Arquivo

Archive for 14/10/2016

Resende: Escuteiros em formação… Crescer na fé

cne-resende

Ao primeiro dia do presente mês de Outubro, realizou-se no Agrupamento 1096-Resende uma formação em algumas áreas de espiritualidade propostas pelo “Projeto educativo” do Corpo Nacional de Escutas, Escutismo Católico Português. A formação sobre os “heróis do caminho para a terra prometida”, as “parábolas de Jesus” e “o papel de cada um na Igreja” foi direcionada aos exploradores deste agrupamento (IIª secção). Tratou-se de uma iniciativa que visa contribuir para o desenvolvimento das crianças, quer ao nível do conhecimento da Sagrada Escritura, quer ao nível do conhecimento e participação na vida da Igreja, bem como o crescimento numa fé sólida e esclarecida.

Tendo coincidido com o mesmo dia em que se apresentou o programa pastoral (2016-2017) para a diocese de Lamego cujo tema é “Ide e anunciai o Evangelho a toda a criatura”, parece-me que foi uma boa forma de ajudar as nossas crianças a conhecer e compreender a Palavra de Deus, bem como a Igreja de Jesus Cristo da qual fazem parte.

No que toca à minha experiência junto destes 8 jovens (de idades compreendidas entre os 10 e os 14 anos) só tenho a bendizer: mostraram-se interessados pelos temas, participativos (com vontade de ler e procurar na Escritura as passagens bíblicas), atentos à exposição (não só aos vídeos como também aos slides), colocaram bastantes questões e revelaram uma boa síntese de conhecimentos adquiridos, com certeza, na catequese. Devo por isso prestar aqui o meu agradecimento público aos seus pais, catequistas, párocos e dirigentes escutistas pelo bom trabalho que têm feito, o que me faz acreditar que estas crianças serão bons cristãos no futuro: “queira Deus consumar esse bem”! Agradeço ainda aos chefes de secção que me confiaram a missão de preparar e orientar esta mini – formação que, direta e indiretamente, contribuiu também para o meu crescimento e formação. Dou graças a Deus por ter colocado estas pessoas e o movimento escutista na minha vida, seguramente são como terra fértil para a semente da vocação…

João Pereira

Caminheiro do Agr. 1096 e Seminarista 3.º ano do Seminário Maior de Lamego

in Voz de Lamego, ano 86/46, n.º 4382, 11 de outubro de 2016

MMF: Peregrinação Diocesana ao Santuário de Nossa Senhora da Lapa

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Movimento da Mensagem de Fátima, viveu no passado sábado, dia 8 de outubro, a sua Peregrinação Diocesana Anual, ao Santuário de Nossa Senhora da Lapa.

Como já vai sendo habitual, ao longo de muitos anos, este é um acontecimento que junta muitos Mensageiros, amigos e família em oração à Mãe. Em Ano de Jubileu, prestes a terminar, muitos foram aqueles que aproveitaram a ocasião para celebrar e viver a Reconciliação. A Porta Santa, aberta neste Santuário, foi atravessada pelos Mensageiros de muitas paróquias da Diocese que aqui quiseram vir em busca da misericórdia divina, do conforto da fé e dos auxílios de Nossa Senhora.

Um grupo de Mensageiros das Paróquias de Barcos, Tabuaço e Vale Figueira, orientados pelo sr. Padre Manuel Gonçalves, a quem agradecemos muito a participação e colaboração, deu início à Peregrinação no Santuário, com a saudação a Nossa Senhora da Lapa, numa oração pela paz. A seguir, fez-se a caminhada para o recinto das celebrações, encabeçada pelas bandeiras do Movimento nas Paróquias estavam presentes. O Assistente Diocesano, o sr. Pe. Vasco Pedrinho, orientou a oração e meditações sobre  o tema do  último número do Boletim, intitulado:  “Eu vim para que tenham vida”. Ler mais…

Movimento da Mensagem de Fátima: Adoração Eucarística

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

E sabei que Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos” (Mt 28, 20)

Continuando a viver o Ano Jubilar da Misericórdia, recordando o Centenário das Aparições do Anjo aos Pastorinhos e preparando-nos para as celebrações do Centenário das Aparições de Nossa Sennhora, em Fátima, o Movimento da Mensagem de Fátima tem promovido ao longo deste ano, no primeiro Domingo de cada mês, uma hora de Adoração Eucarística na capela do Espírito Santo, na cidade de Lamego. O fundamento, a origem e a meta da Mensagem de Fátima é Jesus Cristo, de quem o Anjo foi adorador e portador na Loca do Cabeço. Como propósito e dever do MMF propomos que se promova e se incentive a participação nestes momentos de oração tão íntima e intensa de adoração e de louvor eucarístico. Em plena baixa da Cidade, onde por vezes o ruído exterior se mistura com o som dos cânticos e orações no interior, esta bela Capela do Espírito Santo quase sempre se enche de fiéis para rezar, louvando, agradecendo, suplicando e intercedendo a Jesus Sacramentado.  Como seria proveitoso para todos os fiéis que aqui ou noutros espaços e nas suas paróquias tivessem a oportunidade de estar mais com Jesus, para além da celebração da Eucaristia, como  tão bem nos ensina o pequeno Francisco e como solicitamente nos recomedam os documentos da Igreja:

“A Igreja Católica sempre prestou e continua a prestar este culto de adoração que é devido ao sacramento da Eucaristia não só durante a missa, mas também fora da sua celebração: conservando com a maior diligência as hóstias consagradas, expondo-as aos fiéis para que solenemente as venerem, e levando-as em procissão” (Catecismo da Igreja Católica, 1378).

Como tão bem afirmava Santo Afonso Maria de Ligório: “A devoção de adorar Jesus sacramentado é, depois dos sacramentos, a primeira de todas as devoções, a mais agradável a Deus e a mais útil para nós”; e ainda como refere São João Paulo II na sua Encíclica Ecclesia de Eucaristhia, nº 25,  “O culto prestado à Eucaristia fora da Missa é de um valor inestimável na vida da Igreja, e está ligado intimamente com a celebração do sacrifício eucarístico. A presença de Cristo nas hóstias consagradas que se conservam após a Missa – presença essa que perdura enquanto subsistirem as espécies do pão do vinho – resulta da celebração da Eucaristia e destina-se à comunhão, sacramental e espiritual. Compete aos Pastores, inclusive pelo testemunho pessoal, estimular o culto eucarístico, de modo particular as exposições do Santíssimo Sacramento e também as visitas de adoração a Cristo presente sob as espécies eucarísticas”.

Que Nossa Senhora do Rosário de Fátima, a Mãe Eucarística, nos guie pelos caminhos do amor e da esperança, com a alegria e a certeza da presença real, sempre actual e actuante de Jesus na Eucaristia.

Pe. Vasco Pedrinho, Assistente Diocesano do MMF

in Voz de Lamego, ano 86/46, n.º 4382, 11 de outubro de 2016