Início > Ano Pastoral, Eventos, Igreja, Jesus Cristo, Sacerdotes > Paróquia de Penedono com novo Pároco: Pe. José Miguel

Paróquia de Penedono com novo Pároco: Pe. José Miguel

 

A tarde estava acinzentada pela densa nuvem de fumo que pairava no horizonte, resultante dos trágicos incêndios que continuam a devastar florestas e vidas humanas. Mas isso não impediu que em Penedono brilhasse uma nova luz. A chegada de um novo pastor reflete sempre a luminosidade de Deus espalhada pela terra.

O povo reuniu-se, com muito entusiasmo e expectativa, á entrada da vila para receber o seu novo pároco. Aí foi acolhido pela população mais adulta, pelas crianças que lhe derram as boas vindas com ramos de flores, e por um significativo número de sacerdotes que se quiseram associar ao Pe José Miguel, nesta nova fase da sua vida sacerdotal.

Após a paramentação dos padres, rumou-se em procissão até à igreja, ao som de cânticos jubilosos. Chegados à igreja inciou-se imediatamente a Eucaristia.

Depois da proclamação do Evangelho foi lida a Provisão de Nomeação, e dada posse da paróquia de São Pedro de Penedono ao Pe José Miguel.

Durante a homília o Senhor Pró-vigário Geral fez questão de reforçar a necessidade de o pastor e o povo se manterem continuamente cúmplices da missão evangélica que depende sempre das duas partes. O pastor numa permanente atitude de dedicação, de oferta de si mesmo, de dispensador incansável das bênçãos de Deus. O povo numa constante resposta de acolhimento, de reconhecimento e de agradecimento pelo trabalho esmerado do seu pastor.

A profissão de fé foi feita, primeiro pelo novo pároco, e depois por todo o povo. Imediatamente a seguir, o Senhor Pró-vigário Geral entregou a chave da igreja e a chave do sacrário, que o Pe José Miguel abriu e diante do qual se manteve alguns instantes em adoração.

Ao terminar a celebração eucarística, o novo pároco tomou a palavra para saudar os presentes: colegas, autoridades civis, paroquianos de Penedono, conterrâneos, gente da sua antiga paróquia e família. O discurso assumiu também um tom de agradecimento por todo o acolhimento feito e carinho já demonstrado. Por fim, fez questão de realçar que os seus planos pastorais seriam os “sonhos de Deus” e os que a diocese de Lamego vai propondo em cada ano. Manifestou a sua franca disponibilidade para trabalhar com todos e prometeu proximidade a cada um daqueles que agora lhe estão confiados.

Terminada a Eucaristia, houve ainda tempo e oportunidade para um salutar convívio, à volta de um recheado e saboroso lanche, serviço no centro paroquial de Penedono.

Que a alegria deste dia contagie a todos e alimente o entusiamo de cada um.

Diamantino Alvaíde, in Voz de Lamego, ano 87/46, n.º 4432, 17 de outubro 2017

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: