Início > Eventos, Música Sacra, Museu Diocesano de Lamego, Notícias > FRAGMENTOS MEDIEVAIS: Vestígios do canto hispânico

FRAGMENTOS MEDIEVAIS: Vestígios do canto hispânico

Estas palavras foram título para se dar a conhecer nas páginas do nosso jornal uma preciosidade cultural, o exemplar único de um códice existente no Arquivo Diocesano de Lamego, documento que ali chegou como capa de um livro de registo de casamentos, algures na Diocese.

O comunicado/avisopara uma presença no acto de uma apresentação e explicação do que o documento representa não era bastante «chamativo» para essa presença, sobretudo uma presença numerosa na sessão que o explicou e deu a conhecer numa das salas de exposição do Museu Diocesano.

E no dia 20 de Abril não era realmente numeroso o grupo que ali marcou presença, para ouvir a Dra. Raquel Rojo Carrilo, venezuelana, que integra um grupo de estudiosos, da Universidade de Bristol, na Inglaterra, que se dedica ao estudo de verdadeiras preciosidades histórico-culturais que se vão encontrando. E uma foi encontrada, por acaso ou sorte, no Arquivo Diocesano de Lamego.

Esta preciosidade de que falamos e nos falou a Dra. Raquel, foi levada a Roma para estudo e ali ficaram pasmados, ao ponto de terem perguntado como foi levada ali, pois «é um exemplar único», e que se conservou fora do lugar próprio em que devia ser guardada; pior ainda quando ouviram a resposta: «veio numa mala». Foi, examinaram-na e voltou para Lamego.

Afinal, de que se trata? De um fragmento medieval, infelizmente deteriorado como se pode ver pela sua fotografia, e não datado, mas sabendo-se que pertence a uma época que foi do ano 600 até 1080, e que era usado, no seu todo, na Península Hispânica, na aprendizagem e execução musical nos mosteiros cristãos, «impulsionado pelos padres da igreja espanhola e praticado em territórios cristãos e muçulmanos». Saudemo-lo com um «olé», porque chegou a Lamego e podemos orgulhar-nos de ter entre nós, e no nosso espólio cultural, um documento deste género.

Um entre vários, o que existe em Lamego, porque era e é nosso, entrou no estudo do canto hispânico que está a ser seguido em várias Universidades Europeias, está exposto no Museu Diocesano e merece ser conhecido, porque «é uma excelente oportunidade para descobrir o canto hispânico», sendo ao mesmo tempo, «um tesouro cultural europeu único».

O visitante pode dizer, como certamente alguns podem ter pensado no dia da exposição/apresentação: «era isto e só isto o motivo da conferência para a sua exposição?» A mensagem ficou para ser comunicada a quem esteja interessado neste tipo de cultura, já desaparecido no confronto com o rito romano que substituiu esse «repertório musical pelo canto gregoriano» que o Concílio de Burgos (1080) propôs ou impôs na Península Ibérica.

O Pró-Vigário Geral da Diocese de Lamego, Pe. Dr. João Carlos Morgado falou do motivo desta conferência/exposição, apresentou a Dra. Raquel, saudou os presentes e, no fim, agradeceu a presença dos que aceitaram o convite para este acto cultural; e ali estavam representantes do Clero, com o Vigário Geral e outros sacerdotes, das Autoridades Civis e Militares, outros Membros da cultura lamecense, que certamente ficaram enriquecidos com o conhecimento do códice e sua finalidade. O «Fragmento», porque o é na realidade, estará exposto até Julho. Na Sala dos Ícones, que também vale a pena ver, mais um motivo para enriquecer a nossa cultura pessoal ecomunitária, e saber que possuímos «um exemplar único», fragmento medieval que nos mostra vestígios do que era o «canto hispânico» na época que acima assinalámos. Também em Lamego, parte integrante da Península Hispânica de então. Aqui se descobriu uma preciosidade que servia de capa a um livro de registo de casamentos, isto sim, um atentado destruidor por ignorância do que era o códice ou pergaminho a que deram essa finalidade.

Haverá outros nas nossas paróquias? Talvez sim, talvez não, pelo menos com o valor histórico-cultural deste fragmento medieval. Se os encontrar, avise os serviços da Diocese.

Pe. Armando Ribeiro, in Voz de Lamego, ano 87/24, n.º 4409, 25 de abril de 2017

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: