Início > Abertura do Ano Pastoral, Ano Pastoral, Carta Pastoral, D. António Couto, Editorial, Eventos, Igreja, Notícias > PRESENÇA E TESTEMUNHO | Editorial Voz de Lamego | 27 de setembro

PRESENÇA E TESTEMUNHO | Editorial Voz de Lamego | 27 de setembro

2015-10-03-10-10-26

O destaque de capa e do Editorial, do Pe. Joaquim Dionísio, Diretor da Voz de Lamego, vai para a abertura do Ano Pastoral, no próximo dia 1 de outubro, no Seminário Maior de Lamego, com a apresentação da Carta Pastoral de D. António Couto e com as linhas mestras do Plano Pastoral para a Diocese de Lamego, para o novo ano de 2016-2017.

PRESENÇA E TESTEMUNHO

No próximo sábado, primeiro dia de Outubro, D. António Couto apresenta a sua Carta Pastoral à diocese. Nesse dia será também divulgado o Plano Pastoral, inspirado no convite/mandamento evangélico “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a toda a criatura” (Mt 16, 15) que o nosso bispo escolheu como lema para esta nova etapa.

Acreditamos que o Espírito Santo é o “protagonista da missão” e que todas as planificações humanas são apenas meios e instrumentos que visam contribuir para a sinodalidade eclesial. Com efeito, é o “caminhar juntos” que nos define e é no caminho que nos encontramos, evangelizamos, testemunhamos, realizamos. Por mais minucioso, abrangente e bem elaborado que seja o plano de acção, não deixa de ser apenas uma proposta, um convite e uma ajuda para um caminho que não percorremos sozinhos e um contributo indispensável para mantermos o ritmo.

Para lá da alegria que qualquer encontro de amigos provoca, promover e participar na abertura solene do ano pastoral significa também a vontade de começar bem, de afirmar uma pertença comum, de assumir um compromisso com os demais, de continuar de forma empenhada um percurso, de querer contribuir para a missão e de testemunhar a comunhão.

As 223 paróquias da nossa diocese, mais ou menos populosas, marcadas ou não pela idade dos seus membros, distantes ou próximas dos centros urbanos, participativas ou mais acomodadas, mais ou menos organizadas pastoralmente, disponíveis para avançar ou mais vocacionadas para a rotina, com párocos residentes ou não… merecem conhecer a proposta do Pastor para todos os fiéis que lhe estão confiados.

O objectivo último será sempre a evangelização e a consequente edificação da Igreja, o que não se consegue sem a presença, o protagonismo e o testemunho de baptizados conscientes e disponíveis para colaborar com o Senhor da Messe.

in Voz de Lamego, ano 86/44, n.º 4380, 27 de setembro de 2016

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: