Início > Eventos, Igreja, Notícias, Oração > Monsenhor Bouça Pires | 25 anos ao serviço da Paróquia de Cambres

Monsenhor Bouça Pires | 25 anos ao serviço da Paróquia de Cambres

dscn0075

A paróquia de S. Martinho de Cambres, no arciprestado de Lamego, organizou uma homenagem ao seu pároco, Mons. José Fernandes Bouça Pires, para assinalar os 25 anos de missão deste sacerdote naquela paróquia duriense. Aconteceu no domingo passado, 16 de outubro, com a Eucaristia às 11h, seguida de almoço/convívio numa casa de turismo rural existente naquela terra.

Em outubro de 1991, Mons. Bouça Pires foi solenemente apresentado às gentes de Cambres como o seu novo pároco, numa cerimónia que contou com a presença do então Vigário Geral da diocese e hoje Bispo emérito de Lamego, D. Jacinto Botelho. A nomeação do novo pároco era esperada há muito, já que o Cón. Joaquim Cardoso havia falecido em fevereiro desse ano.

Como há 25 anos, também neste domingo esteve D. Jacinto Botelho para presidir à Eucaristia, estiveram muitos paroquianos que encheram a igreja, familiares, amigos, vários sacerdotes, escuteiros do Grupo 54 de Cambres e a banda de Cambres que saudou o sacerdote antes da entrada na igreja.

dscn0085

Celebração do sacerdócio

No adro, à entrada da igreja, arranjos diversos anunciavam festa, bem como as pessoas que ali esperavam a chegada do homenageado. Uma breve saudação, o som da banda e a entrada no templo, ladeado pelos escuteiros presentes. Uma jovem, na monição de entrada, sintetizou a razão de ser daquela festa: manifestar a gratidão de um povo que, nos últimos anos, caminhou e cresceu com a presença e acção de Mons. Bouça Pires.

Na homilia, D. Jacinto, não deixando de sublinhar algumas da mensagens contidas nos textos bíblicos do dia, falou da sua alegria em estar presente, da missão paroquial e diocesana que o Mons. Bouça Pires sempre assumiu com alegria e disponibilidade, do sacerdócio que importa valorizar e da gratidão como valor a preservar. Agradecendo o dom da vocação, não esqueceu a família do homenageado, nomeadamente da sua mãe e da sua irmã que o acompanharam nos primeiros anos de paroquialidade em Cambres.

Parafraseando a primeira leitura, na qual se relatava o esforço de Moisés que rezava pelo seu povo, D. Jacinto apelou à oração de todos e de cada um, sublinhando que o “êxito e o auxílio vêm do Senhor” e que o pároco é, no meio do povo, “sinónimo de presença orante e de fé”.

Dirigindo-se a Mons. Bouça Pires, elogiou a sua disponibilidade dos diversos serviços por onde passou (paróquia de Cambres, estudos em Paris, equipa formadora do Seminário Maior, coordenador da Pastoral, membro do Conselho Episcopal…), destacando a sua generosidade e desprendimento, bem como os seus dotes para a pregação do Evangelho.

O cortejo do ofertório trouxe lembranças e provas de gratidão das crianças da catequese e do grupo de jovens. Já no final da Eucaristia foram os Escuteiros a presenteá-lo com um lenço do Grupo e com um objecto que os próprios fizeram.

dscn0071

Gosto de vos ver aqui

Antes da bênção, tomou a palavra Mons. Bouça Pires para agradecer a Deus e a quantos o acompanharam nos 47 anos de vida sacerdotal que já conta e expressar a alegria que o invadiu por ver tantos amigos, tal como o referiu por diversas vezes: “Gosto de vos ver aqui”.

Depois foi elencando pessoas e grupos, aproveitando para manifestar a sua gratidão, nomeadamente para com a Comissão organizadora desta festa.

No final da celebração eucarística, já no adro, os presentes foram convidados a testemunhar o descerrar de uma pedra comemorativa, oferta da Junta de Freguesia que se quis associar à festa e que, pela presença e palavra do seu Presidente, agradeceu a presença e acção deste sacerdote que, sendo natural dos Alhais, Vila Nova de Paiva, já conta 25 anos de vida nesta terra.

No final, na Quinta da Pacheca, cerca de três centenas de amigos continuaram a festa à volta da mesa, onde não faltou uma artista da terra para cantar e animar os convivas. Em jeito de agradecimento, a paróquia ofereceu-lhe uma belo quadro com a gravura da igreja paroquial em prata, após palavras proferidas pela Prof.ª Fernanda Monteiro, destacando e descrevendo um percurso repleto de iniciativas do pároco homenageado.

JD, in Voz de Lamego, ano 86/47, n.º 4383, 18 de outubro de 2016

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: