Início > Ano da Vida Consagrada, D. António Couto, Deus, Eventos, , Jesus Cristo, Vida, Vocações > O ANO DA VIDA CONSAGRADA NA DIOCESE DE LAMEGO

O ANO DA VIDA CONSAGRADA NA DIOCESE DE LAMEGO

IMG_0371

O ANO DA VIDA CONSAGRADA NA DIOCESE DE LAMEGO

Ser sempre amor em cada dia, ao Teu dispor (1)

O Ano da Vida Consagrada – caminho precioso e abençoado – atravessou o seu zénite, enquanto as vozes dos consagrados e das consagradas de todas as partes do mundo exprimem a alegria da vocação e a fidelidade à sua identidade na Igreja, testemunhada às vezes até ao martírio. (…) O papa Francisco chama-nos, com solicitude, a dirigirmos o olhar da nossa vida para Jesus, mas também a deixarmo-nos olhar por Ele, a fim de “redescobrir, cada dia, que somos depositários de um bem que humaniza, que ajuda a levar uma vida nova”. Convida-nos a exercitar o olhar do coração porque “o amor autêntico é sempre contemplativo” (2). (…) Somos convidados, portanto, para um caminho harmonioso que saiba fundir o verdadeiro, o bem, o belo, lá onde algumas vezes parece que o dever, como ética mal entendida, assuma o controlo. (…) a ler dentro das coisas (3), à meditação, para realizar “a obra da arte escondida que é a história de cada um com Deus e com os irmãos, na alegria e no afã de seguir Jesus Cristo na quotidianidade da existência”(4).

A CIRP/CNISP – Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal/Conferência Nacional dos Institutos Seculares em Portugal – nacional, a equipa da CIRP/CNISP diocesana, pelos seus estatutos, deve estimular os Institutos de Vida Consagrada à integração na pastoral diocesana, procurar a animação espiritual dos consagrados e incrementar as relações entre os diversos Institutos existentes na diocese, contribuindo assim para esta “Beleza suprema” de que a Vida Consagrada deve dar testemunho.

O Ano da Vida Consagrada, na nossa diocese, iniciou com a renovação deste secretariado diocesano, que integrou novos elementos. Esta equipa foi muito bem acolhida pelos consagrados e não só, o que se manifestou na activa colaboração de todos com a equipa, nas suas iniciativas, ao longo do ano.

Foi no encontro do Senhor Bispo D. António Couto com os consagrados das comunidades das paróquias de Lamego, a 05.03.2015, no âmbito da sua visita pastoral ao arciprestado, que foi feita à equipa a proposta de se elaborar um desdobrável com informações sobre o carisma de cada Instituto existente na diocese, uma frase dos fundadores, a missão e os contactos, para ser distribuído pelos jovens e pelas paróquias durante o Ano da Vida Consagrada.

A elaboração deste desdobrável – que acabou por se transformar num atraente livreto –, contribuiu para a comunhão entre os membros dos vários Institutos e para o conhecimento por todos da sua existência na diocese, e foi distribuído por muitas pessoas, havendo ainda alguma quantidade pronta a ser entregue a quem ainda os desejar utilizar, de preferência para actividades com os jovens.

Durante este ano, nas várias celebrações e actividades diocesanas, os consagrados, que costumam ter uma presença e serviço muitas vezes discretos, responderam a diversos chamamentos pelos responsáveis dos serviços diocesanos, que os levaram a intervir mais, e de modo mais visível por todos. Um momento muito significativo, foi a celebração do Dia da Família Diocesana, a 27.06.2015, em que cada Instituto apresentou uma exposição do seu carisma e actividades próprias.

Houve um estreitar de relações da equipa da CIRP/CNISP com o Departamento da Pastoral Vocacional da Comissão Diocesana Vocações e Ministérios que se manifestou na Semana das Vocações, em que os consagrados presentes apresentaram o seu carisma e actividades em duas vigílias de oração, uma em Moimenta da Beira e, outra em Lamego, na igreja de S. Francisco, animando os cânticos desta os jovens da Sé. Foram momentos que revelaram a riqueza da Vida Consagrada nesta diocese. Vieram Irmãs de fora da diocese colaborar com as de Lamego, quando os membros dos diversos Institutos deram o seu testemunho vocacional aos jovens dos grupos da Sé e de Almacave. Este grupo animou uma vigília de acção de graças por este Ano da Vida Consagrada, ao estilo das orações de Taizé, em 16.01.2016. O Senhor Bispo, que presidiu à oração, na sua reflexão disse que, quando o salmista diz “Tu és a minha herança” (Sal. 16/15) isto se aplica aos consagrados, pois não vivem por conta própria, segundo os seus desejos, mas é Deus que lhes motiva a vida, pois, por detrás de cada passo seu está Deus e a Sua vontade. E que, quando os apóstolos perguntam a Jesus: “Onde moras?”, a resposta de Jesus “Vinde e vede” (Jo 1, 38-39) mostra que Deus não toma por nós as nossas decisões, não nos dá tudo feito: não nos quer convencer, mas que façamos a experiência; e é isto que a nossa vida deve ser: um testemunho vivo.

GEDSC DIGITAL CAMERA

O Senhor Bispo, com a sua solicitude pastoral, respondeu prontamente a todos os pedidos que os consagrados lhe fizeram para que os ajudasse na sua formação espiritual. Assim, animou-lhes dois tempos de reflexão, um na Casa de S. José, a 11.04.2015 sobre o tema Os/as consagrados/as: gente da Palavra de Deus e outro, a 24.10.2015, na Lapa, Seguir Jesus no caminho, como o cego de Jericó (Mc 10, 46-52), estando ainda programada um dia de retiro a ser concretizado brevemente.

Entretanto, durante a Semana da Vida Consagrada, na Sé, no dia 31.01.2016, o Senhor Bispo presidiu à eucaristia que encerrou este Ano, na diocese, e conviveu com os consagrados em almoço de confraternização. Como o Rev. Padre Avelino, beneditino, presidente da CIRP diocesana, disse na admonição de entrada desta celebração, a conclusão deste Ano não é um fim, mas um abrir para um aprofundamento e fidelidade cada vez maiores ao dom, na Igreja e no Mundo, que é o testemunho da vocação de Consagração, os consagrados da diocese integraram-se ainda numa peregrinação a Fátima, organizada pela CIRP nacional, que concluiu este ano pastoral a nível do país, no passado dia 07.02.2016. Da diocese de Lamego foi uma carrinha de 25 lugares, com membros de vários Institutos e Comunidades: Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição (que animaram alegremente a viagem), Servas de Nossa Senhora de Fátima, Cooperadoras da Família, Servas de Maria e do Coração de Jesus e vários leigos amigos que acompanharam as Irmãs. Para que esta viagem se realizasse, colaborou generosamente o Dr. Manuel Teixeira, a quem todos ficámos muito agradecidos. Em carrinha própria também seguiu uma Irmã, Filha de S. Camilo, acompanhada de um grupo numeroso de leigos. Os consagrados ordenados da nossa diocese não puderam participar, devido a ser domingo e não terem conseguido ser substituídos nas suas responsabilidades pastorais. Mas outras Irmãs, de várias comunidades da diocese, já estavam em Fátima a participar na Semana de Estudos sobre a Vida Consagrada, e no domingo, integraram-se na peregrinação. Em Fátima, na eucaristia, concelebrada por cerca de cento e trinta sacerdotes e na presença de centenas de consagrados, D. Manuel Neto Quintas, Bispo da diocese do Algarve, agradeceu este Ano ao papa Francisco, que nos permitiu crescer no apreço pelos consagrados e por tudo o que possibilitou viver, de tantos modos, a nível diocesano e paroquial, e apelou à disponibilidade de cada um para continuar com o mesmo entusiamo a própria consagração.

20160131_132627

A CIRP/CNISP de Lamego também não pode deixar de ter uma palavra de muita gratidão pelo empenho e dedicação que a Voz de Lamego colocou na divulgação das inúmeras comunicações sobre as várias actividades que ocorreram durante este Ano, e sobretudo pelo empenho que pôs para que cada Instituto pudesse ter, neste Jornal, um espaço para contar a sua história e missão na Igreja, o seu carisma e actividades na diocese, contribuindo assim, tão eficazmente, para que se alcançassem os objectivos deste Ano: olhar com gratidão o passado, viver com paixão o presente e abraçar com esperança o futuro.

Concluindo-se o Ano do Consagrado já em pleno Ano da Misericórdia, à luz da Palavra de Deus sobre Jesus, rosto da Misericórdia, Deus em rosto humano, quem são os consagrados? Gente que fez a experiência do chamamento de Deus que se enamorou dela, porque entendeu a Sua paixão pelo seu próximo e se pôs a caminho – Eis-me aqui, enviai-me! -; Gente que pode dar testemunho do amor misericordioso, porque o sentiu e partilhou na comunidade; Gente peregrina da misericórdia para além de todas as fronteiras; Gente livre que não teme nem a morte, porque confia no “Deus Misericordioso e Benevolente, Lento para a ira e cheio de Ternura e de Fidelidade” (Ex 34, 4) (5).

O Santo Padre pede que “abramos o carisma e deixemos que ele saia, para que entre em contacto com a realidade, com as pessoas, com as suas preocupações e os seus problemas. E assim, neste encontro fecundo com a realidade, o carisma cresce, renova-se, e também a realidade se transforma, transfigura-se através da força espiritual que o carisma traz consigo” (6).

O papa Francisco, na Carta Apostólica para Proclamação do Ano da Vida Consagrada, em 29.11.2014, disse que o Ano da Vida Consagrada não dizia respeito apenas às pessoas consagradas, mas à Igreja inteira, pelo que se dirigia a todo o povo cristão para que tomasse maior consciência do dom que é na Igreja a presença dos consagrados e das consagradas, e que, por isso, convidava todas as comunidades cristãs a viverem este Ano, procurando, antes de mais nada, agradecer ao Senhor este dom e convidava todos a estreitarem-se ao redor das pessoas consagradas, rejubilar com elas, partilhar as suas dificuldades, colaborar com elas, fazendo-lhes sentir o carinho e o encorajamento de todo o povo cristão.

E isto aconteceu durante este Ano!

Sendo também o Ano da Família, o papa disse que Família e Vida Consagrada são vocações portadoras de riqueza e graça para todos, espaços de humanização na construção de relações vitais, lugares de evangelização, podendo ajudar-se muito uma à outra.

Correspondendo às expectativas do papa Francisco para este Ano, nós consagrados e consagradas, vamos continuar a abraçar o desafio da comunhão que começa nas nossas comunidades e paróquias, a manifestar a Alegria, porque onde há a Paz e o Amor, que vêm de Deus, há Alegria da melhor qualidade, e a interrogar-nos sobre a resposta que somos chamados a dar ao que Deus nos pede na humanidade de hoje, não nos fechando sobre nós mesmos, mas saindo para ajudar os outros a resolverem os seus problemas “Ide pelo mundo inteiro” (Cf. Mc 16, 15) (7).

O Ano da Vida Consagrada termina enquanto proposta pastoral. Mas não terminará a Vida Consagrada ao longo dos dias, dos anos e dos séculos, por ser vocação querida por Deus para toda a Igreja, (8) chamada a despertar o Mundo (9) para os valores do Evangelho, os da verdadeira felicidade.

_________________________________

Citações:

(1) D. António Couto, Homilia, Dia do Consagrado, 31.01.2016

(2) Cong. p. Institutos Vida Cons. e Sociedades Vida Apostólica, Contemplai Aos consagrados e consagradas no encalço da Beleza – , edição Paulinas, fev. 2016, nº 1

(3) Ibidem, nº54

(4) Cf. Ibidem

(5) Cf. D. José Ornelas Carvalho, scj, Bispo da diocese de Setúbal, Conferência na Semana de Estudos sobre a Vida Consagrada, Fátima, 09.02.2016

(6) P. Manuel Barbosa, scj, in Vida Consagrada, nº 395, Ano 36, Jan 2016, p.2

(7) Cf Papa Francisco, Carta Apostólica para Proclamação do Ano da Vida Consagrada, II, 1, 3, 5

(8) P. Manuel Barbosa, scj, in Vida Consagrada, nº 395, Ano 36, Jan 2016, p.2

(9) Papa Francisco, Carta Apostólica para Proclamação do Ano da Vida Consagrada, II, 2

 

Pela CIRP/CNISP de Lamego,Irmã Teresa Frias, snsf,

in Voz de Lamego, ano 86/13, n.º 4350, 16 de fevereiro de 2016

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: