Início > Ano Pastoral, Eventos, , Igreja, Jesus Cristo, Jubileu da Misericórdia, Nossa Senhora, Notícias, Oração, Peregrinações, Santuários > Escuteiros em peregrinação no Santuário de Nossa Senhora de Fátima

Escuteiros em peregrinação no Santuário de Nossa Senhora de Fátima

cne-fatima2

Era um gosto vê-los chegar, logo pela manhã do dia oito de outubro de 2016, partindo de dez lugares diferentes, previamente escolhidos pela organização, à volta de Fátima onde começara a primeira etapa da Peregrinação Nacional do CNE. Era uma caravana imensa que encheu de alegria e fé juvenil cerca de 50.000 participantes de todo o país, da França, da Espanha, da Suíça.

O lema estava bem declarado no logótipo da bandeira da Peregrinação, empunhada com orgulho: 10.100 fm: 10-dezena; 100-Centenário das aparições; f-Frassati/Fátima e o slogan: sintoniza-te nos trilhos da Misericórdia.

O primeiro fator que motiva esta Peregrinação é a celebração do centenário das aparições. Embora só se celebre em 2017, fizemo-lo agora porque, no próximo ano, iremos realizar o ACAC (Acampamento Nacional). Não era fácil (logística e economicamente) movimentar duas vezes, no mesmo ano, esta imensa quantidade de jovens que formam, hoje, a maior associação de jovens católicos no nosso país e no mundo. Por outro lado a visita do Papa Francisco irá ocupar todas as atenções no próximo ano.

Cada agrupamento foi convidado a fazer um percurso a pé até ao Santuário. Durante os seis quilómetros deste percurso, houve momentos de paragem para reflexão sobre a Palavra de Deus, das Memórias da Ir. Lúcia, de oração, de cânticos onde não faltaram as violas para que a mensagem fosse mais interiorizada e vivenciada no coração. Tudo planeado, antecipadamente e posto à disposição dos escutas, como orientação comum, mas onde, cada agrupamento, lhe dava a sua originalidade criativa.

Chegados ao Santuário todos fizeram a passagem pela Porta Santa, pois quisemos ligar-nos a outro acontecimento relevante que é a celebração do Jubileu Extraordinário da Misericórdia cujo encerramento se efetuará no dia 20/11/2016.

A caminhada só terminou na Capelinha das Aparições para o encontro com Maria, Mãe dos Escutas, que os aguardava com a serenidade que transparece do seu olhar terno.

Ocupando a tarde de Sábado, os cinco “trilhos” propostos, foram momentos de informação, formação e conhecimento mais profundo da Mensagem de Fátima.

A abertura oficial do campo e a montagem das tendas, ao fim da tarde, foram (como são sempre) momentos inesquecíveis de alegria e entusiasmo, ao mesmo tempo de trabalho e mestria para que as tendas ficassem no seu lugar próprio e com as condições mínimas para o descanso noturno (???) aliás, bem merecido.

Mas o ponto culminante foi a Eucaristia de Domingo, participada, vivida, cantada, aplaudida em comunhão fraterna.

Não faltou a palavra do Papa Francisco que quis deixar o seu convite ao compromisso para deixarmos um mundo um pouco melhor do que o encontramos.

O Presidente da Eucaristia foi o senhor D. Joaquim Mendes, Vogal da Comissão Episcopal do Laicado e Família que, por este cargo, acompanha o CNE. Deixou, na homilia, palavras de entusiasmo ao CNE pelo que já fez com os nossos jovens e de estímulo para dar um pouco de nós mesmos para bem de uma sociedade que tanto precisa de valores cristãos e humanos.

“O CNE é chamado a prosseguir com renovada esperança o seu caminho nos “trilhos da Misericórdia” e tornar-se protagonista no serviço, tornar-se uma resposta concreta às necessidades da humanidade, ser sinal vivo do amor misericordioso de Jesus para o nosso tempo. Incentivou o CNE a que “seja” um olhar para acolher, acompanhar, proteger construir pontes.”

Terminada a Eucaristia todos se despediram e partiram, após o almoço oferecido pela organização, para os seus agrupamentos mais revigorados e com a certeza que nunca mais seriam os mesmos depois desta experiência maravilhosa.

Por fim, uma palavra de louvor às três centenas de Escuteiros da nossa diocese que estiveram presentes, oriundos dos Agrupamentos de S. Martinho das Chãs, de Lamego, de Avões, de Penude, de Castro Daire, Cinfães, Penedono, Meda e Vila Nova de Foz Coa. Sempre Alerta!

Pe Artur Mergulhão (Assistente Regional de Lamego),

in Voz de Lamego, ano 86/46, n.º 4382, 11 de outubro de 2016

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: