Início > Arciprestados, D. António Couto, Evangelho, Eventos, , Igreja, Jesus Cristo, Visitas Pastorais > Visita Pastoral de D. António Couto em Castelo e Paradinha

Visita Pastoral de D. António Couto em Castelo e Paradinha

Paradinha_Castelo

As paróquias de nossa Senhora da Conceição de Castelo e de Nossa Senhora da Assunção de Paradinha receberam, respetivamente nos dias 21 e 28 de fevereiro, a Visita Pastoral de Sua Excelência Reverendíssima, o senhor Bispo D. António José da Rocha Couto.

Foram dias de festa. Nos rostos e olhares brilhava a intensa alegria que enchia o coração de todos os paroquianos.

No Senhor Bispo que chegava sentíamos e reconhecíamos o amigo que vinha até nós. E os aplausos que espontaneamente aconteceram gritavam bem forte a nossa saudação e o nosso agradecimento.

Em ambas as paróquias, as Eucaristias tiveram a presença de todos e foram momentos de celebração intensa. O canto e a oração encheram os nossos templos. Cristo esteve também presente na palavra sábia e profunda do senhor D. António que traçou novos caminhos e nos dirigiu novos apelos para uma vida cristã cada vez mais autêntica e generosa. Ao jeito das primeiras comunidades cristãs: que “eram assíduas ao ensinamento dos apóstolos e à comunhão fraterna, à fração do pão e às orações.”

Já, alguns dias antes, o senhor Bispo tinha estado entre nós. Visitou as nossas Capelas, rezou pelos nossos mortos e abençoou e ungiu os nossos doentes e idosos. Foi sua preocupação conhecer tudo e todos e por isso conversou,durante largo tempo, com as pessoas dos vários grupos que colaboram e realizam as mais diferentes atividades, e que procuram melhorar este cantinho em que vivemos e que tanto amamos.

As duas paróquias têm como padroeira Nossa Senhora. E tal como Maria guardava no seu coração todas as palavras de Jesus, também nós não queremos perder nenhuma das orientações que nos foram dadas.

Entre elas a que mais ficou gravada em nós foi a da comunhão e a da partilha.

Para sermos verdadeiras comunidades temos de partilhar. Não há os que só ensinam e os que só aprendem. Os que constroem e os que apenas apreciam e beneficiam. Todos temos de possuir um coração aberto e disponível, que simultaneamente dá e recebe.

Porque a Igreja só se constrói se todos formos agentes de pastoral. Não há lugar para que alguém fique de braços cruzados.

Como gesto de carinho, ambas as paróquias ofereceram ao Senhor  Bispo, frutos da terra, que aqui foram cultivados e criados.

E desde o primeiro momento, até ao último,ouviu-se muitas vezes,e muito sincera,a palavra: BEM-HAJA SENHOR BISPO.

JS, in Voz de Lamego, ano 86/16, n.º 4353, 8 de março de 2016

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: