Início > Falecimento, , Igreja, Oração, Sacerdotes, Vida > Falecimento do Pe. José Filipe Ribeiro | 1933-2017

Falecimento do Pe. José Filipe Ribeiro | 1933-2017

7u0a9509

(Pe. José Filipe em segundo plano, com o Pe. Vítor Rosa, em primeiro plano, na Assembleia do Clero, em 17 de setembro de 2012)

 

O Senhor Deus chamou à Sua presença o Pe. José Filipe Ribeiro.

Natural da Paróquia de São Pedro de Penude, do lugar da Matancinha, o Pe. José Filipe nasceu a 1 de dezembro de 1933. Filho de Matias Ribeiro e de Maria Filomena.

Ordenado sacerdote a 15 de agosto de 1957. Começou por paroquiar em Casais do Douro e Sarzedinho, sendo capelão da Quinta das Carvalhas. No mês de março de 1967 seguiu para a Guiné como capelão militar. Dois anos volvidos, regressou à Diocese e assumiu a Paróquia de Soutelo do Douto e, em 22 de julho de 1975, a de Nagoselo, assumindo também a leccionação de algumas aulas de EMRC na escola preparatória de São João da Pesqueira. Neste tempo, promoveu a construção duma Capela no destacamento de Bale, na Guiné, e restaurou a Igreja de Nagoselo.

Posteriormente assumiu a paroquialidade das paróquias de Figueira, Queimada e Queimadela, no Arciprestado de Lamego.

Durante os últimos tempos encontrava-se no Centro Social e Paroquial de Penude, depois de um longo período de doença prolongada.

A Missa Exequial será celebrada na quarta-feira, dia 11 de janeiro, pelas 10h30, na Igreja Paroquial de Penude e será presidida por D. António Couto, Bispo de Lamego.

O Senhor Bispo, D. António Couto, em nome do Presbitério e da Diocese, manifesta as Suas condolências à família do reverendo Pe. José Filipe. Confiemo-lo à misericórdia de Deus.

(Fonte: M. GONÇALVES DA COSTA (1975). Paróquias Beiraltinas. Penude e Magueija. Lamego: Edição do autor).

  1. Cristina Guedes
    10/01/2017 às 2:40

    Fica a saudade de um amigo por quem tínhamos muita estima.

  2. Fr. Isidro
    11/01/2017 às 23:05

    Só hoje soube da triste notícia do “trânsito” (termo usado entre os franciscanos) do Pe. José Filipe. Embora conterrâneo e próximo dos meus familiares da Matancinha, poucas vezes me cruzei com este bom sacerdote. Deixo a minha oração de comunhão com todos os familiares e amigos, mormente membros do presbitério de Lamego.
    Que Deus lhe dê a Bem-aventurança que tantas vezes anunciou.
    Fr. Isidro Lamelas

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: