Arquivo

Archive for 21/04/2016

Escolas de Tarouca: Laço humano contra maus tratos de crianças

tarouca-laço

As crianças do Centro Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. José Leite de Vasconcelos e Jardim de Infância Santa Casa da Misericórdia de Tarouca protagonizaram hoje uma ação de sensibilização contra os maus tratos infantis.

Sob o mote “a melhor forma de tratar o problema é impedir que aconteça”, os mais pequenos formaram esta tarde, no Centro Escolar de Tarouca, um mega laço humano, a primeira ação da campanha “Abril – Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”, promovida pelo Município de Tarouca, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Tarouca, CLDS 3G Tarouca Social, Agrupamento de Escolas e Santa Casa da Misericórdia de Tarouca, tendo em vista a consciencialização da comunidade para a importância da prevenção dos maus tratos na infância, da família, para o exercício de uma parentalidade positiva, e da criança/ jovem, para os seus direitos.

A iniciativa contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Tarouca, Valdemar Pereira, da Presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Tarouca, Susana Gouveia, do Diretor do Agrupamento de Escolas Dr. José Leite de Vasconcelos, Eduardo Almeida, e da representante da Santa Casa da Misericórdia de Tarouca, Célia Pereira, bem como toda a equipa do CLDS 3G Tarouca Social.

Cátia Rocha, in Voz de Lamego, ano 86/22, n.º 4359, 19 de abril de 2016

Um encontro de saberes e de cultura! Polónia

polónia

A abertura a outras realidades europeias e o incremento dos contactos com outras pessoas e culturas, permitem, além do desenvolvimento de conhecimentos, a predisposição para a mudança, no sentido da melhoria. A referida abertura tem vindo a acontecer através do diálogo cultural e da cooperação entre pessoas e instituições pertencentes a diferentes sistemas educativos, deixando antever que é possível trabalhar no âmbito de um contexto marcado pela diversidade.

A consciência cívica constrói-se através do desenvolvimento de atitudes e de comportamentos modelados por valores consensualmente aceites, como a democracia, a responsabilidade, a solidariedade e o respeito pelo próximo. São atitudes/valores que estão na base da desejável cidadania activa. Todos estes pressupostos estiveram subjacentes à realização de um intercâmbio escolar europeu entre o Agrupamento de Escolas Latino Coelho, Lamego e o Gymnazium nº 1 de Blonie – Polónia.

Durante uma semana, o Gymnazium nº 1 de Blonie organizou um conjunto de atividades dentro e fora das suas instalações, conseguindo envolver, além dos alunos e professores da escola, as famílias e outras entidades do meio. O programa da receção aos parceiros portugueses contou com uma receção oficial na sala nobre da Câmara Municipal de Blonie, participação em aulas de alunos e de professores, lecionação de aulas a alunos polacos pelos docentes do Agrupamento de Escolas Latino Coelho (de várias disciplinas, mas em língua inglesa) competições desportivas, convívio com toda a comunidade educativa dessa cidade, visitas de estudo a Cracóvia, Auschwitz e Varsóvia (cidade, museus de Frédéric Chopin e Marie Curie, Centro de Ciência Copérnico, entre outros), um encontro com o representante do Instituto Camões em Varsóvia, culminando com uma breve visita a alguns espaços da Universidade da capital da Polónia.

Esta partilha de experiências estimulou a relação com outra comunidade, ajudou os alunos a conhecerem uma nova cultura, criou oportunidades de vivenciar uma mescla de culturas e saberes, ao mesmo tempo que estimulou o diálogo intercultural. Este intercâmbio possibilitou uma maior abertura ao que é diferente, estimulou a aprendizagem do inglês, dado que os alunos tiveram uma motivação acrescida para investir nesta língua, crucial para todos os jovens que pretendem inserir-se no mundo do trabalho ou mesmo da vida académica.

Para o êxito deste projeto contámos com a preciosa colaboração da Câmara Municipal de Lamego, na pessoa do senhor Presidente da Câmara, engenheiro Francisco Lopes, pela disponibilidade do transporte entre Lamego-Porto-Lamego, e ao senhor Presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação do AELC, senhor Enfermeiro Luís Monteiro, que desenvolveu todos os esforços na preparação e organização deste intercâmbio.

Viajar, conhecer e interagir são aspetos fulcrais para a compreensão do mundo!

Isilda Lourenço Afonso, Agrupamento de Escolas Latino Coelho, Lamego

in Voz de Lamego, ano 86/22, n.º 4359, 19 de abril de 2016

Paróquia de Resende: Partilhar a fé, o testemunho e a oração

resende-taizé1

No passado dia 16 de abril, o grupo Almacave Jovem juntou-se a alguns dos jovens da paróquia de Resende para partilharem e mostrarem um pouco das atividades que fazem na sua paróquia.

O início de tarde começou com uma visita ao lar de idosos; fomos percorrendo as diversas salas e cantando algumas músicas. A experiência foi incrível, o brilho nos olhos daqueles idosos era notório. Era como se tivessem recebido um grande presente; alguns choravam quando nos viam chegar, acredito que fosse de alegria; a alegria de saber que estávamos ali para os visitar e para animar um bocadinho o seu dia. Foi um momento marcante para todos nós. É tão bom quando um simples sorriso compensa todo o esforço. A visita foi curta, pois havia tantas salinhas a visitar que apenas podíamos cantar uma ou duas músicas em cada uma delas, mas ficou a vontade de repetir a atividade. Seguiu-se uma eucaristia animada pelos jovens na capela do lar de idosos, assim como a missa das crianças da catequese, na Igreja de Santíssimo Salvador.

Pelas 21:30 teve início a Oração de Taizé, uma oração completamente nova na nossa comunidade, e como tal a ajuda do grupo Almacave Jovem foi, mais uma vez, imprescindível. Esta oração contou com cânticos, em português e outras línguas, assim como leituras da bíblia e momentos de silêncio. Nesta oração, também, participaram os grupos de jovens de São Martinho de Mouros e de Barrô, para além da participação da comunidade em geral.

A experiencia foi marcante, no fim da oração todos nós nos sentimos mais em paz e tranquilidade. É muito bom ver que é possível juntar jovens, todos com vontade de aproximar os seus corações de Deus.

Eliana Loureiro, Gotas d’Orvalho – Grupo de Jovens de Resende

in Voz de Lamego, ano 86/22, n.º 4359, 19 de abril de 2016