Início > Opinião, Santuários > NOSSA SENHORA DA LAPA | Santuário Mariano

NOSSA SENHORA DA LAPA | Santuário Mariano

Lapa_3

O culto de Nossa Senhora da Lapa remonta ao século XV, mais concretamente a 1498, quando uma pastorinha de nome Joana e muda de nascença, divisou Nossa Senhora por entre as fendas de dois enormes penedos que são um verdadeiro hino ao granito, penedias que continuam intactas e estão dentro do atual Santuário.

Os enormes penedos quase se tocam na parte mais funda e pela sua fenda, tão estreita, dificilmente passa uma pessoa de cada vez, dizendo-se até que ninguém passa se estiver em pecado.

Foi precisamente aqui que Nossa Senhora apareceu à pastora Joana e o milagre expandiu-se de pronto, tanto que não tardou o culto a Nossa Senhora da Lapa assim venerada por ter aparecido debaixo da Lapa.

A construção do Santuário propriamente dito iniciou-se no século XVI por impulso dos Jesuítas, tendo terminado as obras no século XVII.

O Santuário é um tesouro riquíssimo, tendo obras de arte de valor incalculável.

Neste apontamento, necessariamente breve, é imperioso destacar o altar mais antigo: o MENINO JESUS da Lapa. No interior da gruta vemos o altar da Senhora da Lapa, altar muito lindo, adornado com um frontal de prata lavrada. O Presépio da escola de Machado de Castro, deixa-nos encantados ao vê-lo. A capela do Santíssimo Sacramento revela o retábulo de talha dourada.

São magníficos os quadros referentes à morte de São José, Senhora da boa morte, o altar de Santo António, de Jesus crucificado.

A Lapa foi, durante cerca de quatrocentos anos, o mais importante Santuário de Portugal. A partir deste Santuário multiplicaram-se muitos outros lugares de culto a Nossa Senhora da Lapa em todo o território português. Reis de Portugal vinham venerar Nossa Senhora da Lapa e oferecer-lhe presentes valiosos.

A Lapa chegou a ser vila, concelho e condado. O Santuário é vivo coração da Beira desde tempos imemoriais. Urge, de novo, pô-lo no lugar a que tem direito. São inúmeros os testemunhos de milagres concedidos por intercessão da Virgem da Lapa. O seu culto está enraizado em todo o mundo, com especial predominância no Brasil, afirmando-se que Nossa Senhora da Aparecida é uma redundância da Nossa Senhora da Lapa.

É de referência também o chamado Colégio construído pelos Jesuítas.

Em 1994, o atual Reitor do Santuário, reverendo Padre José Alves de Amorim, iniciou no Colégio obras de restauro a fim de o Colégio poder ser utilizado como apoio aos peregrinos.

As obras de restauro são efectivamente de grande vulto e foram executadas a rigor por especialistas competentes, dando ao Colégio verdadeira funcionalidade. Honra seja feita ao ilustre e dedicado Reitor.

O Santuário da Lapa tem de ser alargado no seu território para albergar todos os devotos que aqui se concentram.

O Santuário da Lapa, bem como o Colégio e os anexos envolventes foram construídos na serra do mesmo nome: a Serra da Lapa, que nela nasce o rio Vouga e desagua em Aveiro. Com a nascente do rio, torna-se este local mais aprazível, com várias fontes, nomeadamente a fonte dos Clérigos, com água pura e abundante para dessedentar todos os peregrinos.

Faço votos para que o Santuário de Nossa Senhora da Lapa tenha no Jornal Voz de Lamego um verdadeiro púlpito a apregoar a excelência de tão sagrado lugar, onde a Virgem seja lembrada, venerada, amada pelos séculos dos séculos.

Nuno de Santa Maria Pascoal,  in Voz de Lamego, ano 86/10, n.º 4347, 26 de janeiro de 2016

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: