Início > , Igreja, Opinião, Testemunho > Por terras da Polónia: Testemunho

Por terras da Polónia: Testemunho

Tive por estes dias oportunidade de com um grupo de amigos ir conhecer a Polónia; privilégio desejado por muitos pelo seu Património, História e Natureza, e em particular pelos católicos, por ser o país natal de São João Paulo II, Papa que deixou indeléveis marcas em todos nós e na Igreja Mundial.

Sendo, no entanto, uma admiradora de Ratzinger, com cuja maneira de ser me identifico mais, não fui tanto atrás do Santo, mas mesmo pelo país, que já sabia ser muito bonito e historicamente imperdível.

No entanto, todo o tempo que lá estive foi outra a vertente que me subjugou! A Espiritualidade!

A Natureza, o Património, a História… fantásticos!

São João Paulo… sempre presente!

Mas o Povo, a força espiritual, a religiosidade pura e sincera, o modo simples e inteiro como viviam a Fé…não há palavras!

Num país com mais de 90% de católicos e onde mais de 75% são realmente praticantes, um católico não pode deixar de se sentir em casa, venha de onde vier.

Santuários e Igrejas estão cheios a qualquer hora, famílias vão juntas á missa, crianças pequenas sabem comportar-se com respeito, apesar de muitas vezes pouco atentas pela sua pouca idade, mas estão lá com os pais e irmãos; os pais, homens feitos, não têm vergonha de ajoelhar na pedra, os gestos são feitos com dignidade e respeito, não parecem «enxotar moscas», como por vezes acontece nas nossas Igrejas.

A nossa viagem, feita peregrinação levou-nos pelo Santuário do Cristo da Divina Misericórdia, Santuário de Nossa Senhora de Fátima (construído em Zakopane pelo povo das montanhas após o primeiro atentado contra o Papa a 13 de Maio, em agradecimento à Virgem Portuguesa, no local onde já havia uma capela a Ela dedicada), Santuário de CzestochoWa (Virgem milagrosa Padroeira da Polónia), Igreja da Arka de Deus, Igreja de Wadowice (onde João Paulo II cresceu) e muitas outras Igrejas e capelas, onde se repetiam as manifestações de Fé, a sensação familiar de estarmos em casa e … os sempre presentes altares de Nossa Senhora de Fátima!

Um episódio em especial é bem revelador da força da união do povo em Cristo e com Cristo – chamam-lhe o Dia da Defesa da Cruz:

Os polacos acham inadmissível não ter onde rezar, seja em casa ou no trabalho (só no interior das famosas Minas de Sal de Cracóvia há mais de 40 capelas!). Portanto, quando o governo comunista resolveu construir uma zona industrial gigantesca os operários pediram logo uma Igreja; pensando que não conseguiam fazê-lo, as autoridades deram o aval, desde que os operários pagassem a obra – e eles logo a iniciaram colocando imediatamente uma Cruz a marcar o local, o que provocou uma crescente romaria de pessoas que ali se dirigiam a rezar; vendo o projeto a crescer, as autoridades desagradadas voltaram atrás e decidiram que afinal o edifício iria ser uma escola e enviaram soldados para retirar a Cruz.

Os operários estavam a trabalhar, mas não as suas mulheres, que enfrentaram violentamente os soldados e não arredaram pé.

Até que acabou o turno e quando chegam reforços militares saíram também os operários que logo tomaram a defesa da Cruz e das suas mulheres.

E cada vez se juntava mais e mais gente e não havia meio de conseguirem retirar a Cruz. Finalmente o Governo cedeu.

A Igreja lá está. É a Igreja da Arka de Deus em Nowa Huta, perto de Cracóvia, e é vista como um símbolo de resistência.

Tal como o sindicato Solidariedade esta História é também uma grande lição que o povo Polaco dá ao mundo.

O Sindicato é bem conhecido, mas a Igreja da Arka também o merece.

IM, in Voz de Lamego, ano 87/39, n.º 4424, 8 de agosto 2017

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: