Arquivo

Archive for 03/12/2015

Zona Pastoral de Resende: formação para agentes pastorais

12303976_922392087850126_8644716365809222566_o

Ação de formação sobre o ano da misericórdia

No dia 28 de novembro decorreu no Seminário de Resende uma ação de formação para adultos sobre o Ano da Misericórdia. Esta ação insere-se no plano de atividades do nosso arciprestado de Cinfães-Resende e decorreu nas duas sedes de concelho, em Cinfães pela manhã e, de tarde, em Resende e destinava-se a agentes da pastoral paroquial como forma de dinamizar as comunidades para a vivência do ano da misericórdia que se vai iniciar em breve.

Orientou esta formação de forma muito atrativa e profunda o senhor Pe. Diamantino Alvaíde, pároco de Moimenta da Beira e participaram cerca de seis dezenas de pessoas provindas das paróquias de Resende, S. Martinho de Mouros, S. Cipriano e Felgueiras.

O Pe. Diamantino começou por situar o contexto em que acontece este jubileu extraordinário da misericórdia para depois nos explanar de forma clara o conteúdo da bula papal e a importância da vivência deste ano de graça por todos os cristãos. Apelou à vivência das obras de misericórdia como exercício prático da misericórdia entre os irmãos e expressão do nosso reconhecimento pela misericórdia de Deus para connosco. Terminou a sua apresentação lembrando a carta pastoral do nosso Bispo e as iniciativas concretas que ele nos desafia a viver para sermos melhores cristãos e formarmos uma igreja mais dinâmica.

Foi uma tarde muito enriquecedora para todos os que se disponibilizaram a participar.

Pe. José Augusto Marques,  in Voz de Lamego, ano 85/53, n.º 4340, 1 de dezembro

Aniversário da ordenação sacerdotal do Sr. D. António Couto

Voz de Lamego

A 03 de Dezembro de 1980 recebia a ordenação sacerdotal o Sr. D. António José da Rocha Couto, Bispo de Lamego. Tinha entrado no Seminário da Sociedade Portuguesa das Missões Ultramarinas (hoje Sociedade Missionária da Boa Nova) em Tomar, dezassete anos antes.

Hoje, de modo mais intenso e belo, a Diocese de Lamego sente-se unida ao seu Prelado no júbilo por este aniversário e eleva ao Senhor orações e preces pelos bons frutos do seu ministério sacerdotal e episcopal.Image

View original post

Zona Pastoral de Cinfães: formação para agentes pastorais

cinfaes

 

No passado dia 28 Novembro, durante a manhã, no salão paroquial de Cinfães, decorreu uma ação de formação para todos os agentes pastorais desta zona pastoral de Cinfães que se havia de repetir, durante a tarde desse mesmo dia, em Resende.

Como não poderia deixar de ser, o tema escolhido foi a Misericórdia de Deus, muito bem explanado pelo formador, Sr Pe. Diamantino Alvaíde, pároco de Cabaços e Moimenta da Beira, há pouco tempo regressado de Roma, onde se formou em Pastoral.

Na sua alocução, o Reverendo Pe. Diamantino começou por referir que a data escolhida, 8 de Dezembro de 2015, pelo Papa Francisco, para o início do Ano da Misericórdia, teve por base dois fatores marcantes na vida da Igreja – o cinquentenário do encerramento do concílio Vaticano II e simultaneamente dia da Imaculada Conceição, Mãe da Igreja.

Bem explicados foram os ensinamentos vivenciais da Bula da proclamação do Jubileu Extraordinário da Misericórdia – Rosto da Misericórdia – como condição para a nossa salvação, palavra reveladora do mistério da Santíssima Trindade, lei fundamental que mora no coração humano e caminho que une Deus ao homem.

Algumas das manifestações da misericórdia divina nos Evangelhos, os desafios que se nos colocam, direcionados ao coração dos irmãos e às periferias existenciais, com tradução na prática das 14 obras de Misericórdia, foram os alicerces da introspeção que cada participante teve o prazer de degustar para poder depois levar para os seus ambientes.

Foram ainda proporcionadas sugestões, a partir da Bula Papal, para um melhor aprofundamento da vida cristã, neste ano jubilar, como seja: acolhimento de todos, especialmente os mais desprotegidos, Laus perene e adoração ao Santíssimo individualmente e, como não podia deixar de ser, a frequência ao Sacramento da Reconciliação, com todos os requisitos exigidos – arrependimento, confissão e conversão.

O Sr. Pe. Adriano, arcipreste de Resende/Cinfães, informou os presentes, que entre outras iniciativas a levar a cabo no arciprestado, em Cinfães, a Igreja paroquial vai estar aberta, nos dias 10 e 26, de cada mês, com exposição do Santíssimo, havendo sacerdotes para a administração do sacramento da Reconciliação, a quem o desejar.

Os cerca de oito dezenas de participantes ficaram mais conscientes para a vivência do ano dedicado à Misericórdia, que decorre entre 8 de Dezembro próximo e o dia 20 de Novembro de 2016, tendo como princípios orientadores documentos pontifícios e episcopais entre os quais se destaca a carta pastoral do nosso Bispo D. António Couto, publicada na apresentação do ano pastoral da nossa diocese.

Serão sempre bem vindas estas ações formativas, pois, no fundo estamos a falar de catequese de que tanto está ávido o povo de Deus.

Aqui fica o agradecimento aos mentores da iniciativa e esperamos que outras se sigam.

V.M., in Voz de Lamego, ano 85/53, n.º 4340, 1 de dezembro