sempre a luminosidade de Deus espalhada pela terra.

O povo reuniu-se, com muito entusiasmo e expectativa, á entrada da vila para receber o seu novo pároco. Aí foi acolhido pela população mais adulta, pelas crianças que lhe derram as boas vindas com ramos de flores, e por um significativo número de sacerdotes que se quiseram associar ao Pe José Miguel, nesta nova fase da sua vida sacerdotal.

Após a paramentação dos padres, rumou-se em procissão até à igreja, ao som de cânticos jubilosos. Chegados à igreja inciou-se imediatamente a Eucaristia. Ler mais…

TERTÚLIAS DE OUTONO: Aprender para saber, saber para viver

No dia 14 de Outubro corrente, o Museu Diocesano de Lamego promoveu uma Tertúlia de formação para o que juntou a palavra do P.e Anselmo Borges e do Dr. José Carlos Gomes da Costa, que dissertaram sobre os temas do «Diálogo Inter-Religioso» e «O Rosário e a Família Dominicana» respectivamente.

A D.ra Júlia Lourenço, com uma bela colecção de Terços em exposição numa das Salas do Museu Diocesano, foi a causa próxima desta Tertúlia, que, por estar escrita no plural, nos faz pensar que outras se seguirão e com mais adesão de lamecenses. Alguém dizia antes que Lamego, com fama de pequena Cidade, tinha bons motivos para a cultura de tantos que a visitaram nesse dia. Ainda bem! Ler mais…

Dia Vocacional na Pereira – Paróquia de Cetos

No passado dia 15 de outubro, a comunidade do Seminário de Lamego foi em ação de promoção vocacional à Pereira (paróquia de Cetos), cujo padroeiro é S. José e de onde é natural o Celestino, seminarista de 9º ano.

Estivemos na presença do Sr. Padre Costa Pinto que nos recebeu muitíssimo bem e que nos convidou a participar na Eucaristia. Durante a celebração tivemos a oportunidade de ouvir os sábios conselhos deste Rev. Pe. No fim, apresentámo-nos.

Depois seguiu-se o almoço onde contámos também com a presença do Sr. Padre Américo (pároco) e dos familiares do nosso colega e amigo Celestino, a quem desde já deixamos o nosso muito obrigado pela forma como nos trataram e acolheram.

No final, regressámos ao Seminário.

Agradecemos aos Rev. Padres Américo e Costa Pinto esta excelente oportunidade e esperamos regressar o mais brevemente possível.

 

José Miguel, seminarista.

9.º ano, in Voz de Lamego, ano 87/46, n.º 4432, 17 de outubro 2017

MISSÃO . PEREGRINOS | Editorial Voz de Lamego | 17 de outubro

MISSÃO . PEREGRINOS

 

O próximo domingo, penúltimo de Outubro, é Dia Mundial das Missões e, como habitualmente, o Papa escreveu uma mensagem, este ano intitulada “A missão no coração da fé cristã”, na qual convida todos a serem protagonistas na missão eclesial de anunciar o Evangelho e testemunhar Jesus Cristo. Porque uma fé que não influencia a vida do crente, os seus gestos e opções está adormecida e precisa acordar para assumir a adesão e concretizar o seguimento.

A missão da Igreja funda-se sobre “o poder transformador do Evangelho” e apresenta o Salvador e Senhor da Vida que continua a missão do bom samaritano nos nossos dias.

O convite não é novo, mas apela para uma missão sempre nova e exigente, a cumprir-se num mundo em devir, onde o sofrimento põe em causa a existência de Deus, as guerras adiam sonhos e encurtam vidas e as quimeras abundam e confundem.

Por outro lado, a mensagem papal sublinha também a espiritualidade de êxodo, peregrinação e exílio contínuos que a missão inspira. Isto é, a missão ajuda-nos a perceber que estamos de passagem e, nessa medida, desinstala-nos e provoca-nos a olhar as exigências do caminho, a dependência diante de Deus, a brevidade da vida e a necessidade de dar frutos.

A consciência de que somos peregrinos, convidados a ultrapassar dificuldades e a socorrer quem está no caminho, leva-nos a evitar parar, a olhar para o lado ou a perder tempo, a saber ver os sinais, a aproveitar dons e oportunidades, a não desperdiçar graças, a relativizar o acessório, a construir pontes…

Todo o baptizado é um missionário a caminho. E enquanto caminha tem sempre oportunidade de testemunhar as “razões da sua esperança” ao mundo que o cerca e aos irmãos que encontra.

 

Pe. Joaquim Dionísio, in Voz de Lamego, ano 87/46, n.º 4432, 17 de outubro 2017

Um reparo: Água

Na nossa região, como em tantas do país, as consequências da seca prolongada vão sendo sentidas e comentadas. Não por falta de assunto, mas porque a situação é preocupante. A chuva tarda, as reservas de água nas albufeiras vai escoando e o sofrimento aumenta.

As previsões indicam que a seca vai continuar, que a chuva andará ausente e que, quando vier, será reduzida.

No fundo, todos sofrem com esta realidade que afecta a produção agrícola e a torna mais dispendiosa (captação e transporte de água, reservatórios, electricidade e outros combustíveis, etc), se reflecte no bolso dos consumidores (produtos mais caros) e no meio ambiente (desertificação, incêndios…).

As alterações climáticas estão a acontecer e a motivar mudança de certos hábitos, já que os recursos não são ilimitados. Multiplicam-se os estudos, as previsões e os apelos para uma utilização mais responsável dos meios disponíveis.

É verdade que o calor que se faz sentir proporciona dias de praia e o prolongar da pele bronzeada, que a ausência de frio motiva o passeio, o sair de casa e o adiar da compra de roupa mais quente, que os locutores deixaram de falar na chuva como algo triste e ruim… Mas os nossos agricultores desesperam e vão mostrando e denunciando prejuízos nas suas colheitas e plantações.

Por outro lado, há populações que já dependem da água potável que alguns carros-cisterna lhes levam, provocando o racionamento da mesma e alterando hábitos de vida. Neste particular, só as torneiras secas nos ajudarão a valorizar devidamente o precioso líquido! Porque, como a experiência nos ensina, só a ausência nos faz valorizar a presença e só a carência nos motivará a agradecer a abundância.

JD, in Voz de Lamego, ano 87/45, n.º 4431, 10 de outubro 2017

Categorias:Opinião, Vida Etiquetas:, , ,

Semana Missionária em Nespereira

“Quem dá e se dá por amor não dá recebe.”

Luiza Andaluz,

fundadora da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima

Esta semana missionária decorreu entre os dias 17 a 24 de setembro, foi dinamizada pelas Irmãs Anabela Bulanguete, Joaquina Ribeiro, Mafalda Leitão e Rosária Monteiro,Servas de Nossa Senhora de Fátima, e teve como objetivo preparar a visita Pastoral do Senhor Dom António Couto, Bispo de Lamego, e celebrar os 25 anos de consagração religiosa da Ir. Joaquina Ribeiro, snsf, que é também desta diocese.

Partimos de Lisboa no final da tarde de sábado, dia 16,e levávamos no coração a alegria de sermos enviadas para esta missão.

O programa das atividades, elaborado em diálogo com o Padre José Augusto, pároco da Igreja de Nespereira, foi abrangente pois desejávamos chegar a todos. Constou da participação nas Eucaristias dominicais, onde reforçávamos o convite a que as pessoas participassem nos encontros e celebrações,reuniões de formação para os crismandos, vigília de oração com toda a comunidade cristã e com os crismandos sob o tema “Demos o primeiro passo na construção da paz”, celebração penitencial em preparação para o Sacramento da Reconciliação com os crismandos, encontros de formação com os catequistas, encontros de formação com os casais,visita aos idosos no lar, encontro com as crianças do jardim-de-infância e do primeiro ciclo da escola de Nespereira,encontro com as crianças e adolescentes da catequese, e visita aos idosos, doentes e suas famílias nas suas casas, em que partilhámos a sua vida quotidiana, como as colheitas.

Esta semana foi para nós uma experiência rica de partilha da vida concreta das pessoas, de encontro, de oração, de formação, de celebração da fé em que contemplámos aquelas serras que tanto nos falam da beleza e da bondade do Criador.

Concluiu com a celebração eucarística dominical com toda a comunidade,no dia 24, onde a Irmã Joaquina foi convidada a dar o seu testemunho como consagrada.

Por tudo damos graças a Deus e desejamos que a visita pastoral do Senhor Dom António Couto possa dar frutos abundantes.

Irmã Joaquina Ribeiro

Serva de Nossa Senhora de Fátima

in Voz de Lamego, ano 87/45, n.º 4431, 10 de outubro 2017