Início > Uncategorized > Catequese na Paróquia de Travanca: Deixai ódios, violências…

Catequese na Paróquia de Travanca: Deixai ódios, violências…

 

catequese-travanca

Era um vime ainda verde, que alguém usou tocando em mim de forma tão suave, que quase nem dei por isso. Baloiçava a medo pendurada d’ameia duma ponte romana e aí suspensa observava em simultâneo os movimentos na minha imagem (re)fletida nas águas límpidas da ribeira.

-Ai sr. Pe. Octávio que susto!

-A menina já viu bem o que estava a fazer? Como veio até aqui?

-E o sr. Pe. Onde vai? (tentando eu dissuádi-lo).

-Fui celebrar missa a Valverde.

-E, e vem a pé?

-Claro, que remédio. Não tenho burro nem cavalo. Vá não volte a empoleirar-se na ponte. Se o pai sabe!!! Se contar à sua catequista, não vai acreditar…

Hoje, catequista, sou eu também. Consequentemente numa freguesia onde o novo e recente sacerdote se apresentou em setembro e, naõ de burro, nem a cavalo, mas de mota… e de estilo envelhecido. 56 anos, repito : cinquenta e seis anos depois! Fiquei indignada ao confrontar-me com esta realidade. E, mais: aspeto humilde, novo, novo demais para tanta responsabilidade, semblante carregado, frágil também… e digo para mim própria: -mais um sacerdote “de pouca dura”. O tempo passou, as atividades recomeçaram na paróquia e agora constato exatamente que errei. Errei totalmente. O contrário!!! Eis a segunda atividade partilhada: ADVENTO (tema que anulou de vez a minha concepção àcerca do mesmo). Pessoa muito própria, muito íntegra, firme, segura, caráter e personalidade muito muito forte, impulsionador e um potencial de voz que jamais alguém pode adormecer onde se fizer ouvir.

Com basa nestas últimas características, a dinamização desenvolve-se a passos largos. A Catequese é acompanhada sob a sua alçada daí que nesta fase, pouco ou nada tem faltado. Senão, vejamos: desde uma largada de balões brancos por crianças a outra largada eu uma pomba-correio, mensageira da PAZ aquando desta temática e ambas acompanhadas musicalmente p’lo canto “É preciso renascer”.

Seguiu-se a JUSTIÇA, área que foi trabalhada de igual forma, intensamente. Desde a oferta solene de uma balança bem representativa, à Mulher de olhos vendados e ainda até declamação de poemas alusivos. A ALEGRIA, outro tema que esgotou o possível no contexto eucarístico com jograis de muito boa organização e expressão. Posteriormente, a FÉ, que embora sendo a última temática a tratar neste Advento, não só animou como até o silêncio “falou” mais alto. Encantou! Foi o verdadeiro colmatar nesta caminhada de preparação para a renovação da nossa própria fé. Que o diga o espaço físico destas celebrações; tem sido demasiado pequeno para uma assembleia tão grande! Todavia, o frio nunca foi razão nem pretexto para demover quem quer que fosse. Há que manter portais e portas abertas de par em par porque a assembleia não quer perder “pitada” mesmo não espaço no interior, como se de festa anual se tratasse.

Perante o exposto é justo afirmar: Bem Vindo sr. Pe. Fabrício Pinheiro à Paróquia de Travanca/Cinfães. Continue assim a promover e dinamizar de forma firme e hirta animado e animando, mas, também com flexibilidade simultaneamente como até então.

A nós, cabe apenas agradecer-lhe tanto empenho e num profundo Bem Haja, desejar-lhe votos felizes de um Bom Ano e a promessa, porém, de contar connosco enquanto intervenientes também desta missão de sucesso.

Catequese de Travanca, Cinfães,

in Voz de Lamego, ano 86/09, n.º 4346, 19 de janeiro de 2016

Categorias:Uncategorized
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: