Arquivo

Archive for 16/09/2016

Dia Internacional da Caridade | Francisco: A Paz na Síria é possível!

catitas1

O Dia Internacional da Caridade comemora-se a 5 de setembro e foi proclamado pela Assembleia Geral das  Nações Unidas em 2012, através da Resolução 67/105, tendo por base a promoção do diálogo, a solidariedade e entendimento mútuo entre os povos da terra, cuja comemoração se efetuou pela primeira vez em 2013.O dia 5 de Setembro assinala ainda o dia do falecimento de Madre Teresa de Calcutá, religiosa que dedicou toda a sua vida a ajudar quem mais precisava, sobretudo os mais pobres.

Este ano, a Cáritas Diocesana de Lamego, enquanto organização católica, como forma de assinalar a data, em consonância com o  apelo feito pelo Papa Francisco e em articulação com o Grupo de Jovens da Sé, organizou uma Vigília de Oração na Sé Catedral de Lamego  pela Paz na Síria.

A vigília teve o seu início às 18horas, com a recitação do Terço em louvor de Nossa Senhora, rezando pela sua intercessão em diversos problemas gravíssimos que afetam a sociedade atual, de modo particular os que são vítimas da injustiça e da  guerra. Em cada mistério do terço foi lido um texto reflexivo subordinado aos temas: caridade, guerra na Síria, as aflições de todos os refugiados que continuam a atravessar o mar do Mediterrâneo e apelo a todos aqueles que, com responsabilidades políticas, tentem chegar a um acordo de Paz naquela região. A acompanhar os textos apresentados, foram divulgadas imagens da Síria (antes e depois), um vídeo com o testemunho de uma jovem Síria, apresentado nas Jornadas Mundiais da Juventude em Cracóvia e um outro do Papa Francisco a apelar à oração pela Paz na Síria.

Foi um momento alto de Oração/Reflexão e comovente, em que por intercessão de Nossa Senhora se pediu a Deus que,  na sua infinita misericórdia, proteja os refugiados, as crianças órfãs e desaparecidas, bem como sensibilidade na tentativa de resolução dos problemas,  em busca de um mundo sem guerras, mais justo e com mais amor.

Após a recitação do Terço, seguiu-se a   celebração da Eucaristia, presidida pelo Reverendíssimo Senhor Padre Marcos Alvim. Nesta Eucaristia, continuando a nossa oração pela Paz, no momento de Ação de Graças foi  projetado um pequeno vídeo sobre a vida e obra de Madre Teresa de Calcutá, proclamada Santa Teresa de Calcutá, no dia anterior, 4 de Setembro, em Roma, na Praça do Vaticano, por Sua Santidade o Papa Francisco.

 

Cáritas Diocesana de Lamego

Isabel Duarte Mirandela da Costa,

in Voz de Lamego, ano 86/42, n.º 4378, 13 de setembro de 2016

Paróquia de Almacave: Espiritualidade catequética pelo Vale do Varosa

cat-almacave

No dia 10 de setembro de 2016, foi realizada uma viagem de catequistas no âmbito de um encontro de Formação e Convívio dos Catequistas da Paróquia de Almacave pelo Vale do Varosa que se situa em Tarouca. A parte da manhã foi preenchida com a visita a São João de Tarouca onde visitámos o mosteiro local. Ali pudemos ver a beleza dos vários séculos, desde D. Afonso Henriques, até à atualidade.

Este mosteiro é algo influente na história do nosso país, já que foi construído por ordem dos fundadores do Condado Portucalense, e esteve a cargo dos monges de Cister, sendo o primeiro mosteiro da Ordem de Cister construído em Portugal. Este mosteiro localiza-se junto do rio Varosa. No mosteiro estão representadas as figuras de vários padres, bispos e papas e até mesmo S. Bento e S. Bernardo. Depois de vermos algumas pinturas e esculturas ali presentes, fomos ao museu local onde se podem ver os materiais encontrados nas escavações do mosteiro.

Visitámos ainda o horto e ruínas do Mosteiro de S. João de Tarouca.

Após aquela visita tão agradável, partimos para Salzedas. Aí visitámos o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, que tem incluído um museu onde se encontram diversas peças de arte. Pudemos ver as várias partes desse mosteiro, como os claustros e a sala do Capitulo. Logo a seguir, visitámos a Igreja de Santa Maria de Salzedas onde marcámos a nossa presença no livro de visitas!

De seguida, almoçámos num restaurante perto do mosteiro e da Igreja de Santa Maria de Salzedas.

Já no fim da viagem, visitámos a Casa do Paço de Dalvares, que foi a antiga casa de D. Egas Moniz, transformada num museu. Aí tivemos também um momento de reflexão e preparação do ano catequético. Eu, que não participei como catequista, mas sim como catequizando, achei esta experiência muito interessante. E tenho a certeza que todos os catequistas presentes também devem ter gostado daquele que foi um dia bem passado em convívio

Miguel Sardão, 7º ano da Catequese

in Voz de Lamego, ano 86/42, n.º 4378, 13 de setembro de 2016

Conselho de Pastoral: Ide e anunciai o Evangelho a toda a criatura

fotografia-2

No passado sábado, dia 10, na Casa de S. José, reuniu o Conselho Diocesano Pastoral, sob a presidência de D. António Couto e com a presença de quase todos os conselheiros. Entre os diversos temas propostos para análise e consideração, o ultimar do Plano de Pastoral para o novo ano que agora começa e que será vivido sob o lema “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a toda a criatura”.

O nosso bispo começou por apresentar alguns traços da Carta Pastoral que está a concluir e que norteará o referido plano. Um texto que se inspira nos últimos versículos do evangelho de Marcos (Mc 16, 14-24) e que procurará sublinhar a urgência da participação de todos nesta obra missionária da Igreja, enviada a todo o mundo e em todos os tempos. Os destinatários do anúncio e do convite todos, porque todos são prioritários. E nesta missão, que se cumpre na proximidade e com ternura, os anunciadores são convidados a serem testemunhas fiéis de Jesus Cristo, quais transparências do Senhor, e não meros animadores ou monitores. A Carta, que será publicada e divulgada no próximo Plano Pastoral, convida todos os diocesanos a serem “testemunhas que estremecem”, mais do que “animadores que entretêm”.

Para o cumprimento desta missão, com esta profundidade, todos são convidados a pensar, a ver, a falar e a fazer tudo quanto é “bem, belo e bom”, evitando tudo quanto possa afastar ou ofuscar o essencial. Será necessário encontrar e saber Jesus para “ver do ponto de vista de Jesus”, anunciando-o e testemunhando-se como Aquele que dá sentido pleno à vida.

A reunião ficou também enriquecida com as sugestões dos conselheiros, com destaque para a necessidade de se apostar na formação cristã dos fiéis da nossa diocese. Entre as diversas sugestões, ficou também aquela que prevê a realização do Dia da Família Diocesana em forma de peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima, neste ano em que se assinalam os cem anos das aparições. Sobre o assunto haverá depois as confirmações necessárias.

O encontro terminou com o agradecimento, feito pelo Pastor diocesano, a todos os presentes, bem como o convite a participarem activamente na edificação da Igreja diocesana.

JD, in Voz de Lamego, ano 86/42, n.º 4378, 13 de setembro de 2016