Início > Evangelho, Falecimento, , Igreja, Jesus Cristo, Notícias, Oração, Sacerdotes > Padre José Filipe Ribeiro (1933 – 2017) | Ordenado para servir

Padre José Filipe Ribeiro (1933 – 2017) | Ordenado para servir

7u0a9509-1

Ao final da tarde do dia 9 deste mês, em Penude, Lamego, faleceu o Padre José Filipe Ribeiro que, no primeiro dia de dezembro, completara 83 anos de vida. O funeral realizou-se naquela paróquia, no dia 11, e o seu corpo foi sepultado no cemitério daquela freguesia.

Natural da Paróquia de São Pedro de Penude, do lugar da Matancinha, o Pe. José Filipe nasceu a 1 de dezembro de 1933 e era filho de Matias Ribeiro e de Maria Filomena. Depois de ter frequentado os Seminários da nossa diocese, foi ordenado diácono a 16/03/1957, na capela do Seminário, e presbítero a 15/08/1957, na Sé, por D. João da Silva Campos Neves.

A sua missão pastoral paroquial começou, nesse mesmo ano, por terras de S. João da Pesqueira, em Casais do Douro e Sarzedinho, ao mesmo tempo que assumia a tarefa de capelão da Quinta das Carvalhas. No mês de março de 1967 seguiu para a Guiné como capelão militar, donde voltou passado dois anos, assumindo então a Paróquia de Soutelo do Douto e, a partir de 22/07/1975, também a de Nagoselo, onde restaurou a Igreja paroquial. Em simultâneo, assumiu a leccionação de algumas aulas de EMRC, na escola preparatória de São João da Pesqueira. A partir de cá, promoveu a construção duma Capela no destacamento de Bale, na Guiné. Alguns anos depois, a partir de 1990, veio para mais perto da sua terra natal e assumiu a paroquialidade das paróquias de Figueira (arciprestado de Lamego), Queimada e Queimadela (arciprestado de Armamar). Com as limitações decorrentes da idade e da falta de saúde, foi diminuiu o espaço da missão, sendo Figueira a última paróquia a ser pastoralmente servida por ele, de onde saiu pelo ano de 2010. De então para cá residiu em Lamego e em casa de familiares, em Penude, sendo um sacerdote sempre disponível para auxiliar, nomeadamente no sacramento da reconciliação.

A saúde foi-se deteriorando e os tratamentos médicos foram-se sucedendo, intercalados com internamentos hospitalares. Nos últimos tempos, e tal como noticiado pelo nosso jornal, encontrava-se no Centro Social e Paroquial de Penude. E foi aqui que faleceu.

A Missa Exequial foi presidida por D. António Couto, acompanhado por D. Jacinto Botelho, por três dezenas de sacerdotes e muitos fiéis leigos, não apenas de Penude, mas também de outras terras onde o Pe. Filipe fora pároco.

Louvamos o Senhor da Vida e da Vocação por tudo quanto nos concedeu por intermédio deste nosso irmão sacerdote e por ele rezamos.

JD, in Voz de Lamego, ano 87/10, n.º 4395, 17 de janeiro de 2017

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: